SkyscraperPage Forum

SkyscraperPage Forum (http://forum.skyscraperpage.com/index.php)
-   Infraestrutura & Transporte (http://forum.skyscraperpage.com/forumdisplay.php?f=696)
-   -   Transporte Terrestre Brasília - Movimentação no setor (http://forum.skyscraperpage.com/showthread.php?t=194018)

pesquisadorbrazil Sep 20, 2011 9:08 PM

Transporte Terrestre Brasília - Movimentação no setor
 
Noticias, projetos na área de transporte terrestre na cidade de Brasília e RM

pesquisadorbrazil Sep 22, 2011 1:50 PM

Governo quer privatizar 5 mil km de estradas até 2014
Autor(es): agência o globo:Mônica Tavares
O Globo - 22/09/2011


BRASÍLIA. O governo quer conceder mais 5 mil quilômetros de rodovias federais à iniciativa privada até 2014. Os editais de licitação de 1.753,5 km já estão sendo analisados pelo Tribunal de Contas da União (TCU). A expectativa do ministro dos Transportes, Paulo Passos, é que até novembro o Tribunal libere os editais da BR-040, com 936,8 km, ligando Brasília a Juiz de Fora (MG), e da BR-116, com 816,7 km entre a divisa de Minas com o Rio até a divisa de Minas com a Bahia. Os leilões poderão ocorrer entre janeiro e fevereiro. Para as obras da BR-040, serão necessários mais de R$1,5 bilhão, e na BR-116, R$3 bilhões.

O diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Bernardo Figueiredo, disse que está sendo estudado qual o melhor modelo para licitar os outros 3 mil km de rodovias que serão complementares às já exploradas pela iniciativa privada. Poderá ser usada a concessão com cobrança de pedágio, como nos outros leilões, ou a concessão administrativa.

O edital de concessão da BR-101, no Espírito Santo, foi lançado ontem pelo Ministério dos Transportes e pela ANTT. O leilão da rodovia de 475,9 km, ligando Mucuruí (BA) à divisa de ES com RJ, será em 17 de novembro na Bovespa. Vence quem oferecer a menor tarifa para as sete praças previstas. A tarifa-teto dos pedágios vai variar entre R$2,22 e R$5,18

Fonte: http://clippingmp.planejamento.gov.b...=Bras%C3%ADlia

pesquisadorbrazil Sep 22, 2011 1:50 PM

Vamos ver mesmo, se sai do papel essa duplicação.

Arquivista Sep 23, 2011 12:45 PM

Deveriam duplicar Brasilia-Uberlândia

pesquisadorbrazil Sep 23, 2011 2:42 PM

Quote:

Originally Posted by Arquivista (Post 5420679)
Deveriam duplicar Brasilia-Uberlândia

Ele vão duplicar de Catalão a Uberlândia e não a outra pista. Pois, por Catalão se pode acessar em pista duplicada desde Catalão até Brasília, via Goiânia e Anápolis.

pesquisadorbrazil Sep 23, 2011 2:44 PM

Faixa da EPNB e da BR-020 será usada só por coletivos em horários de pico

Adriana Bernardes

Publicação: 23/09/2011 07:03 Atualização: 23/09/2011 07:11

Nos próximos 120 dias, cerca de 70 mil usuários do transporte público do Distrito Federal ficarão menos tempo dentro dos ônibus. A partir de novembro, uma das faixas de rolamento da Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB) será usada prioritariamente pelos coletivos em horários de pico. E, em janeiro do ano que vem, o mesmo ocorrerá na BR-020, no trecho entre Sobradinho e a Ponte do Bragueto, acesso ao Lago Norte. Com a medida, o governo espera tornar o transporte público mais atrativo em comparação com o carro. As intervenções serão mínimas, e os recursos estão garantidos. O serviço será executado pelos servidores do GDF, o que dispensa a necessidade de licitação.

