HomeDiagramsDatabaseMapsForumSkyscraper Posters
     
Welcome to the SkyscraperPage Forum.

Since 1999, SkyscraperPage.com's forum has been one of the most active skyscraper enthusiast communities on the web.  The global membership discusses development news and construction activity on projects from around the world, alongside discussions on urban design, architecture, transportation and many other topics.  SkyscraperPage.com also features unique skyscraper diagrams, a database of construction activity, and publishes popular skyscraper posters.

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Notícias do Brasil - Imprensa Nacional

Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #121  
Old Posted Mar 26, 2012, 2:56 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 5,641
Dilma veta mais uma vez uso de fundo do FGTS para a Copa



Pela segunda vez, a presidente Dilma Rousseff decidiu vetar a destinação de verbas do FI-FGTS, fundo de investimentos formado com recursos do FGTS, para obras da Copa-2014 e da Olimpíada-2016.

Segundo a presidente, a medida "desvirtua a prioridade de aplicação do fundo". A decisão foi publicada nesta segunda-feira (26) no "Diário Oficial da União".

A proposta foi incluída em medida provisória aprovada no Congresso no início do mês e já tinha sido vetada por Dilma no final do ano passado em outra MP que também recebeu aval de deputados e senadores. A iniciativa da proposta partiu da bancada do PMDB no Congresso.

Pela proposta, os recursos do fundo seriam aplicados em projetos dos eventos esportivos nas áreas de infraestrutura aeroportuária, empreendimentos do setor hoteleiro, transporte e mobilidade urbana. O projeto também abria a possibilidade de esses recursos serem usados para "atividades de petróleo e gás, vinculadas à exploração do pré-sal".

O veto foi defendido pelos Ministérios da Fazenda, Cidades e Planejamento. A justificativa é que os "empreendimentos relacionados à Copa do Mundo de 2014 e aos Jogos Olímpicos de 2016 já dispõem de linhas de créditos disponíveis para o seu desenvolvimento, além de recursos garantidos pelo governo federal para os investimentos definidos como essenciais à realização dos eventos".

O texto destaca ainda que "no que tange aos recursos para exploração do pré-sal, cumpre ressaltar que esses já estão considerados no Plano de Investimentos da Petrobras".

O projeto de lei de conversão aprovado pelo Congresso e sancionado pela presidente cria o Programa Cinema Perto de Você e o Recine (Regime Especial de Tributação para Desenvolvimento da Atividade de Exibição Cinematográfica) e concede incentivos para o setor cafeeiro.













http://www1.folha.uol.com.br/poder/1...a-a-copa.shtml
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #122  
Old Posted Mar 28, 2012, 12:21 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 5,641
Presidência da Câmara anuncia acordo para votar Lei Geral da Copa


Acordo prevê votação neta quarta das regras para o Mundial de 2014 Presidente Marco Maia se comprometeu a votar Código Florestal em abril.

A Presidência da Câmara dos Deputados anunciou nesta terça-feira (27) acordo com a bancada ruralista e com partidos da base aliada e da oposição para votar a Lei Geral da Copa nesta quarta (28). Inicialmente, a previsão, anunciada pelos líderes partidários, era votar as regras para o Mundial somente depois da Páscoa.

No entanto, em reunião na noite desta terça com a bancada ruralista, Maia se comprometeu a marcar uma data em abril para votar o Código Florestal, o que satisfaz partidos da base que se recusavam a apreciar a Lei da Copa.

De acordo com a assessoria do deputado, Maia reassumirá a presidência da Câmara nesta quarta, às 12h, para comandar a votação da proposta.

Ele ocupa por três dias a Presidência da República durante viagem da presidente Dilma Rousseff à Índia e do vice-presidente Michel Temer à Coreia do Sul.

Ainda segundo a assessoria, a reunião na noite desta terça envolveu deputados ruralistas de 12 partidos. O acordo, conforme a assessoria, recebeu o aval dos líderes da base aliada e da oposição.

O líder do PSDB, deputado Bruno Araújo (PE), comemorou pelo Twitter: "A Câmara votará amanhã a Lei Geral da Copa e até final de Abril concluirá a votação do Código Florestal. Acordo fechado. Bom para o Brasil!"

