HomeDiagramsDatabaseMapsForumSkyscraper Posters
     
Welcome to the SkyscraperPage Forum

Since 1999, the SkyscraperPage Forum has been one of the most active skyscraper enthusiast communities on the web. The global membership discusses development news and construction activity on projects from around the world, alongside discussions on urban design, architecture, transportation and many other topics. Welcome!

You are currently browsing as a guest. Register with the SkyscraperPage Forum and join this growing community of skyscraper enthusiasts. Registering has benefits such as fewer ads, the ability to post messages, private messaging and more.

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Notícias do Brasil - Imprensa Nacional

Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #181  
Old Posted Mar 13, 2012, 11:54 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,828
Projeto de lei que permite distrital adquirir carros de luxo é sancionado



Os distritais estão legalmente liberados para comprar carros de luxo com recursos públicos. O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), sancionou a Lei nº 4.796/2012, que acabou com o único empecilho jurídico para a prática. Por meio de emenda submarino, a Câmara Legislativa havia incluído revogação de trecho da Lei Orçamentária Anual (LOA) que restringia a aquisição de veículos de representação. No entanto, deputados governistas e de oposição que não haviam percebido a manobra durante a votação em plenário, realizada em 15 de fevereiro, agora se posicionam contra a medida e ameaçam devolver os automóveis, caso sejam comprados. Eles também querem mais transparência na apresentação de emendas.

A fórmula usada pela Mesa Diretora para aprovar uma matéria de forma disfarçada é prática antiga no meio político. O submarino é um artifício utilizado para incluir tema específico em projeto que trata de assunto diferente. No caso em questão, o texto elaborado pela Segunda Secretaria da Casa visava eliminar a alínea da LOA 2012 que proibia a compra de carros de luxo — a não ser para substituir aqueles com mais de cinco anos de uso do primeiro escalão do Executivo, do presidente da Câmara e dos conselheiros do Tribunal de Contas do DF. No entanto, essa mudança foi camuflada no meio do Projeto de Lei nº 745/2012, que tratava de crédito suplementar. A norma foi sancionada na última sexta-feira, mas a informação só foi inserida ontem no sistema do Legislativo.


Câmara Legislativa do DF: alguns deputados querem mudanças no processo de apresentação de emendas para impedir casos como esse













http://www.correiobraziliense.com.br...ncionado.shtml
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #182  
Old Posted Mar 14, 2012, 1:49 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,828
Depois de repercussão, distritais dizem que não querem carros de luxo


Praticamente um mês após terem aprovado emenda submarino que abriu brecha na legislação para a compra de carros de luxo, os distritais afirmam ser contrários à medida. O Correio ouviu todos os deputados sobre o assunto. Dos 24 legisladores, 23 manifestaram-se pela não aquisição dos veículos de representação — apenas Eliana Pedrosa (PSD) disse precisar de mais tempo para analisar a questão. Apesar de o Projeto de Lei nº 745/2012 ter contado com o voto favorável de 20 parlamentares, a maioria afirma não ter tomado conhecimento do trecho polêmico e repudiou a manobra orquestrada pela Mesa Diretora.

A medida visava aumentar o número de benefícios na Casa. No mês passado, eles tiveram de derrubar o pagamento do 14º e 15º salários — que era pago há 12 anos. No entanto, no mesmo período, a Mesa Diretora já havia aumentado em 77,77% o valor da verba indenizatória, que, hoje, está em R$ 20 mil por mês. No pacote de benesses da atual legislatura, está o aumento de 61,8% no salário dos distritais, aprovado no apagar das luzes de 2010.

















http://www.correiobraziliense.com.br...-de-luxo.shtml
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #183  
Old Posted Mar 19, 2012, 2:06 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,828
Denunciar corrupção vai dar dinheiro



Projeto que cria recompensa para quem delatar esquemas tramita na Câmara dos Deputados

A corrupção pode estar na mira dos cidadãos em breve. É que tramita na Câmara dos Deputados, projeto de lei do deputado federal Manato (PDT-ES) que pode mudar de vez o olhar das pessoas para os atos ilícitos de autoridades. O PL 1701/11 prevê recompensar o cidadão que denunciar crime contra a administração pública. O valor da recompensa é de 10% do total de bens e valores recuperados pela Justiça.

O projeto tramita de forma conclusiva na Casa. Passará pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; Finanças e Tributação; e Constituição e Justiça e de Cidadania. Atualmente, está parado na Comissão de Trabalho, aguardando a indicação do relator. Pela polêmica que envolve a ideia e o clamor popular nos últimos anos contra a corrupção na política, o PL tem grandes chances de chegar ao plenário ainda este ano.


Recompensa é de 10% do total de bens e valores recuperados pela Justiça

Se for aprovado, qualquer cidadão que denunciar atos de corrupção será agraciado com um prêmio em dinheiro. A recompensa será limitada a cem vezes o valor do salário mínimo (atualmente em R$ 545). O projeto cria o Programa Federal de Recompensa e Combate à Corrupção. Segundo o texto, a denúncia poderá ser apresentada à polícia ou ao Ministério Público por qualquer pessoa com mais de 18 anos. A proposta garante o anonimato ao denunciante. Se for necessário, ele poderá ser incluído no Programa Federal de Assistência a Vítimas e a Testemunhas Ameaçadas, instituído pela Lei 9.807/99.