Nos dois trechos, o governo vai colocar tachas no asfalto para isolar a pista. A sinalização horizontal e vertical vai alertar os demais condutores que a prioridade de tráfego naquela faixa de rolamento é dos ônibus. As baias serão ampliadas, e os estudos, em fase de conclusão, vão definir em quais momentos haverá restrição para os demais carros. A princípio, ela ocorrerá sempre nos horários de maior fluxo. “A intenção é garantir uma via livre para os coletivos nos períodos de maior demanda. Vamos investir em campanhas educativas e na orientação dos motoristas. Mas também vamos fazer a fiscalização ostensiva e, posteriormente, instalaremos radares para multar quem desobedecer a restrição”, adianta o secretário de Transportes, José Walter Vazquez Filho.

O corredor prioritário da EPNB terá início embaixo do viaduto do Pistão Sul de Taguatinga. Abrangirá ainda um trecho da Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia) — na altura do Setor de Postos e Motéis —, seguirá pela Estrada Parque Guará (EPGU) e terminará um pouco depois do Zoológico de Brasília. A partir de lá, os ônibus avançarão pela W3 Sul, L2 Sul, Eixo Rodoviário Sul e Avenida das Nações. Ao todo, o percurso terá 12km. A expectativa é de que o tempo de viagem seja reduzido em 20 minutos por dia — 10 minutos na ida e 10 minutos na volta.

A mudança deverá beneficiar cerca de 40 mil usuários. Inclui moradores de Taguatinga, de Samambaia, do Riacho Fundo 1 e 2, do Núcleo Bandeirante, de Arniqueiras, Águas Claras, Santa Maria, do Gama e de parte do Entorno. Moradora do Riacho Fundo 2, a esteticista Alzira Ferreira de Matos, 30 anos, se animou com a possibilidade de gastar menos tempo dentro do ônibus. “Se isso não ficar só na promessa, pode ser muito bom. Mas sabe o que realmente mudaria a vida da gente? Ônibus novos, limpos e pontuais. Isso, sim, é um sonho”, pontua.


Mudanças a partir do Viaduto da EPNB: a previsão é de que o governo instale no local tachas no asfalto para isolar a pista aos ônibus

Gargalo

As mesmas intervenções serão executadas na BR-020, entre Sobradinho e a Ponte do Bragueto, num total de cerca de 13km. A expectativa é que 30 mil usuários sejam beneficiados pela mudança. Além dos moradores de Sobradinho 2, dos condomínios, do Lago Oeste e da Fercal, quem vive na região de Planaltina sentirá a diferença. O tempo de redução da viagem ainda não foi calculado. A segunda etapa do projeto será na BR-020 e vai começar em 60 dias, logo após o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) concluir a obra de recapeamento.

Segundo Vazquez, esses dois locais foram escolhidos por serem considerados críticos. “A prioridade para os ônibus vai aliviar um pouco o gargalo de hoje até que o Veículo Leve sobre Pneus seja concluído. Para a Saída Sul e a continuação da EPTG, teremos recursos do PAC da Mobilidade. As obras da Saída Norte serão iniciadas apenas em 2015. Por isso, escolhemos esses dois locais para atender a uma demanda imediata até que os grandes projetos fiquem prontos”, destaca Vazquez. O projeto é elaborado pela Secretaria de Transportes, em parceria com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), o Departamento de Trânsito (Detran) e o Transporte Urbano do DF (DFTrans).

Ao saber dos planos do governo, a auxiliar de escritório Lúcia Maria Montes, 45 anos, mostrou-se descrente. “Não acredito que isso vai mudar muita coisa. O que precisamos é de mais ônibus. Vamos esperar para ver como isso vai funcionar na prática. Quero me surpreender”, conta.

Na opinião de José Leles de Souza, presidente do Instituto de Certificação e Estudos de Trânsito e doutor em engenharia de transportes, qualquer medida que dê prioridade ao transporte de massa ajuda a melhorar o serviço. No caso específico do DF, ele avalia que os corredores prioritários anunciados pela Secretaria de Transportes são medidas paliativas e não resolverão os inúmeros problemas do sistema. “Esse pode ser o início de uma política de prioridade do transporte coletivo de passageiros. Mas resultados efetivos só vão aparecer se eles forem expandidos para toda a cidade”, adverte.