Negociação

O líder do PT na Câmara, Jilmar Tatto (SP), disse que também estavam na reunião com Marco Maia líderes da base e da oposição. Segundo ele, a negociação não contou com a participação da ministra da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti.

A atuação de Ideli à frente da articulação política do governo tem sido criticada por parlamentares, que a consideram "impositiva". "Não tinha nenhum representante do governo federal. Foi um acordo da Câmara. Vamos patrocinar no mês de abril a votação do Código Florestal. A Câmara tem sua dinâmica, seu calendário e sua agenda", afirmou. Mais cedo, Tatto havia dito que a Lei da Copa não seria votada nesta semana.

A ausência da presidente Dilma Rousseff, que participa nesta semana da cúpula dos Brics. foi citada pela oposição como um dos fatores que contribuiram para o entendimento. "A crise viajou com a presidente Dilma.

Ela quis tensionar a Câmara e a Câmara deu uma resposta a isso na semana passada. Quando a presidente quis conduzir o assunto com mão de ferro, o Congresso reagiu", afirmou o líder do DEM, ACM Neto (BA).

Segundo o deputado, a base aliada aceitou votar em separado todos os destaques da oposição para que a votação da Lei Geral da Copa ocorra sem obstrução (utilização de recursos regimentais para atrasar a votação).

De acordo com o líder do PSDB, Bruno Araujo (PE), os líderes da base e da oposição, além da bancada ruralista, decidiram, em comum acordo, entregar a Marco Maia "a condução do acordo."

Derrota

Na semana passada, o governo sofreu uma derrota ao tentar votar a Lei Geral da Copa no plenário da Câmara. A oposição e partidos da base aliada se recusaram a apreciar a matéria até que fosse marcada uma data para a votação da nova legislação ambiental.

O governo não queria votar o Código Florestal agora porque discorda do texto do relator do projeto, deputado Paulo Piau (PMDB-MG), que fez concessões aos ruralistas. Nesta terça, a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, apelou ao deputado: "Deputado Piau, não podemos ter retrocessos na legislação ambiental".

Piau retirou do texto aprovado pelo Senado no ano passado artigo que prevê os percentuais de reflorestamento a serem exigidos dos agricultores que desmatarem áreas de preservação permanente (APPs). O relatório manterá a exigência aos produtores de recompor parte da área desmatada, mas deixará a cargo da União e dos Estados estabelecer os percentuais.

De acordo com a assessoria de Marco Maia, até a votação em abril, o governo e a bancada ruralista tentarão chegar a um acordo em torno do texto do novo Código Florestal.











http://g1.globo.com/politica/noticia...l-da-copa.html
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #123  
Old Posted Mar 30, 2012, 6:05 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 5,641
Brasil precisa 'fazer mais e falar menos', diz Blatter



Presidente da Fifa cobrou mais agilidade nas obras para a Copa de 2014

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, fez uma dura cobrança ao governo brasileiro nesta sexta-feira (30) sobre a organização da Copa do Mundo de 2014. O dirigente declarou no último dia da reunião do comitê executivo da entidade em Zurique, na Suíça, que chegou a hora de o País "fazer mais e falar menos" ao ser questionado sobre a preparação brasileira para receber a competição.

O dirigente demonstrou clara irritação com o andamento da preparação do País para o torneio.

- A bola está no campo do Brasil.

Blatter reclamou do atraso nas obras de infraestrutura, aeroportos e hotéis para o Mundial de 2014, deixando claro que a aprovação da Lei Geral da Copa nesta semana não encerra os problemas do Brasil na organização do torneio.


Joseph Blatter cobrou o Brasil e diisse que problemas com a organização da Copa não acabam com aprovação da Lei Geral


O presidente da Fifa também deixou claro que o secretário-geral Jérôme Valcke seguirá à frente dos preparativos para a Copa do Mundo de 2014 e defendeu que a recente polêmica está encerrada. Valcke voltará ao Brasil em maio, contrariando a posição do governo brasileiro de tentar afastá-lo do Mundial.

