HomeDiagramsDatabaseMapsForumSkyscraper Posters
     
Welcome to the SkyscraperPage Forum

Since 1999, the SkyscraperPage Forum has been one of the most active skyscraper enthusiast communities on the web. The global membership discusses development news and construction activity on projects from around the world, alongside discussions on urban design, architecture, transportation and many other topics. Welcome!

You are currently browsing as a guest. Register with the SkyscraperPage Forum and join this growing community of skyscraper enthusiasts. Registering has benefits such as fewer ads, the ability to post messages, private messaging and more.

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Regiões Metropolitanas Mundiais

Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #81  
Old Posted Oct 14, 2011, 11:08 PM
emblazius emblazius is offline
Flamenguista
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília
Posts: 308
Quote:
Originally Posted by Jota Ferro View Post
Meu amigo a descisão de contruir o Setor hoteleiro na 901 norte, não foi deste governo, o projeto foi feito no governo anterior por técnicos do GDF e já estava no documento da candidatura de Brasília à copa. Portanto isto não é cria do governoa atual.

O projeto pode ser revisto para se adequar ao tombamento. Vamos ver quais serão as atitudes do GDF.

Eu pessoalmente prefiro um "SFN" do que mais um terreno abandonado no DF ou um Setor de Igrejas, Sindicatos e Capim Norte
Verdade. Infelizmente as decisões do governo anterior, e que pese a grande capacidade de realizar obras, se mostrou que todas tinham uma comissão, ou melhor, um viés de corrupção. Minha crítica ao atual é de continuar de braços dados com os mesmos grandes cartelistas de Brasília.

Sobre o SFN, prefiro o mato, que agora ficará seguro com a 2 DP. Aquela parte já vive engarrafada e não comporta mais construções. Já está um caos.

Tem que construir hotel agora em satélite e melhorar o transporte urbano para o PP e do PP.

Também podiam cair matando nas kitinetes que na verdade são salas comerciais e acabar com a farra do flats e residenciais com serviço.

Mas não, mexer com quem paga a conta não pode, então vamos arrumar desculpas e meter mais concreto em Brasília.

Tem que crescer organizado mesmo, devagar. Os últimos 10 anos Brasília perdeu foi muito da qualidade de vida.
__________________
Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher aquilo que plantamos
Reply With Quote
     
     
  #82  
Old Posted Oct 15, 2011, 3:31 PM
Espartano_bsb Espartano_bsb is offline
Registered User
 
Join Date: May 2011
Posts: 401
Gostei do parecer contrário do IPHAN! Do jeito que as coisas estão indo, teríamos trocentos residenciais com serviços nessa região! Sou contra esse tipo de expansão que só beneficia as construtoras!
Reply With Quote
     
     
  #83  
Old Posted Oct 15, 2011, 5:53 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 8,802
Quote:
Originally Posted by emblazius View Post
Verdade. Infelizmente as decisões do governo anterior, e que pese a grande capacidade de realizar obras, se mostrou que todas tinham uma comissão, ou melhor, um viés de corrupção. Minha crítica ao atual é de continuar de braços dados com os mesmos grandes cartelistas de Brasília.

Sobre o SFN, prefiro o mato, que agora ficará seguro com a 2 DP. Aquela parte já vive engarrafada e não comporta mais construções. Já está um caos.

Tem que construir hotel agora em satélite e melhorar o transporte urbano para o PP e do PP.

Também podiam cair matando nas kitinetes que na verdade são salas comerciais e acabar com a farra do flats e residenciais com serviço.

Mas não, mexer com quem paga a conta não pode, então vamos arrumar desculpas e meter mais concreto em Brasília.

Tem que crescer organizado mesmo, devagar. Os últimos 10 anos Brasília perdeu foi muito da qualidade de vida.
Depende de quem perdeu qualidade de vida. Eu mesmo continuo com a mesma qualidade de vida. Agora quem tem grana tem qualidade de vida aqui ou no deserto do Saara os eco-xiitas vem com papinho fuleiro de afirmar que meio-ambiente caminham juntos com qualidade de vida.