Alternativa
Em 26 de agosto do ano passado, o governador Agnelo Queiroz lançou o projeto do VLP. Ele prevê a construção de corredores exclusivos para ônibus em 42km de extensão no Eixo Sul de Brasília, ligando Santa Maria, Gama, ParkWay e Entorno Sul ao Plano Piloto por uma via específica para coletivos. O sistema atenderá 600 mil passageiros diariamente e 20 mil por hora em horários de pico. Haverá integração com o metrô.

Fonte: http://www.correiobraziliense.com.br...-de-pico.shtml

GMF Sep 24, 2011 1:30 PM

ESTRADA QUADRUPLICADA

Após o conflituoso julgamento pelo plenário da Câmara dos Deputados, Jaqueline Roriz quer retomar a rotina parlamentar e levantar temas de trabalho. Acha que é necessário enfrentar a saturação do trecho da BR-040 entre Brasília e Cristalina, em Goiás. Quer a construção de uma nova rodovia ou a quadruplicacão do atual trecho, totalmente saturado.

OPÇÃO PARA O AEROPORTO JK

Não é só. Jaqueline quer também que o aeroporto de Luziânia seja ampliado e se transforme em alternativa ao Aeroporto Juscelino Kubitschek de Brasília, também saturado. "Sei que as autoridades aeroviárias já estudam essa possibilidade, mas é fundamental que isso ocorra logo", disse. Para Jaqueline, com o Aeroporto de Luziânia e uma via expressa ligando-o diretamente a Brasília, haveria condições de firmá-lo, a curto prazo, como opção. Estaria para a capital como Viracopos está para São Paulo.

FONTE: http://www.linearclipping.com.br/fec...codnot=1909318

GMF Sep 24, 2011 1:31 PM

:previous:
Senti um forte viés eleitoreiro, mas tudo bem.

pesquisadorbrazil Sep 24, 2011 4:04 PM

Quote:

Originally Posted by GMF (Post 5421779)
ESTRADA QUADRUPLICADA

Após o conflituoso julgamento pelo plenário da Câmara dos Deputados, Jaqueline Roriz quer retomar a rotina parlamentar e levantar temas de trabalho. Acha que é necessário enfrentar a saturação do trecho da BR-040 entre Brasília e Cristalina, em Goiás. Quer a construção de uma nova rodovia ou a quadruplicacão do atual trecho, totalmente saturado.

OPÇÃO PARA O AEROPORTO JK

Não é só. Jaqueline quer também que o aeroporto de Luziânia seja ampliado e se transforme em alternativa ao Aeroporto Juscelino Kubitschek de Brasília, também saturado. "Sei que as autoridades aeroviárias já estudam essa possibilidade, mas é fundamental que isso ocorra logo", disse. Para Jaqueline, com o Aeroporto de Luziânia e uma via expressa ligando-o diretamente a Brasília, haveria condições de firmá-lo, a curto prazo, como opção. Estaria para a capital como Viracopos está para São Paulo.

FONTE: http://www.linearclipping.com.br/fec...codnot=1909318

Dois pontos, acho que a senhora roriz está voando. Primeiro. a BR 040 vai ser duplicada e pedagiada. Então vão duplicar de Luziânia até Sete Lagoas.

Outro ponto, vir querer criar um aeroporto em Luziânia, CURRAL ELEITORAL de RORIZ. Se já existe um projeto PRONTO e em vias de começar a obra. Então ela deve estar dopada com lexotan e gardenal.:hell:

pesquisadorbrazil Sep 24, 2011 4:05 PM

Quote:

Originally Posted by GMF (Post 5421780)
:previous:
Senti um forte viés eleitoreiro, mas tudo bem.

Só você sentiu? Todos os projetos que ela propos, já estão em implementação. Agora se ela tivesse a inteligência de se criar outra rota de ligação entre Brasília e Goiânia tendo Luziânia como passagem, até seria sensato.

pesquisadorbrazil Sep 24, 2011 4:48 PM

Na verdade o que se precisa fazer, só no trecho entre a Santa Maria-DF e Luziania-GO é a construção de vias marginais com uma faixa no canteiro central exclusiva para ônibus. Isso se resolveria grande parte dos problemas na região de trafego.