O governo se irritou após o francês falar que o Brasil precisava de um "chute no traseiro" para acordar e começar a trabalhar com mais agilidade pensando no Mundial de 2014. O impasse provocou o cancelamento de uma viagem do dirigente ao Brasil para vistorias aos estádios de Recife, Brasília e Cuiabá, no início do mês.

Valcke pediu desculpas pelo incidente, mas culpou um erro na tradução da sua fala pelo problema. Posteriormente, Blatter se reuniu com a presidente Dilma Roussef em Brasília e o Brasil indicou que o incidente estava encerrado.









http://esportes.r7.com/futebol/notic...-20120330.html
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #124  
Old Posted May 3, 2012, 3:31 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 5,641
Previsão atual de custo dos estádios da Copa é três vezes maior que a 1ª estimativa da CBF 12




Estádio Nacional, em Brasília: o que era para ser uma reforma deu lugar a uma construção bilionária

A estimativa com que trabalham atualmente as autoridades públicas brasileiras para o custo total de construção e reforma dos estádios que serão utilizados na Copa do Mundo de 2014 é o triplo do que previu a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) em 2007, quando o Brasil foi escolhido como sede do Mundial.

À época, a entidade que comanda o futebol brasileiro informou à Fifa que o Brasil precisaria gastar US$ 1,1 bilhão (R$ 2,12 bilhões, pelo câmbio da última quarta-feira) para reformar e construir as arenas que seriam utilizadas na Copa.

Atualmente, a previsão oficial do Ministério do Esporte está em R$ 6,904 bilhões, de acordo com a última atualização da Matriz de Responsabilidades da Copa, de 26 de abril deste ano. 97% deste valor está saindo dos cofres públicos.

O valor atual é "apenas" o triplo do inicial porque tal previsão não leva em conta licitações para obras no entorno dos estádios, contatação de empresas de gerenciamento e fiscalização das obras e contratações que ainda estão por vir.

Também não estão na conta as reformas milionárias, pagas com dinheiro público, de estádios que não serão utilizados na Copa do Mundo, mas cujas obras são justificadas como preparativas para o Mundial. Um exemplo é a reforma do Estádio Independência, do América-MG, paga pelo governo de Minas Gerais.

A reforma saiu por R$ 149 milhões, sendo que a previsão inicial era de que custasse R$ 46 milhões. A obra deveria ter ficado pronta em junho de 2010, para substituir o Mineirão (que entraria, nesta data, em reforma para a Copa de 2014) nas partidas oficiais disputadas pelos clubes de Belo Horizonte. Acabou sendo entregue nada menos do que 22 meses depois. E pior: cerca de 6.000 dos 25.000 lugares estão com a visibilidade comprometida.

O problema é que foram instalados guarda-corpos que ficam na altura do campo de visão dos torcedores. Tratam-se de grades de metal entrelaçado que servem para impedir a queda de torcedores do terceiro anel de arquibancadas do estádio, que encontra-se a 27 metros do chão e possui inclinação de 40º.

Também não está computada na comparação entre a previsão de 2007 e a atual a obra que está sendo executada em em Boa Vista, capital de Roraima. Lá, o governo federal e o estadual estão gastando R$ 100 milhões para reformar o estádio Canarinho, ampliando sua capacidade dos atuais 8.000 para 10.000 lugares, apenas para que a cidade possa tentar ser escolhida como sede de treino e aclimatação por uma das 31 seleções que virão disputar a Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Há 158 municípios no país disputando para receber as equipes.

Mas o principal fator de evolução frenética do custo da Copa é a quantidade de estádios que estão sendo construídos. Apenas quatro das 12 arenas que serão usadas no Mundial estão sendo reformadas (Beira-Rio (RS), Arena da Baixada (PR), Mineirão e Castelão (CE)). O resto, está brotando do chão.

Isso porque não pode se chamar de reforma o que está sendo feito em Brasília (DF), com o Estádio Nacional (antigo Mané Garrincha), e no Maracanã, no Rio de Janeiro. Tratam-se das duas obras de estádio mais caras da Copa, e deverão ultrapassar com folga a cifra de R$ 1 bilhão até 2014.