Segundo o deputado autor da proposta, a intenção do projeto é estimular o cidadão de bem a combater a corrupção. Ele acredita que muitos servidores públicos de diversos órgãos devem saber da existência de esquema de corrupção, caso exista. “A partir do momento que a pessoa tem um estímulo, ela vai acabar denunciando o esquema. É uma forma de recompensá-lo por isso. O objetivo maior é combater a corrupção, garantindo o anonimato para que a pessoa não tenha problemas como retaliações”, comentou.

De acordo com a proposta, a União criará o Fundo de Recepção e Administração de bens e valores recuperados em ações transitadas em julgado. Os recursos para o pagamento, também sigiloso, aos denunciantes, sairão do fundo. Para Manato, as denúncias ajudarão a polícia e o Poder Judiciário na coleta de provas, agilizando as investigações.

Entre os crimes contra a administração pública estão o peculato (apropriação ou desvio de verbas públicas), a prevaricação (atrasar ou prejudicar o cumprimento de atos públicos em benefício próprio) e a corrupção passiva (recebimento de vantagem indevida).













http://www.alo.com.br/noticias/ultim...Noticia=161940
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #184  
Old Posted Mar 20, 2012, 12:39 AM
GMF's Avatar
GMF GMF is offline
Registered User
 
Join Date: Jun 2011
Posts: 133
Esta reportagem tem um fundo de boato, mas indica uma verdadeira intervenção branca do Planalto com a nomeação do Swedenberger Barbosa para o GDF:

http://www.quidnovi.com.br/novo/mino/detalhe.asp?c=388
Reply With Quote
     
     
  #185  
Old Posted Mar 21, 2012, 4:12 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,828
Câmara arquiva proposta de publicação de gastos com verba indenizatória


A Mesa Diretora da Câmara Legislativa do Distrito Federal decidiu, por unanimidade, arquivar o projeto de resolução do deputado Chico Leite (PT) que pretendia obrigar deputados a publicar mensalmente no site da Casa a documentação fiscal que comprove os gastos com a verba indenizatória.

O projeto havia sido aprovado na manhã de ontem pela Comissão de Constituição e Justiça, mas a Mesa entendeu que houve vício de iniciativa. Em nota à imprensa, a Câmara justificou que "de acordo com o artigo 39 do Regimento Interno da Câmara Legislativa, a prerrogativa de legislar sobre questões inerentes à administração da Casa é da Mesa Diretora. O entendimento é o de que existe vício de iniciativa na proposta".

Por isso, então, a rejeição teria sido unânime. "A Comissão (CCJ), de acordo com o presidente (Patrício, do PT), não se ateve à questão da admissibilidade da proposta, que não poderia seguir adiante exatamente por conta da competência privativa da Mesa Diretora, a exemplo dos projetos de resolução que trataram da extinção das ajudas de custo aos parlamentares", diz a nota.










http://www.correiobraziliense.com.br...izatoria.shtml
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #186  
Old Posted Mar 27, 2012, 1:52 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,828
Distritais terão novas regras para uso de verba indenizatória



O uso da verba indenizatória pelos deputados distritais terá novas regras na Câmara Legislativa. O Diário da Câmara Legislativa deve publicar nesta quarta-feira (28) o Ato da Mesa Diretora com a regulamentação dos gastos e da prestação de contas da verba.
Nesta segunda-feira (26), a Mesa Diretora analisou e aprovou por unanimidade as novas regras, que entram em vigor a partir da publicação do Ato. O presidente da Câmara, deputado Patrício (PT), disse que as regras são similares às utilizadas na Câmara dos Deputados e Senado Federal.
Patrício informou também que os comprovantes das despesas serão divulgados no site da Câmara Legislativa. De acordo com o texto, os comprovantes serão publicados na Internet até seis dias após o ressarcimento dos gastos.

O Ato da Mesa limita os gastos por grupos de despesas, evitando a concentração do uso da verba em uma ou duas hipóteses de gastos permitidos com a verba indenizatória. As despesas com locação de imóveis, veículos e equipamentos; a aquisição de combustível e de material de expediente, entre outros, e a contratação de consultoria não poderão ultrapassar 40% do valor mensal da verba.
Já o limite dos gastos com a divulgação da atividade parlamentar, desde que não caracterize promoção pessoal, será de 60% da verba.
Alterações - O Ato promove outras alterações. Os parlamentares deverão apresentar obrigatoriamente contrato formal, mesmo no caso de contratação entre particulares, como objeto, valor e prazo de validade.
A locação de veículos será permitida somente de empresas especializadas. Para ressarcimento de serviços gráficos, será exigida cópia do material impresso para comprovar ausência de caráter promocional.
Estudo - A regulamentação do uso da verba indenizatória baseia-se em estudo realizado por um Grupo de Trabalho composto por cinco servidores da Câmara, com finalidade de dar mais transparência à prestação de contas e de estabelecer critérios mais rigorosos para a realização das despesas. A proposta foi apresentada ao Ministério Público (MP), que aprovou as novas regras.










http://www.jornaldebrasilia.com.br/s....php?id=396163
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #187  
Old Posted Mar 27, 2012, 5:18 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,828
Comissão do Senado aprova fim do 14º e 15º salários



A CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) do Senado aprovou nesta terça-feira (27) o projeto que acaba com o pagamento dos 14º e 15º salários a deputados e senadores. O texto ainda precisa passar pelo plenário do Senado e depois, pela Câmara, para que o benefício seja extinto em definitivo.