HLbsb Sep 26, 2011 1:53 AM

Quote:

Originally Posted by GMF (Post 5421780)
:previous:
Senti um forte viés eleitoreiro, mas tudo bem.

:previous:

Há alguns anos o papai dela comprou uns 10km da margem da pista (fazenda) que liga esse aeroporto a barragem de corumbá. No começo desse ano o Perilo teve reuniões com empresários na região procurando um terreno para construir outro aeroporto, mas aparentemente a coisa não aconteceu, ou não seria viabilizada no prazo desejado por ele (2014). (Obs.: O Perilo quer terminar de enterrar o Rorô)

O Roriz não vai conseguir sair candidato ano que vem, mas isso nem é problema para as pretenções economicas presentes. Já há algum tempo existe o plano de viabilizar economicamente o aeroporto de Luziania, mas melhorar o acesso, lobby pretendido pela filhinha que será processada, é apenas uma questão secundária frente à distância e estrutura bem limitada do aeroporto.

Alem disso, dentro do DF existem muitos terrenos muito mais adequados. Seria até interessante um aeroporto no entorno, mas não em Luziânia... Na verdade, é digno de rir dessa menina, sem o menor traquejo político, ser responsável pelos interesses do velho.

pesquisadorbrazil Sep 26, 2011 4:45 PM

Eu li que o GDF vai enfim terminar a duplicação da DF 025, ou estrada parque dom bosco. Até nas proximidades da barragem do Paranoá. Eu quero saber, como o GDF vai duplicar a pista em cima da barragem.... Esqueceram, tombaram até a barragem do Paranoá...

MAMUTE Sep 26, 2011 4:49 PM

:previous:Esse negócio de tombamento em todo lugar já está atrazando a cidade:no:

pesquisadorbrazil Sep 26, 2011 5:53 PM

Quote:

Originally Posted by MAMUTE (Post 5423592)
:previous:Esse negócio de tombamento em todo lugar já está atrazando a cidade:no:

Sabe o que eu li esses dias. Eles alegaram que tombaram a cidade para cumprir o que Lúcio Costa alegou a 50 anos atrás que a Capital Federal não fora feita para ser METROPOLE.

Cite qual CAPITAL FEDERAL em outros países que não se tornaram METROPOLES?:whip:

HLbsb Sep 26, 2011 7:46 PM

O trem agora sai?

Governador Agnelo negocia implantação do trem entre DF e Entorno. Integração será no Guará. Projeto básico começa a ser feito


A criação de uma linha de passageiros entre o DF e o entorno, no sentido Luziânia, está cada vez mais próxima de ser concretizada. O governador Agnelo Queiroz esteve nesta segunda-feira, 19 de setembro, com o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, para discutir a implantação de trens na região. No encontro foram avaliadas as possibilidades de estudos sobre o transporte interestadual, como a construção de BRTs (Bus Rapid Transit, ou ônibus de trânsito rápido).

O secretário de Transporte, José Walter Vazquez, lembrou na reunião que as obras terão um impacto grande no sistema urbano de Brasília, mas que a competência para legislar e fazer estudos sobre o transporte interestadual é do governo federal.

“Por isso estamos fazendo convênios. Para o trem, serão R$ 900 mil do GDF e mais R$ 3,9 milhões do governo federal. A partir daí teremos um projeto básico para a licitação”, adiantou. O projeto faz parte do Plano de Aceleração do Crescimento do Entorno e há a previsão de estações de integração no metrô do Guará e no terminal da Rodoferroviária”.


Guará como integração

O projeto elaborado pelo Ministério dos Transportes há cinco anos (publicado pelo Jornal do Guará na época) prevê extensão da rede até Luziânia, passando por Santa Maria e Valparaiso. De acordo com o projeto, a rede ferroviária seria integrada ao metrô na altura do Guará, na colônia Águas Claras, onde seria construida uma estação própria. Mas o ponto final continuaria sendo a Rodoferroviária, que seria reformada para continuar recebendo passageiros.