Em 2007, a CBF e o governo brasileiro apresentaram à Fifa uma lista de 18 potenciais cidades-sedes, de onde deveriam ser escolhidas de oito a dez para receber as partidas da Copa (acabou-se por selecionar 12 sedes). Das 18, 14 teriam estádios que precisariam apenas de reformas, incluindo São Paulo, Manaus (AM), Brasília e Cuiabá (MT), todas que acabaram optando por erguer arenas do zero, ainda que, nas três últimas, maquiadas em reformas.

O relatório publicado pela Fifa em 2007, onde a entidade justifica a escolha do Brasil para sediar a Copa de 2014, traz a seguinte informação: "O modelo brasileiro para a Copa do Mundo de 2014 derá prioridade ao financiamento privado na construção e reforma dos estádios. O objetivo é erguer arenas modernas que atenderão ao padrão Fifa, enquanto os recursos públicos serão aplicados em obras de infraestrutura, de aeroportos, rodovias e hospitais".



PREVISÕES DE CUSTO DOS ESTÁDIOS DA COPA DESDE 2010 (EM R$ MILHÕES)

Estádio Em janeiro/2010 Em abril/2012

Arena Amazônia (AM) 533 533
Arena da Baixada (PR) 151 234
Arena Fonte Nova (BA) 592 592
Arena Pantanal (MT) 454 519
Arena Pernambuco (PE) 491 530
Beira-Rio (RS) 143 330
Castelão (CE) 452 623
Arena das Dunas (RN) 413 350
Estádio Nacional (DF) 702 800*
Itaquerão (SP) 820 890**
Maracanã (RJ) 705 808
Mineirão (MG) 456 695
Total 5.912 6.904

Fonte: Ministério do Esporte

* Previsão do governo do DF

** Segundo dados da Odebrecht, construtora do estádio















http://copadomundo.uol.com.br/notici...sao-da-cbf.htm
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #125  
Old Posted May 10, 2012, 12:55 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 5,641
Senado aprova Lei Geral da Copa e bebida fica liberada




O plenário do Senado acaba de aprovar o projeto de Lei Geral da Copa de 2014 e da Copa das Confederações de 2013. Foram rejeitadas todas as emendas apresentadas em plenário para modificar o relatório da senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS) e de mais três relatores das comissões, entre elas a que mantinha o Artigo 13 A do Estatuto do Torcedor. Ele proíbe a venda de bebidas alcoólicas nos estádios, deixando a decisão sobre liberação durante as competições da Federação Internacional de Futebol (Fifa) para os governos estaduais e do Distrito Federal onde ocorrerão jogos das duas competições internacionais.

A aprovação ocorreu em votação simbólica, em que os senadores são consultados em conjunto sobre suas posições favoráveis ou contrárias, conforme a orientação dos líderes de bancadas, pela senadora Marta Suplicy (PT-SP), que presidiu a sessão.

Com a suspensão do Artigo 13, os estados e o Distrito Federal, onde há proibição estadual para este comércio, deverão negociar diretamente com a Fifa a liberação da venda de bebidas .

O projeto de lei segue agora para a sanção da presidente Dilma Roussef, que terá 15 dias para o ato.











http://www.jornaldebrasilia.com.br/s....php?id=402509
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #126  
Old Posted May 11, 2012, 5:51 AM
Similar Similar is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 164
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
Previsão atual de custo dos estádios da Copa é três vezes maior que a 1ª estimativa da CBF 12




Estádio Nacional, em Brasília: o que era para ser uma reforma deu lugar a uma construção bilionária

A estimativa com que trabalham atualmente as autoridades públicas brasileiras para o custo total de construção e reforma dos estádios que serão utilizados na Copa do Mundo de 2014 é o triplo do que previu a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) em 2007, quando o Brasil foi escolhido como sede do Mundial.

À época, a entidade que comanda o futebol brasileiro informou à Fifa que o Brasil precisaria gastar US$ 1,1 bilhão (R$ 2,12 bilhões, pelo câmbio da última quarta-feira) para reformar e construir as arenas que seriam utilizadas na Copa.