O projeto foi aprovado por unanimidade entre os presentes na comissão, mas o senador Cyro Miranda (PSDB-GO) protestou contra o que chama de "baixo salário" pago aos congressistas --que ganham mensalmente R$ 26,7 mil.

"Eu não vivo do salário de senador, mas tenho pena daquele que é obrigado a viver com R$ 19 mil líquido com a estrutura que temos aqui. Sou favorável ao projeto, mas que a gente pense diferente quando se propuser remuneração [aos parlamentares]", afirmou.

O senador Ivo Cassol (PP-RO), que na semana passada suspendeu a votação do projeto ao afirmar que o "político no Brasil é muito mal remunerado", não estava presente na votação de hoje --mas encaminhou voto por escrito à comissão declarando-se favorável ao projeto. No voto, o senador pediu que seja suprimida do projeto a expressão 14º e 15º salários por não "caracterizar corretamente a natureza jurídica da parcela em questão".

Os 14º e 15º salários são considerados uma ajuda de custo aos congressistas, uma vez que os valores são pagos todo início e fim de ano. Na época em que o benefício foi criado, na década de 1940, tinha como justificativa servir como ajuda para os parlamentares retornarem aos seus Estados de origem anualmente. O projeto aprovado hoje prevê o pagamento dos salários extras no início e no final do mandato de cada parlamentar, como ajuda para se deslocar em mudança para Brasília.

"O procedimento naquela época se justificava porque os parlamentares se mudavam para o Rio com suas famílias e passavam todo o ano no Rio. Hoje, sabemos que a coisa não acontece dessa forma, voltamos todas as semanas para os Estados. O projeto modifica a ajuda de custo, que passa a vigorar no início e no final do mandato, e não no final de casa sessão legislativa", disse o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), relator do projeto.

Além do salário mensal de R$ 26,7 mil, cada senador recebe mensalmente R$ 15 mil em verba indenizatória para despesas em seus Estados de origem, combustíveis e divulgação do mandato, entre outras finalidades. Também recebem cota de passagens aéreas para deslocamentos aos Estados e as despesas com telefone e Correios pagas pelo Senado.

O texto é de autoria da ministra e senadora licenciada Gleisi Hoffmann (Casa Civil), que apresentou o texto antes de assumir o cargo no Palácio do Planalto. Pagamento semelhante é feito aos funcionários públicos que são obrigados a mudar de cidade.

A senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS) prometeu apresentar projeto no Senado propondo a extinção dos chamados "jetons" no Poder Executivo. "Isso é para que também no caso dos ministros de Estado não engordarem seus vencimentos com conselhos de empresas estatais que desvirtua aquele processo de formação dos seus vencimentos", disse.











http://www1.folha.uol.com.br/poder/1...salarios.shtml
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #188  
Old Posted Mar 28, 2012, 5:34 PM
emblazius emblazius is offline
Flamenguista
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília
Posts: 314
Mino Pedrosa

O NOVO GOVERNADOR: A INTERVENÇÃO VERMELHA NO DF

19/03/201211:12

imprimirenviar para amigocomente essa notícia

Nesta 2ª feira, 19 de março, toma posse o novo governador do Distrito Federal Swedenberger Barbosa, braço direito da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula. O estopim foi a Operação Monte Carlo, onde o PT de Brasília aparece em maior destaque do que o objetivo do Palácio do Planalto em atingir a oposição liderada por Demostenes Torres (DEM-GO) e Marconi Perillo (PSDB-GO). O Palácio do Planalto sinalizou através do ministro Gilberto Carvalho que entregaria Agnelo Queiroz à própria sorte. Mas a estratégia do PT comandada por José Dirceu foi a de nomear o interventor, na tentativa de estancar a sangria que Agnelo, vem provocando na Capital da República desde a posse no início de 2011.
O Grupo Delta Engenharia, considerado hoje o maior fornecedor do Governo Federal, foi atingido em cheio pela Monte Carlo, por suas operações de propina com o GDF e o Governo de Goiás. O contraventor Carlos de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, e o diretor da Delta Engenharia no Centro Oeste, Cláudio Abreu, tinham uma sociedade em Brasília e em Goiás. Carlinhos despachava numa sala onde funciona a empreiteira com outros negócios, inclusive locadora de veículos, flagrados pelo Ministério Público Federal.
As investigações em que aparece o GDF estão guardadas a sete chaves pelo procurador geral Roberto Gurgel. Ali aparecem envolvimentos de parlamentares distritais, empresários de Brasília chegando a alcançar a porta do Palácio do Planalto. Diante disso, Gilberto Carvalho, que hoje é o verdadeiro porta-voz político de Dilma, resolveu atender a estratégia colocada por José Dirceu.

Berger assume tirando todos os poderes do secretário de Governo Paulo Tadeu, do vice-governador Tadeu Filipelli, e colocando o governador Agnelo na sombra, funcionando apenas como porta-voz das decisões do Planalto. Sem o poder de governador, Agnelo começa a contagem regressiva para que a Justiça seja feita em seus processos de envolvimento com corrupção desde a época em esteve à frente do Ministério do Esporte.

O soldado quatro estrelas João Dias, que acumulou os segredos das mazelas de Agnelo em sua trajetória politica, entregou à Justiça um dossiê e assiste com total segurança o momento em que será deflagrado o novo escândalo no GDF.