Quero ver morarem num ambiente com milhares de arvores mas com temperatura de 30 graus e umidade relativa do ar entorno de 10%. Ou o contrário, num local com temperatura baixissima, alta umidade e sem nenhuma arvore.
Reply With Quote
     
     
  #84  
Old Posted Oct 15, 2011, 6:37 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 8,802
A quadra 901 norte pode nem sair, mas pode ter certeza absoluta, que eu encaminhei um plano B, inclusive com aumento do gabarito, no lote da NOVACAP localizada no Park Sul.

Agora quero ver a desculpa dos pseudo urbanistas e eco-xiitas. Pois inclusive está fora da área tombada. Vão alegar que vai afetar a concorrência do PO. Agora o tombamento funcionou no empreendimento ILHAS DO LAGO? Nas Kitinetes ou no puxadinho do Itamaraty?

Uma coisa o IPHAN, a UNESCO os URBANITAS e o PO não vai impedir, a vinda de novas redes hoteleiras internacionais. Aí eu quero ver quem vai querer pagar 5 mil reais para se hospedar no pulgueiro do PO ou num Grand Hyatt ou Renaissance...

Last edited by pesquisadorbrazil; Oct 15, 2011 at 6:56 PM.
Reply With Quote
     
     
  #85  
Old Posted Oct 16, 2011, 3:50 AM
emblazius emblazius is offline
Flamenguista
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília
Posts: 308
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
Depende de quem perdeu qualidade de vida. Eu mesmo continuo com a mesma qualidade de vida. Agora quem tem grana tem qualidade de vida aqui ou no deserto do Saara os eco-xiitas vem com papinho fuleiro de afirmar que meio-ambiente caminham juntos com qualidade de vida.

Quero ver morarem num ambiente com milhares de arvores mas com temperatura de 30 graus e umidade relativa do ar entorno de 10%. Ou o contrário, num local com temperatura baixissima, alta umidade e sem nenhuma arvore.
Que isso cara!!! Como não. Então tu não pega transito do eixinho? Então tu nunca tentou chegar ou sair do PP nos horarios de pico? Entao tu nao percebe a criminalidade maior? O cheiro de bosta do Lago que chega até as 300 sul e norte todo dia? O caos q esta este SCS. Essas porras destes shows que o GDF autoriza no estacionamento do mane garrincha até 5 da manha sem limite de altura do som. A constante queda de energia no PP que essa semana derrubou quadras das asas sul e norte. E vamos listando. Eu considero uma grande perda sim de qualidade de vida desde que cheguei em BSB vindo de RJ e Recife. Aqui era um paraiso. Nao tinha transito, nunca ficavamos tanto tempo sem chuva, os precos de tudo mais baixos. Esse bando de kitinetes, aguas claras parece cidade chnesas com seus predios colados, as cmerciais desfiguradas, proliferacao de condominios por falta de politica da terracap para venda oegal de lotes.Ta só o caos. Deixa a 901 lá quietinha e quem sabe algum governante decente faça bom uso, no futuro. Se depender dos atuais vai virar mais uma bagunça.
__________________
Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher aquilo que plantamos
Reply With Quote
     
     
  #86  
Old Posted Oct 16, 2011, 3:53 AM
emblazius emblazius is offline
Flamenguista
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília
Posts: 308
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
A quadra 901 norte pode nem sair, mas pode ter certeza absoluta, que eu encaminhei um plano B, inclusive com aumento do gabarito, no lote da NOVACAP localizada no Park Sul.

Agora quero ver a desculpa dos pseudo urbanistas e eco-xiitas. Pois inclusive está fora da área tombada. Vão alegar que vai afetar a concorrência do PO. Agora o tombamento funcionou no empreendimento ILHAS DO LAGO? Nas Kitinetes ou no puxadinho do Itamaraty?