De acordo com o governador Agnelo Queiroz, a ideia é que, no futuro, o trem vá até Goiânia e Anápolis, interligando o DF ao Entorno e aos estados mais próximos. Isso vai desenvolver economicamente o Distrito Federal e melhorar o transporte público dessas regiões.

http://jornaldoguara.web146.f1.k8.co...11/09/trem.jpg

Apenas com a implementação do primeiro trecho do trem, mais de 30 mil passageiros seriam beneficiados, segundo estimativas de técnicos do Ministério dos Transportes. A proposta surgiu há cinco anos, quando o Governo Lula anunciou a disposição de investir na implantação e recuperação do sistema ferroviário nacional. Na época, a proposta não interessou muito ao então Governo Arruda, que apenas a recebeu sem dar continuidade aos estudos.


Demanda

Quando começou a elaborar os estudos, o Ministério dos Transportes iniciou um processo de consulta pública sobre a revitalização do transporte ferroviário e recebeu as sugestões sobre a linha no DF. Essa linha seria parte do Programa de Resgate do Transporte Ferroviário de Passageiros, do Governo Federal.

Na proposta, o então diretor do Departamento de Transporte Ferroviário do Ministério dos Transportes, Afonso Carneiro Filho,afirmava que o custo de implantação da linha seria pequeno em relação a outros investimentos no setor ferroviário.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) fará uma atualização do projeto para verificar o que precisa ser adequado ao transporte de passageiros. Segundo o diretor de Infraestrutura Ferroviária do órgão, Geraldo Lourenço, o ideal é que seja construida uma linha paralela à existente. “Até que a duplicação seja feita, trens de carga e de passageiros dividirão os trilhos”, explica.

Como o mais difícil e dispendioso é a construção das ferrovias, a aprovação dos projetos do DF seria a parte mais fácil. De acordo com os planos da União, a verba pública federal será utilizada apenas para a reativação do setor. A operação do sistema ficará a cargo ou da iniciativa privada ou dos governos locais. Como contrapartida, os estados recuperariam o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e a iniciativa privada seria beneficiada pela Lei Rouanet nos casos de trens de passeio e poderiam usar a carroceria para publicidade.

A implantação, entretanto, teria que ser negociada com a empresa Centro-Atlântica, que adquiriu o direito de explorar a linha, que foi privatizada em 2003.

Se aproveitar os trilhos existentes – parte da linha é utilizada no transporte de cargas, – o governo investiria apenas na construção de estações e na reforma dos vagões abandonados num depósito em São Paulo desde 1994, quando a linha foi desativada. O valor estimado pelos técnicos do Ministério dos Transporte é que esse custo ficaria em torno de R$ 15 a R$ 20 milhões.

Fonte: Jornal do Guará

pesquisadorbrazil Sep 26, 2011 7:53 PM

Eu não sei se seria viavel isso. Pois os 2 trechos são distintos.

Um tem intenção de fácil acesso a região metropolitana. Enquanto a outra, é acesso a duas regiões metropolitanas.

Enquanto o trecho Brasília-Luziânia teria uma movimentação de trens com regularidade superior do que a do trecho Brasília-Goiânia.

MAMUTE Sep 26, 2011 10:41 PM

Vou aguardar a definição dessa História, mas acho que o projeto é muito bom, se bem projetado...

HLbsb Sep 26, 2011 11:39 PM

Quote:

Originally Posted by pesquisadorbrazil (Post 5423858)
Eu não sei se seria viavel isso. Pois os 2 trechos são distintos.

Um tem intenção de fácil acesso a região metropolitana. Enquanto a outra, é acesso a duas regiões metropolitanas.

Enquanto o trecho Brasília-Luziânia teria uma movimentação de trens com regularidade superior do que a do trecho Brasília-Goiânia.

^^

Concordo! A ligação Brasília-Anápolis-Goiânia deve ser com um trêm de velocidade expressiva e sem muitas paradas (alem dessas cidades talvez o outlet premium), que substitua boa parte do movimento da BR-060.

Esse que está sendo discutido é transporte intrametropolitano. Não vejo como os dois projetos se fundirem...

Espartano_bsb Sep 26, 2011 11:59 PM

Deve ter gente ganhando dinheiro com essa história de trem do entorno... Só pode!


All times are GMT. The time now is 9:57 AM.

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2018, vBulletin Solutions, Inc.