O Palácio do Planalto na tentativa de minimizar o impacto de um novo escândalo, não vai conseguir apagar todos os rastros deixados por Agnelo e sua turma. Nos próximos dias, Paulo Tadeu, que tem um mandato de deputado federal, retorna ao Congresso. Rafael Barbosa, secretário de Saúde, também deixará o Governo. O vice-governador Tadeu Filipelli sairá pela porta dos fundos do Buriti para assumir o Ministério dos Transportes, numa manobra do vice-presidente Michel Temer. O resultado desta dança de cadeiras é um novo Governo no Distrito Federal.

O Ministério Público é o principal colaborador deste projeto de Dilma, guardando na gaveta o que poderia ser o segundo maior escândalo da história da Capital Federal, que nos últimos quatro vivencia momentos de degradação da cidade por péssima ingerência, mergulhada em denúncias que baixam a estima da população.

Berger é considerado homem de Lula e Zé Dirceu. Este último esteve recentemente em Brasília para prestar solidariedade a Agnelo, bombardeado diariamente com as denúncias de corrupção durante toda a sua vida política.

O MPF deixou vazar parte do inquérito da Operação Monte Carlo que alcançava o senador Demóstenes Torres, numa relação de amizade com Carlinhos Cachoeira, e o Governador de Goiás Marconi Perillo. Mas, em Brasília, Cachoeira operava com a indústria farmacêutica, lixo e lixo hospitalar, locadora de veículos, segurança e um forte esquema de contravenção de onde saem os pagamentos de propina para funcionários públicos.

Cachoeira tem como tentáculos Idalberto Matias de Araújo, o Dadá, Claudio Abreu, da Delta Engenharia, e outro amigo conhecido como Lenine. Os três são considerados pelo MP os articuladores da organização criminosa no DF.

A Delta Engenharia tem um vasto currículo de escândalos. No Governo do Rio de Janeiro foram mais de R$ 600 milhões sem licitação com a ajuda de Sérgio Cabral. Em Goiás, o governador Marconi Perillo é o padrinho da Delta. E no Governo Federal quem abre as portas para as transações é o ex-chefe da Casa Civil e deputado cassado do Mensalão José Dirceu.
Foi no Governo do PT que a Delta alçou seu grande voo. O presidente Fernando Cavendish declarou que é fácil abocanhar grandes obras: “é só comprar um senador que as coisas acontecem. Escolhe a obra que quer, paga para o senador, e ele se encarrega do jeitinho com o Governo.”

Esta declaração em qualquer país do mundo seria motivo para prisão sumária. A Revista Veja tem a gravação de Cavendish bravateando e colocando preço nos parlamentares do Congresso Nacional.

A Operação Monte Carlo revela ainda o chefe de Gabinete de Agnelo Queiroz, Claudio Monteiro, o Buchinho, operando em parceria com o Dadá na coleta de propina com a contravenção instalada em Brasília. Monteiro usava até celular internacional para se comunicar com o Dadá e fugir do grampo oficial da Polícia Federal. Mas num descuido foi flagrado operando e deixou brecha para que Agnelo fosse visualizado na investigação.


Outro que ajudou a visualizar o Governador nas investigações do MP, na escuta autorizada pela justiça, foi Marcello de Oliveira Lopes. O agente de polícia matrícula 43280-6, citado no inquérito como Marcelão, abocanhou através da Agência Plá de Comunicação e Publicidade dois contratos milionários com a ajuda do chefe de gabinete do governador Cláudio Monteiro: um na Terracap e outro na CEB. Marcelão foi nomeado no último dia 16 de fevereiro, para um CNE 07, na Subsecretaria de Assessoramento Especial da Casa Militar, ao lado do Coronel Leão. Marcelão, flagrado nas investigações colocando Dadá e Claudio Monteiro para abrirem portas do GDF para a Agência Plá, faz parte com esses dois de um esquema de arapongagem em cima dos classificados por eles mesmos de inimigos do Governo Agnelo. Usam grampos, quebram sigilos de contas de telefone e e-mails, para se cacifarem com o governador e conseguirem emplacar seus negócios. Dadá era frequentador assíduo da Agência Plá e recebia propina de Marcelão.

Carlinhos Cachoeira é dono de laboratório em Goiás, e entrou em parceria com a União Química, velha conhecida de Agnelo Queiroz, no caso Daniel Tavares que acusou o Govenador de receber propina do Laboratório, na produção e venda de Genéricos para o Governo.

Num país cansado de tantos escândalos, a população de Brasília demonstra que não aguenta mais. O Palácio do Planalto tomou essas medidas, porque em menos de três anos a Capital da República teve quatro governantes e está à beira do quinto. A intervenção vermelha do PT sai exatamente no instante em que o Fantástico da noite deste domingo, 18, revelou ao país, práticas de corrupção muito conhecidas do brasiliense. O sentimento da população candanga, nesta segunda-feira, é de desabafo, pois o escândalo mostrado em rede nacional pela TV aconteceu no Rio de Janeiro, e não em Brasília, mas flagrou empresas que operam também no Planalto Central e a maneira como os saqueadores dos cofres públicos agem sem qualquer escrúpulo, falando de ética no mercado.

Que mercado é esse, o da corrupção? A falta de vergonha é tanta que se estivéssemos, por exemplo, no Japão não haveria adagas para tanto haraquiri.