Uma coisa o IPHAN, a UNESCO os URBANITAS e o PO não vai impedir, a vinda de novas redes hoteleiras internacionais. Aí eu quero ver quem vai querer pagar 5 mil reais para se hospedar no pulgueiro do PO ou num Grand Hyatt ou Renaissance...
Pois é, nisso eu suporto minha alegação. Tendo em vista a grande possibilidade de dar merda na 901 com mais kits e flats, deixa como esta e empurra pra frente, do que queimar uma excelente projeção só para satisfazer dois a tres cartelistas de brasilia.
__________________
Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher aquilo que plantamos
Reply With Quote
     
     
  #87  
Old Posted Oct 16, 2011, 3:56 AM
emblazius emblazius is offline
Flamenguista
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília
Posts: 308
Mudando de assunto. Quando estudava no colégio militar, me lembro que o antigo Grupo OK tinha cercado toda a area logo após o mac donalds do eixo monumental(ao lado da 901n). Sei que depois ele tirou os muros de concreto e nivelaram o terreno que ele havia escavado. Alguem sabe dizer qq é aquilo lá ou lembra deste curioso fato. Em se trantando de Luis Estevão, tudo pode acontecer.
__________________
Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher aquilo que plantamos
Reply With Quote
     
     
  #88  
Old Posted Oct 16, 2011, 5:01 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,635
Quote:
Originally Posted by emblazius View Post
Pois é, nisso eu suporto minha alegação. Tendo em vista a grande possibilidade de dar merda na 901 com mais kits e flats, deixa como esta e empurra pra frente, do que queimar uma excelente projeção só para satisfazer dois a tres cartelistas de brasilia.
O problema todo são os malditos residenciais com serviços e kitinetes, que pelo jeito tem muita chance de serem "camuflados" no local, aí o governo tem que exigir somente redes hoteleiras no local, colocando no edital de licitação varias normas a serem seguidas, por que, redes interessadas em investir no local tem, o dificil é quebrar o cartel já instalado aqui ha anos, o governo tem que agir para impedir os empresarios de fazerem o que querem, pulso firme nas exigencias...
Por isso, acho que, se sair essa quadra 901, tem que ser planejada nos minímos detalhes, mas a copa está logo alí, daí, a chance de ser feito tudo nas pressas e sem as devidas exigencias e grande, vamos aguardar os próximos capítulos, isso aqui vai longe...
Reply With Quote
     
     
  #89  
Old Posted Oct 17, 2011, 1:04 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 8,802
Disparada de aluguéis torna mais vantajosa a compra de imóveis

Correio Braziliense, Vera Batista, Gustavo Henrique Braga

Alugar um imóvel no Brasil virou um pesadelo. Valores cada vez mais salgados e a disputa por um espaço, além da lista interminável de documentos, vêm desestimulando os candidatos a inquilino. Além disso, estudos de entidades ligadas ao setor mostram que o preço da compra de casas e apartamentos vem caindo, enquanto o valor do aluguel por metro quadrado, em dólar, sobe sem parar. Entre os países emergentes e da América Latina, o Brasil apresenta o quarto maior valor (US$ 19), abaixo apenas de Rússia (US$ 47), Índia (US$ 31) e África do Sul (US$ 21). Mas acima de Argentina, China (US$ 15) Uruguai e Chile (US$ 11). Em cidades como Brasília, uma das explicações para aluguéis tão exorbitantes, segundo especialistas, é a forte demanda de estrangeiros por conta da falta de vagas em hotéis.

O advogado Jacques Veloso comprovou, na prática, que a prestação de um financiamento para a compra de uma casa de 450 metros quadrados, no Lago Sul, em Brasília, é muito inferior ao aluguel mensal. Ao adquirir o imóvel que já ocupava, o desembolso caiu de R$ 16 mil para R$ 10 mil mensais — em 370 meses, ou 30 anos. "Com várias vantagens. Na compra, segue-se uma tabela prefixada e o valor é decrescente, em termos reais. Se pegarmos a última parcela, por exemplo, o pagamento cairá para o equivalente a R$ 2,3 mil, enquanto o aluguel só tende a crescer com os reajustes do Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M). Em 30 anos, custaria mais que o dobro", calcula Veloso.

O consultor financeiro Emerson Castello Branco alerta que, antes de comprar um imóvel, as pessoas devem fazer um conjunto de ponderações, tais como perspectivas de mudanças no trabalho, de casamento e da chegada de filhos, além de considerar a idade atual. No entender de Castello Branco, a pessoa só deve buscar um financiamento caso tenha, por exemplo, um emprego estável. "Se houver possibilidade de transferência, por exemplo, o aluguel é mais indicado, já que vender não é tão rápido em caso de mudança", alerta o consultor. "Se a pessoa pretende casar e ter filhos, deve buscar um imóvel maior, de três quartos, para que, com o tempo, a moradia não fique apertada demais."

Na planta
Seguidas todas essas precauções, optar pelo financiamento imobiliário é, na maioria dos casos, o mais recomendado. "O aluguel é como um poço sem fundo em que a gente paga, mas não vê um retorno do dinheiro", argumenta a dona de casa Cristiane Poleta, 35 anos. Casada com um militar, ela se mudou há três anos de Santa Catarina para Brasília, onde, desde então, vive como inquilina. Agora, já estabilizada na capital federal, Cristiane estuda comprar um imóvel. "Ainda estamos olhando, mas a ideia é adquirir um apartamento na planta, que deve sair mais em conta. Pelas condições que o corretor apresentou, é possível obter um financiamento de 100 parcelas de R$ 1,5 mil, bem melhor do que os R$ 3 mil que pago atualmente de aluguel."

Henrique Soares e Simone Antunes, dois amigos que moravam há anos em cidades diferentes e coincidentemente se encontraram em Brasília depois de aprovados em concurso público, também preferiram se tornar proprietários. Henrique pretendia trazer a mãe da Bahia para morar em uma quitinete alugada, mas desistiu ao comparar os preços. "Eu ia pagar R$ 1,2 mil por um lugar meio apertado no Sudoeste. Resolvi comprar e tenho uma prestação de R$ 900", diz.

Simone, já instalada, queria alugar um apartamento de sala e quarto para o filho mais velho, mas seguiu o mesmo raciocínio do amigo e economizou R$ 300 por mês devido à diferença entre o valor das parcelas. "O aluguel na Asa Norte era de R$ 1,9 mil. Comprei um apartamento maior e com prestação bem mais barata em Águas Claras", comemora.

Leonel Alves, diretor comercial da Lopes Royal, ressalta que, ao adquirir um imóvel, o morador está também construindo um patrimônio. "O farto acesso ao crédito levou muita gente a financiar a casa própria. Hoje, há diversas opções, com possibilidade de pagamento em até 30 anos", pondera. Dados da Caixa reforçam o discurso de Leonel: só neste ano, o banco estatal prevê liberar R$ 90 bilhões em crédito imobiliário, um crescimento de 16,8% em relação ao ano passado.

Diogo Araújo, gerente comercial da Paulo Baeta, argumenta que mesmo quem paga pouco como locatário pode obter vantagem ao entrar num financiamento. "Não é difícil para uma pessoa que gasta R$ 400 mensais com um aluguel em Samambaia, por exemplo, conseguir um empréstimo de 360 meses para um imóvel semelhante com parcelas iguais ou inferiores", sugere. Leonardo Guerra, diretor da Silco Engenharia, tem visão parecida. "Ao longo do financiamento, a tendência do bem é se valorizar, mas as prestações serão equivalentes àquelas da data de aquisição. Por isso, a compra é um bom negócio", afirma.

Valor justo
No entanto, não existe uma resposta pronta sobre qual a melhor opção, já que tudo depende da situação do comprador ou possível locatário. Um aluguel é considerado justo quando equivale a 0,5% do valor do imóvel. Para um apartamento de R$ 200 mil, o pagamento mensal não deve ultrapassar R$ 1 mil. Mas a despesa pode chegar a 0,7%, dependendo de fatores como a localização e o padrão de acabamento. Se o gasto dói no bolso, pode ser melhor partir para um financiamento. "A decisão deve se basear não apenas no montante do crédito, mas também no momento da vida de cada um. Para quem está mudando de cidade, ou não tem emprego estável, é melhor estudar bem o que fazer", analisa Marcelo Prata, administrador do blog Canal do Crédito.

Recentemente, surgiu uma nova profissão que vem crescendo no Brasil: a de corretor financeiro. São pessoas que fazem a intermediação entre os bancos e o pretendente à compra de um imóvel. "Mesmo assim, o cidadão deve pesquisar, pesquisar e pesquisar", aconselha Prata. Apesar das facilidades existentes e de acreditar que, sob o ponto de vista financeiro, a aquisição é quase sempre a melhor escolha, Prata aconselha quem está pensando em tomar essa decisão a conversar, antes, com pessoas que já compraram imóvel, participar de fóruns de discussão sobre o assunto e consultar especialistas. "Você pode até não ter que providenciar os documentos pessoalmente, mas ficará mais consciente de tudo o que envolve uma operação imobiliária", ressalta.