Fonte: http://www.quidnovi.com.br/
__________________
Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher aquilo que plantamos
Reply With Quote
     
     
  #189  
Old Posted Mar 28, 2012, 8:56 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 2,549
Pô Emblazius, mas precisava colocar a mesma noticia em 4 threads diferentes? Era só colocar no noticias politicas.
Reply With Quote
     
     
  #190  
Old Posted Mar 29, 2012, 12:16 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,828
Agnelo troca comandos da Secretaria de Obras, da Novacap, do SLU e do Metrô


Ligado ao vice-governador Tadeu Filippelli, David de Matos já foi presidente dos Correios e assume agora a Secretaria de Obras do DF

O organograma do Governo do Distrito Federal vai passar por mais alguns rearranjos a partir de hoje. Entre as mudanças previstas, haverá substituições na Secretaria de Obras, na Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), no Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e no Companhia do Metropolitano (Metrô).

No cargo de secretário de Obras desde a saída de Luiz Pitiman, Oto Silvério será substituído por David de Matos, que hoje é o diretor-presidente do Metrô. No cargo dele, até que o governo escolha um novo nome, ficará interinamente o adjunto.






http://www.correiobraziliense.com.br...do-metro.shtml
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #191  
Old Posted Apr 2, 2012, 5:43 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,828
Grande parte da faltas dos parlamentares são abonadas pelo Congresso e pela Câmara



Levantamento do Congresso em Foco mostra que 91% das ausências dos deputados e 70% das faltas dos senadores foram abonadas pela Câmara e pelo Senado


Faltar a sessões reservadas a votação sem apresentar justificativa implica, em tese, desconto no salário e até a perda do mandato caso elas representem um terço das reuniões realizadas no ano. Mas a maioria dos parlamentares que acumularam faltas em 2011 não têm que se preocupar quanto a isso.



O Senado abonou 70% das 1.158 faltas registradas pelos senadores em 2011. Ao todo, 489 ausências ficaram sem a devida explicação. O índice foi ainda maior na Câmara, onde 91% das 8.573 ausências dos deputados foram perdoados em função das justificativas apresentadas. Não houve justificativa para 758 faltas. Os parlamentares, porém, têm até o final do mandato para justificar suas ausências. Ou seja: o percentual de faltas justificadas deverá crescer ainda mais.












http://www.alo.com.br/noticias/ultim...Noticia=163422
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #192  
Old Posted Apr 4, 2012, 12:51 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,828
Cachoeira vazava operações da PF para chefe de gabinete de Perillo


Bicheiro trocou telefonemas e mensagens com Eliane Gonçalves Pinheiro




O contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, durante depoimento na CPI dos Bingos


BRASÍLIA - O contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, usou sua rede de policiais para obter informações sobre operação da Polícia Federal e vazá-las para a chefe de gabinete do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB). Segundo relatório da Operação Monte Carlo da PF, Cachoeira trocou telefonemas e mensagens com Eliane Gonçalves Pinheiro que, como o senador Demóstenes Torres (sem partido), também foi presenteada com um telefone criptografado comprado no exterior para poder falar com o contraventor. Cachoeira usou o mesmo esquema de acesso a policiais para repassar informações sobre ações da PF à construtora Delta.

Num dos trechos das gravações interceptadas com autorização judicial, o contraventor pergunta a Eliane se ela falou “pro maior” (sic). Ela responde que sim, e acrescenta: “Estou com ele aqui. Tá aqui. Imagina como que tava”. Não fica claro se “o maior” é o próprio governador.
A ação em questão foi desencadeada no dia 13 de maio de 2011 com o nome de Operação Apate. O objetivo foi combater um esquema de fraudes contra a Receita Federal nos estados de Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Pará e Minas Gerais. Foram expedidos 82 mandados de busca e apreensão e 13 mandados de prisão. A Receita Federal havia identificado indícios de que em Declarações do Imposto de Renda Retido na Fonte (DIRF), apresentadas por prefeituras e outros órgãos municipais, havia informações falsas sobre retenções do imposto de renda. Os operadores do esquema contavam com a colaboração de alguns prefeitos e servidores do primeiro escalão municipal. A estimativa da Receita Federal é que o prejuízo aos cofres públicos tenha alcançado cerca de R$ 200 milhões.
Antes do telefonema, o contraventor trocou mensagens de texto com a chefe de gabinete de Perillo, informando da ação da PF. O primeiro torpedo ocorreu no dia 12 de maio do ano passado, às 20h16. Ele anuncia: “vai ter busca na casa e prefeitura, ok”. E ela responde: “ok, entendi.” Depois, continua Carlinhos: “somente busca.” E ainda dá conselhos: “pede a ele que tire as filhas de lá.”. Eliane tranquiliza o interlocutor: “elas estão na casa dele em Taguatinga. Vc. acha q eles vão procurar lá tbem? Ele tem as duas residências”. Carlinhos responde: “acredito q não. Uruaçu, Minaçu”, informa, referindo-se a dois municípios onde deveriam se desencadear as ações da Polícia Federal. Depois encerra: “Entendeu? Falou pro chefe?”
Delta também pediu dados
Doze minutos depois da troca de torpedos, o contraventor telefona para Eliane para confirmar se ela recebeu as mensagens.
Carlinhos: Eliane?
Eliane: Estou ouvindo.
Carlinhos: Falou pro maior (sic)?
Eliane: Falei, estou com ele aqui. Tá aqui. Imagina como que tava.
Antes de encerrar o diálogo, a chefe de gabinete de Marconi Perillo procura saber se a operação da Polícia Federal tem mais gente envolvida.
Carlinhos: Não. Já, já eu te falo. O que eu sei é esses aí (sic). Num (sic) tem ninguém grande não.
Mas Eliane insiste para que ele a avise sobre as novidades: Se você ficar sabendo, me fala. Tem uns pequenos aí que interessa (sic) a gente.
Por meio da assessoria de imprensa, Eliane confirmou que conhece Carlinhos desde 2003. Sobre os diálogos, ela afirma, que a Eliane citada em relatório da PF pode ser uma advogada. No relatório da PF, Eliane é identificada pelo sobrenome, número do CPF e até os telefones utilizados por ela. A chefe de gabinete de Marconi Perillo negou que tenha recebido um Nextel de Cachoeira e afirma que foi um amigo, Wladimir Garcez, que lhe emprestou um aparelho quando ela fez uma viagem ao exterior. Garcez é ex-vereador e, segundo a Polícia Federal, também integra o esquema de Carlinhos Cachoeira. Há vários diálogos interceptados entre os dois. O governador Marconi Perillo disse, por meio da assessoria, que desconhece qualquer relação entre sua chefe de gabinete e Carlinhos Cachoeira.
Relatório da Polícia Federal mostra que Cachoeira também repassou informações para Cláudio Dias Abreu, ex-diretor da construtora Delta em Goiás. Conversas interceptadas pela PF revelam que Abreu recorreu ao amigo para se proteger de eventual investigação sigilosa da Polícia Federal. Integrantes da organização conversam também sobre movimentação financeira supostamente irregular da empresa.
Abreu recorreu aos serviços de Cachoeira em 14 de julho do ano passado para saber sobre operação que a Polícia Federal faria no Pará.
- É deixa eu te falar, nós ficamos sabendo que vai ter uma operação lá no Pará, dá pra você levantar se vai ter reflexo aqui? - pede o executivo.
Cachoeira diz que, se houvesse reflexo, um dos delegados subordinados à organização já teria vazado a informação. Segundo relatório da polícia, Cachoeira tinha uma extensa rede de espionagem.
Em outros diálogos, aparecem referências a suposta lavagem de dinheiro utilizando fornecedores da empreiteira. Por intermédio da assessoria de imprensa, o presidente do conselho da Delta, Fernando Soares, negou qualquer vínculo da empresa com Cachoeira. Segundo ele, Abreu foi afastado em 8 de março, uma semana depois da deflagração da operação. “A Delta Construção está em atividade há 50 anos. Tem uma longa tradição no mercado de construção civil e hoje figura entre as sete maiores e mais respeitadas empresas do setor”, disse a assessoria da empresa.



















http://oglobo.globo.com/pais/cachoei...erillo-4488757
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #193  
Old Posted Apr 4, 2012, 2:43 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,828
Aprovação de Dilma sobe e alcança 77%, diz CNI/Ibope

A pesquisa CNI/Ibope, divulgada nesta quarta-feira (4), mostra que a presidente Dilma Rousseff, em seu segundo ano de governo, obteve aprovação pessoal de 77% dos brasileiros no mês de março. O percentual é o mais alto desde que ela assumiu e superior aos alcançados pelos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva em igual período de seus governos. A avaliação da presidente superou os 72% obtidos em dezembro.


A presidente Dilma Rousseff superou índices de aprovação obtidos por FHC e Lula

Já o governo Dilma manteve os 56% de aprovação da última edição da pesquisa, enquanto o percentual dos que disseram confiar na presidente subiu de 68% para 72%, em comparação com a pesquisa anterior. Também em seu segundo ano de mandato, Lula, com 60%, e FHC, com 57%, ficaram abaixo do índice da presidente.

Dilma também superou os dois antecessores pela aprovação pessoal, no mesmo período de governo: Lula havia recebido 34% de aprovação, enquanto FHC obtivera 41%.

O levantamento CNI/Ibope divulgado hoje foi feito na última semana de março em 142 municípios e é trimestral. Ao todo, foram ouvidas 2.002 pessoas. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, e o grau de confiança, de 95%.










http://noticias.uol.com.br/politica/...z-cniibope.htm
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #194  
Old Posted Apr 6, 2012, 1:35 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,828
Caso Demóstenes pode ser fatal para o DEM, avaliam especialistas

Partido vem se enfraquecendo e pode não resistir a mais um golpe

As denúncias contra o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) podem ser a pá de cal que faltava para o enterro do DEM, partido que já foi protagonista no cenário político, especialmente quando se chamava PFL. Essa é a avaliação de especialistas ouvidos pelo R7 a respeito da crise que a legenda enfrenta.

Entre a migração para a oposição na esfera federal, os escândalos de corrupção que atingiram algumas de suas principais figuras e a criação do PSD, o partido perdeu seus principais quadros e atualmente tem uma representação reduzida no Congresso.

As denúncias contra o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) podem ser a pá de cal que faltava para o enterro do DEM, partido que já foi protagonista no cenário político, especialmente quando se chamava PFL. Essa é a avaliação de especialistas ouvidos pelo R7 a respeito da crise que a legenda enfrenta.

Entre a migração para a oposição na esfera federal, os escândalos de corrupção que atingiram algumas de suas principais figuras e a criação do PSD, o partido perdeu seus principais quadros e atualmente tem uma representação reduzida no Congresso.