É preciso, além disso, comparar as condições oferecidas por diferentes bancos. O correto é observar o Custo Efetivo Total (CET) do financiamento, que inclui todas as cobranças previstas, como juros, seguro e tarifas bancárias. O Canal do Crédito criou um sistema que permite a qualquer pessoa fazer essa comparação.

Tributo onera a operação
Na compra de uma casa ou apartamento, há ainda os gastos com o Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e taxas, que podem perfazer cerca de 5% do valor de aquisição. A alíquota do ITBI, recolhido pela prefeitura do município (ou pelo Governo do Distrito Federal, no caso de Brasília) é, em média, de 2,5% do valor do bem, podendo superar os 3%. É preciso também levar em conta os custos com elaboração da escritura de compra e venda, que deve ser feita em um Cartório de Notas, e prever a despesa com o registro do documento no Cartório de Registro de Imóveis.

Fonte: http://clipimobiliario.com.br/index....ado&Itemid=101
Reply With Quote
     
     
  #90  
Old Posted Oct 17, 2011, 1:04 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 8,802
A matéria afirma que a cidade tem falta de hotéis, porque será que os hoteleiros não acreditam nisso? CARTEL HOTELEIRO NÉ.
Reply With Quote
     
     
  #91  
Old Posted Oct 17, 2011, 1:08 PM
emblazius emblazius is offline
Flamenguista
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília
Posts: 308
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
A matéria afirma que a cidade tem falta de hotéis, porque será que os hoteleiros não acreditam nisso? CARTEL HOTELEIRO NÉ.
Quando o Agnelo vai ter culhão de peitar os Cartéis de Brasília!!!!

Cadê o projeto que libera a venda de combustiveis em postos???Tem um ano já e o Governo enrolando de derrubar a absurda emenda ao PL e aprová-lo!!!
__________________
Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher aquilo que plantamos
Reply With Quote
     
     
  #92  
Old Posted Oct 17, 2011, 2:21 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 2,434
Não acredito que faltem vagas em hoteis de Brasília. Agora se você perguntar se faltam vagas em hoteis "que prestem", ai sim acho que ta faltando muita....
Reply With Quote
     
     
  #93  
Old Posted Oct 17, 2011, 9:44 PM
Espartano_bsb Espartano_bsb is offline
Registered User
 
Join Date: May 2011
Posts: 401
Faltam vagas em hotéis baratos de boa qualidade!
Reply With Quote
     
     
  #94  
Old Posted Oct 18, 2011, 2:52 PM
salengasss salengasss is offline
Registered User
 
Join Date: May 2011
Posts: 437
Isso mesmo, Espartano... falta o IBIS.
Reply With Quote
     
     
  #95  
Old Posted Oct 18, 2011, 4:37 PM
MikeVonJ's Avatar
MikeVonJ MikeVonJ is offline
Am I bovvered?
 
Join Date: Sep 2011
Location: Brasilia
Posts: 158
Eu conheci pessoas que disseram não terem encontrado vagas em hoteis nem em Taguatinga durante a semana.
Reply With Quote
     
     
  #96  
Old Posted Oct 19, 2011, 11:21 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 8,802
Eu sei que, a quadra 901 norte vai sair, ainda mais, que fiquei sabendo que aquele amarramento que falei a alguns meses, o GDF estipular em contrato de venda, que todos os empreendimentos são COMERCIAIS, não abrindo margem para kitinetes, residenciais com serviços. E claro, algumas clausulas para o povo comprar e não edificar. A Famosa retrovenda. E agora falar que não falta hotel, é porque não tem amigos ou parentes de outros estados que precisam vir a Brasília para tratar assuntos empresariais, educacionais ou mesmo hospitalares. Não tem hotel, me desculpe, tem dias que fecham até moteis para atender os turistas.
Reply With Quote
     
     
  #97  
Old Posted Oct 19, 2011, 3:16 PM
emblazius emblazius is offline
Flamenguista
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília
Posts: 308


Fecha Motel. Então fecha o Garvey!!!kakakaka.