Para o cientista político Rogério Schmitt, esse processo foi amadurecendo na última década e as lideranças partidárias não souberam como controlá-lo:

— O partido vem em decadência há vários anos, perdendo representatividade a cada eleição. O mais grave dos fatos foi a formação do PSD, quando várias lideranças históricas saíram do DEM. E esse episódio do senador Demóstenes é mais uma ducha de água fria na legenda. O futuro do partido depende do que conseguir fazer na eleição. Mas o cenário não é animador.

Desde o ano 2000, o número de prefeitos que o partido consegue eleger vem caindo de forma considerável. Se naquele ano o partido levou ao poder 1028 candidatos, em 2004 foram 789 e em 2008 apenas 496.

No Congresso, o encolhimento do partido também salta aos olhos. A atual bancada no Senado tem cinco senadores, sendo um suplente. Em 2006, o partido era a maior bancada da Casa, com 18 representantes. Na Câmara, a situação não muda. Atualmente são 27 deputados. Antes da criação do PSD, eram 43.

Para o professor David Fleischer, cientista político da UnB (Universidade de Brasília), o partido está se tornando inexpressivo no cenário político, e somente uma fusão com outra legenda poderia salvá-lo:

— Eles precisam de uma fusão com o PSDB. Perderam deputados, prefeitos e vereadores. Com isso, vão eleger ainda menos prefeitos do que em 2008. E o partido vai entrar mais ainda em parafuso, pois, elegendo menos candidatos neste ano, está fadado a eleger menos deputados em 2014.

Derrocada

Schmitt entende que os problemas do partido começaram quando ele deixou de fazer parte da base aliada do governo federal, em 2003:

—Com a vitória de Lula, gradativamente essa força [no Nordeste] vai se minando. Ao ir para a oposição no plano federal, a máquina política do DEM vai se enfraquecendo, porque os municípios dependem financeiramente de recursos da União.

A derrocada ganhou força em 2009, com o "mensalão do DEM", episódio que resultou na cassação de José Roberto Arruda do governo do DF. Com a criação do PSD, que tirou quadros tradicionais do DEM, o partido se enfraqueceu ainda mais. A ponto de nomes históricos do antigo PFL não conseguirem se eleger, como o ex-vice-presidente Marco Maciel.

Para o professor Fleischer, a situação agora ganha ares trágicos após o episódio envolvendo o senador Demóstenes Torres:

— Uma vez que o assunto do Demóstenes e a desgraça do DEM chegaram aos telejornais, a situação fica muito complicada. Não vão faltar candidatos de outros partidos que na campanha municipal vão levantar esse caso. O partido será castigado duramente. A situação é realmente séria.

Para o futuro, a legenda aposta em novos nomes, como o do deputado ACM Neto, que disputará a prefeitura de Salvador. O resultado dessa disputa é fundamental para a sobrevivência do DEM. O resultado é crucial para a decisão sobre uma possível fusão com outra legenda, como PSDB ou PMDB.

Para Schmitt, o partido se encontra numa encruzilhada, na qual a defesa da sobrevivência política de suas principais lideranças será prioridade:

— Supondo que o partido perca muitas prefeituras, aí sim podemos esperar não a extinção, mas a fusão com uma legenda maior. E não me parece uma característica forte do DEM a defesa de valores específicos. O PFL/DEM sempre foi uma direita mais fisiológica do que ideológica. É um partido cuja força sempre veio da proximidade com o poder. É a marca do partido. Nesse sentido não seria contraditório se unir ao PMDB, hoje aliado do governo. É a velha máxima: se não pode vencê-los, junte-se a eles.
















http://noticias.r7.com/brasil/notici...-20120406.html
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #195  
Old Posted Apr 9, 2012, 11:30 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,828
Mesmo com transparência, distritais erram no uso da verba indenizatória



Há alguns dias, os distritais finalmente tornaram o uso da verba indenizatória se não mais racional, pelo menos mais transparente. Desde o início do ano, o valor disponível para cada deputado quase dobrou. Passados alguns meses e pressionados pela má repercussão do aumento, os deputados resolveram colocar em prática o que já estava formalmente recomendado desde 2008, quando foi constituído um grupo de trabalho para sugerir mudanças para melhorar a utilização dos recursos.

O Correio teve acesso ao documento elaborado à época que, comparado ao Ato da Mesa Diretora nº 31, publicado no último 29 de março, mostra que os distritais ignoraram, pelo menos, uma recomendação considerada como uma “forma de se garantir a melhor aplicação do recurso público, sem que haja qualquer tipo de suspeição”.












http://www.correiobraziliense.com.br...izatoria.shtml
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #196  
Old Posted Apr 12, 2012, 5:10 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,828
Escutas apontam supostas ligações de Agnelo Queiroz com Carlinhos Cachoeira


Uma interceptação telefônica da Polícia Federal na Operação Monte Carlo sugere suposta tentativa de Agnelo Queiroz (PT) de se aproximar do contraventor Carlinhos Cachoeira. Numa das escutas, o araponga Idalberto Matias, o Dadá, se refere ao petista como “01” e “Magrão”, apelido do governador do Distrito Federal, em diálogo com o bicheiro, gravado em 16 de junho do ano passado. Dadá afirma ter conversado com o ex-subsecretário de Esporte do DF João Carlos Feitoza, conhecido como Zunga, sobre encontro entre Cachoeira e o “01”. “O Zunga me ligou aqui. Tá querendo falar com você que o chefe dele, o 01, o Magrão, quer falar com você”, afirma Dadá. Para a PF, trata-se de Agnelo.

Além de ter trabalhado na secretaria de Esporte, Zunga ajudou na campanha do ex-chefe de gabinete de Agnelo Cláudio Monteiro a deputado distrital pelo PRP em 2010. Monteiro pediu para se afastar do cargo na noite de terça-feira, depois que reportagem do Jornal Nacional divulgou escuta telefônica em que Dadá conversa com o coordenador do Centro-Oeste da Delta Construções, Cláudio Abreu, e trata de um suposto presente que seria dado a ele em dinheiro: R$ 20 mil e R$ 5 mil em troca da nomeação do diretor-geral do Serviço de Limpeza Urbana (SLU).













http://www.correiobraziliense.com.br...achoeira.shtml
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #197  
Old Posted Apr 12, 2012, 5:11 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,828
Essa cachoeira molha todo mundo
Rir pra não chorar...
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #198  
Old Posted Apr 12, 2012, 9:21 PM
Similar Similar is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 198
Pergunto:

Agnelo cai ou não cai?
Reply With Quote
     
     
  #199  
Old Posted Apr 12, 2012, 11:54 PM
luizwagner luizwagner is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 55
Quote:
Originally Posted by Similar View Post
Pergunto:

Agnelo cai ou não cai?
Pra moral da cidade seria ruim, mais um escândalo envolvendo nossos governantes, nos dá um atestado de falta de opções pra votar ou da burrice do povo com relação ao seu voto..

Pra cidade acho que não fede e nem cheira já que ele não fez nada, na verdade piorou algumas coisas..

Pra mim não sei o que é pior, ele cair e o Filipelli assumir ou ele continuar..

Mas pra ele cair vai depender de mais evidências, por enquanto ele já começou a assumir que encontrou com o Cachoeira, segundo ele, uma vez só e foi em Anápolis.. Já vi essa história antes..
Reply With Quote
     
     
  #200  
Old Posted Apr 14, 2012, 3:01 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,828
TRE cassa mandato do Deputado Benedito Domingos





Na noite desta sexta-feira, 13/4, o Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF) cassou, por maioria, o diploma e, consequentemente, o mandato do Deputado Distrital Benedito Augusto Domingos (PP), por captação e gasto ilícito de recursos financeiros de campanha eleitoral.

O relator da Representação foi o Desembargador Sebastião Coelho da Silva.


O CASO

O Ministério Público Eleitoral (MPE) ofereceu Representação por captação ou gastos ilícitos de recursos, em desfavor do candidato eleito pela Coligação Mobilização Progressista, Benedito Augusto Domingos, com base no art. 30-A, da lei 9.504/97, conhecida como Lei das Eleições (LE).


O processo se baseou na desaprovação das contas do parlamentar, em face de irregularidades insanáveis detectadas. Na ação, o MPE a cassação do diploma de Benedito Domingos, nos termos do parágrafo 2º, do artigo 30-A, da Lei nº 9.504/97.

As irregularidades dizem respeito à não apresentação de documentos comprobatórios da arrecadação de receitas com combustíveis e de doação voluntária de trabalho na distribuição de panfletos durante a campanha eleitoral.

JULGAMENTO



Em seu voto, o relator reconheceu que os motivos da rejeição das contas do parlamentar eram incontestáveis.

De acordo com o seu entendimento, é desproporcional a relação entre as irregularidades verificadas, e posteriormente sanadas, e a imposição da cassação do mandato.

As irregularidades referentes à arrecadação e gastos com combustíveis, na avaliação do relator, foram esclarecidas e consistiram em erros na apresentação dos documentos à Justiça Eleitoral. Meras irregularidades formais em seu juízo de valor.

DIVERGÊNCIA



O Desembargador Mario Machado, ao proferir o seu voto, destacou que o objetivo do art. 30-A, da Lei nº 9.504/97, é proteger a lisura do processo eleitoral.

Para o magistrado, não importa se a receita para a campanha eleitoral é ou não obtida de má fé. A lei não exige essa distinção, mas, sim, a obrigação de declarar os recursos obtidos.

Para Machado, o que a norma do art. 30-A da LE busca proteger são os princípios da moralidade e da isonomia, ambos previstos expressamente pela Constituição Federal.

Segundo apontou o Desembargador, Benedito Domingos se omitiu gastos e tentou, posteriormente, em outro processo, que não o de prestação de contas, justificar a rejeição de suas contas.

Ao finalizar o seu voto, ressaltou que os candidatos têm o dever de prestar contas de acordo com as exigências legais, o que não ocorreu no caso de Benedito Domingos.

Diante deste fato, afirmou que há relevância suficiente para julgar procedente a ação.

Com esse entendimento, Mario Machado julgou procedente a Representação e determinou a cassação do diploma e, por via de conseqüência, do mandato do Deputado Distrital, com base no art. 30-A da Lei das Eleições.

Os Desembargadores Eleitorais Josaphá Francisco dos Santos, Hilton Queiroz e Alfeu Gonzaga Machado acompanharam o entendimento de Mario Machado.

Apenas o Desembargador Eleitoral Evandro Pertence acompanhou o voto do relator da ação.

Da decisão, cabe recurso para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).













http://www.docafezinho.com.br/?p=11854
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
This discussion thread continues

Use the page links to the lower-right to go to the next page for additional posts
   
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Notícias do Brasil - Imprensa Nacional
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 1:05 PM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.