Desculpa mais não pude deixar de escapar!!!
__________________
Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher aquilo que plantamos
Reply With Quote
     
     
  #98  
Old Posted Oct 21, 2011, 1:10 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,635
Estimativas sobre número de leitos no DF para a Copa variam até 440%



Brasília tem 5.170 leitos, 3º menor número entre cidades-sede, diz Turismo.
Secretaria afirma que são 15,5 mil, e entidade do setor estima em 28 mil.



A menos de mil dias para o início da Copa do Mundo de 2014, o Distrito Federal ainda não sabe o número exato de leitos de hospedagem disponíveis para acomodar os turistas que vão visitar a capital do país durante a competição. Dependendo da estimativa de leitos de cada fonte oficial, a diferença entre um número e outro é superior a 440%.

Segundo o cadastro de meios de hospedagem do Ministério do Turismo, o Cadastur, o DF tem a terceira menor quantidade de leitos de hotel entre as 12 cidades-sede da Copa. Dados de agosto deste ano apontam um total de 5.170 leitos na capital federal, distribuídos em 3.522 quartos de 22 meios de hospedagem, entre hotéis e flats, resort e pousadas.


Golden Tulip, em Brasília, um dos mais modernos
hotéis de Brasília


No ranking do Ministério do Turismo, a capital do país aparece à frente de Recife, que tem 5.932 leitos, e Cuiabá, que tem 3.374. Apesar de a inscrição junto ao Cadastur, criado em 2010, ser obrigatória, a pasta disse que os dados não representam retrato final do parque hoteleiro nacional.

Ainda assim, os números do ministério são muito menores dos que os divulgados pela Secretaria de Turismo do DF. De acordo com pesquisa interna realizada neste ano pela secretaria, o DF conta com 15.548 leitos. Eles estariam em 9.560 quartos, situados em 52 hotéis de Brasília, Taguatinga, Núcleo Bandeirante e Gama.

Os números também são diferentes dos apresentados pelo governador Agnelo Queiroz em evento promovido pelo Sebrae-DF sobre a Copa do Mundo de 2014, em julho deste ano. Na ocasião, Agnelo afirmou que o atual sistema hoteleiro do DF tem 22 mil leitos, o que seria insuficiente para receber o evento esportivo, segundo ele.

“Em Taguatinga, por exemplo, o setor já está lotado. Temos aproximadamente 22 mil leitos e o objetivo é criar outros 3,5 mil, para passarmos dos 25 mil. Na área central da cidade, vamos expandir o Setor Hoteleiro Norte com construções na 901 Norte, o que vai permitir que o visitante vá andando até o estádio”, disse Agnelo Queiroz na época. Ele admitiu que o atual sistema hoteleiro do DF é insuficiente para receber o evento esportivo.

vice-diretor financeiro da Associação Brasileira de Indústrias e Hotéis, Tomaz Ikeda, afirmou que a entidade não tem números oficiais sobre a capacidade do sistema hoteleiro do DF e trabalha com a referência de 14 mil apartamentos e 28 mil leitos – uma estimativa 441% superior aos dados do Ministério do Turismo..

“Os hotéis no DF são pulverizados. Além dos estabelecimentos do Setor Hoteleiro, na área central da cidade, há muitos pequenos hotéis e outras hospedagens no Núcleo Bandeirante, Taguatinga, Sobradinho, Gama e Beira Lago”, diz Ikeda.

Os hotéis no DF são pulverizados. Além dos estabelecimentos do Setor Hoteleiro, na área central da cidade, há muitos pequenos hotéis e outras hospedagens no Núcleo Bandeirante, Taguatinga, Sobradinho, Gama e Beira Lago
"

Tomaz Ikeda, vice-diretor financeiro da Associação Brasileira de Indústrias e Hotéis



901 Norte
Por meio da expansão no Setor Hoteleiro Norte na quadra 901 Norte, o Executivo pretende engordar os números do parque hoteleiro de Brasília. A proposta é vender os 85 mil metros quadrados do terreno sem desmembramento.

O governo pretende também ampliar a variedade dos prédios que serão instalados no local. A lei estabelece que a área deve ser utilizada por empreendimentos institucionais, como escolas, e o projeto da Terracap – empresa pública responsável pela comercialização de terras no DF – destina a área para hotéis, escritórios e áreas de lazer.

No entanto, o projeto de expansão do setor hoteleiro sofre resistências. No dia 13 de outubro, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) emitiu parecer contrário ao projeto da Terracap, alegando que a proposta fere o tombamento de Brasília, estabelecido em portaria de 1992.

O GDF já informou que pretende rediscutir com o Iphan uma solução para viabilizar a construção do parque hoteleiro. Além do órgão, arquitetos de Brasília são contrários à execução do projeto.

Segundo o chefe do curso de arquitetura da Universidade Católica de Brasília, Frederico Barboza, a capacidade dos hotéis na região central de Brasília atende a demanda atual.















http://g1.globo.com/distrito-federal...m-ate-440.html
Reply With Quote
     
     
  #99  
Old Posted Oct 24, 2011, 1:38 AM
HLbsb's Avatar
HLbsb HLbsb is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 383


A matéria afirma que o levantamento do Ministério do Turismo leva em conta 22 estabelecimentos. Só no setor hoteleiro tem uns 50 estabelecimentos... Pararam de atualizar os dados na década de 1980?!

Fora isso, Brasília precisa urgentemente de mais hoteis. Só quem já tentou reservar hotel em Brasília durante a semana sabe o quanto é trabalhoso encontrar vagas. É algo óbvio, mas ninguém parece levar a sério... Alé, disso, tá na hora de diversificar as bandeiras e o nível de serviços prestados...
Reply With Quote
     
     
  #100  
Old Posted Oct 25, 2011, 4:22 PM
TherealdealDF TherealdealDF is offline
Registered User
 
Join Date: May 2011
Posts: 21
Para quem acha que não há problemas de falta de quartos de hotel em Brasília, segue abaixo o relato de um repórter do Financial Times sobre a via crucis que ele passou aqui. Ps. utilizei a ferramenta do google para traduzir. No link está o texto no original.

"Sem vaga nos hotéis de Brasília
27 de maio de 2010 5:48 pm por Jonathan Wheatley

Aqui está uma anedota com uma mensagem se preocupar com a preparação do Brasil para receber as cheias de visitantes durante a Copa de 2014 e Olimpíadas de 2016, para não mencionar os investidores batendo um caminho para uma das histórias de crescimento do mundo poucos.
Na mais recente viagem do FT para Brasília, a capital, um par de semanas atrás, os quartos do hotel foram muito difíceis de obter. Mas nós temos um. Não é assim o nosso cameraman de vídeo, que estava lá de segunda a quarta-feira desta semana.
Seu agente de viagens tentou reservar uma semana de antecedência, mas só conseguiu garantir um quarto para a noite de segunda-feira. Depois do trabalho na terça-feira, às 06:00, ele começou a dirigir em torno do distrito hotel - Brasília é uma cidade construída propositadamente com seções separadas para o governo, comércio, habitação e assim por diante. Sem sorte. De volta a São Paulo sua esposa ligou 30 hotéis em uma hora. Também sem sorte. Ficando desesperado, ele foi a Bandeirantes, uma cidade-satélite e, finalmente, em 09:00, reservado para o Espigão Hotel. Há, por R $ 70, ele conseguiu um quarto com uma janela quebrada, uma folha em cima da cama e um chuveiro sobre a loo.
Ele não foi o único a ter problemas. Sua esposa, uma advogada, chamada amigos em Brasília para perguntar se eles poderiam colocá-lo para cima. Sua casa já estava cheia de outros advogados acampados por falta de quartos de hotel. No vôo de volta para São Paulo, ele se sentou ao lado de um empresário que tinha ido a Brasília para uma viagem de dois dias de negócios. Você adivinhou: não quartos de hotel, de modo que ele voou para cima e volta de São Paulo duas vezes em dois dias.
Aparentemente, uma conferência científica tinha atraído um grande número de visitas da escola. Vamos esperar Copa do Mundo de futebol tem menos apelo do que ciência. Ou que os construtores se mover um quickish bit."

http://blogs.ft.com/beyond-brics/201...ilias-hotels/#
Reply With Quote
     
     
This discussion thread continues

Use the page links to the lower-right to go to the next page for additional posts
   
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Regiões Metropolitanas Mundiais
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 10:05 PM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.