Atualmente, a previsão oficial do Ministério do Esporte está em R$ 6,904 bilhões, de acordo com a última atualização da Matriz de Responsabilidades da Copa, de 26 de abril deste ano. 97% deste valor está saindo dos cofres públicos.

O valor atual é "apenas" o triplo do inicial porque tal previsão não leva em conta licitações para obras no entorno dos estádios, contatação de empresas de gerenciamento e fiscalização das obras e contratações que ainda estão por vir.

Também não estão na conta as reformas milionárias, pagas com dinheiro público, de estádios que não serão utilizados na Copa do Mundo, mas cujas obras são justificadas como preparativas para o Mundial. Um exemplo é a reforma do Estádio Independência, do América-MG, paga pelo governo de Minas Gerais.

A reforma saiu por R$ 149 milhões, sendo que a previsão inicial era de que custasse R$ 46 milhões. A obra deveria ter ficado pronta em junho de 2010, para substituir o Mineirão (que entraria, nesta data, em reforma para a Copa de 2014) nas partidas oficiais disputadas pelos clubes de Belo Horizonte. Acabou sendo entregue nada menos do que 22 meses depois. E pior: cerca de 6.000 dos 25.000 lugares estão com a visibilidade comprometida.

O problema é que foram instalados guarda-corpos que ficam na altura do campo de visão dos torcedores. Tratam-se de grades de metal entrelaçado que servem para impedir a queda de torcedores do terceiro anel de arquibancadas do estádio, que encontra-se a 27 metros do chão e possui inclinação de 40º.

Também não está computada na comparação entre a previsão de 2007 e a atual a obra que está sendo executada em em Boa Vista, capital de Roraima. Lá, o governo federal e o estadual estão gastando R$ 100 milhões para reformar o estádio Canarinho, ampliando sua capacidade dos atuais 8.000 para 10.000 lugares, apenas para que a cidade possa tentar ser escolhida como sede de treino e aclimatação por uma das 31 seleções que virão disputar a Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Há 158 municípios no país disputando para receber as equipes.

Mas o principal fator de evolução frenética do custo da Copa é a quantidade de estádios que estão sendo construídos. Apenas quatro das 12 arenas que serão usadas no Mundial estão sendo reformadas (Beira-Rio (RS), Arena da Baixada (PR), Mineirão e Castelão (CE)). O resto, está brotando do chão.

Isso porque não pode se chamar de reforma o que está sendo feito em Brasília (DF), com o Estádio Nacional (antigo Mané Garrincha), e no Maracanã, no Rio de Janeiro. Tratam-se das duas obras de estádio mais caras da Copa, e deverão ultrapassar com folga a cifra de R$ 1 bilhão até 2014.

Em 2007, a CBF e o governo brasileiro apresentaram à Fifa uma lista de 18 potenciais cidades-sedes, de onde deveriam ser escolhidas de oito a dez para receber as partidas da Copa (acabou-se por selecionar 12 sedes). Das 18, 14 teriam estádios que precisariam apenas de reformas, incluindo São Paulo, Manaus (AM), Brasília e Cuiabá (MT), todas que acabaram optando por erguer arenas do zero, ainda que, nas três últimas, maquiadas em reformas.

O relatório publicado pela Fifa em 2007, onde a entidade justifica a escolha do Brasil para sediar a Copa de 2014, traz a seguinte informação: "O modelo brasileiro para a Copa do Mundo de 2014 derá prioridade ao financiamento privado na construção e reforma dos estádios. O objetivo é erguer arenas modernas que atenderão ao padrão Fifa, enquanto os recursos públicos serão aplicados em obras de infraestrutura, de aeroportos, rodovias e hospitais".



PREVISÕES DE CUSTO DOS ESTÁDIOS DA COPA DESDE 2010 (EM R$ MILHÕES)

Estádio Em janeiro/2010 Em abril/2012

Arena Amazônia (AM) 533 533
Arena da Baixada (PR) 151 234
Arena Fonte Nova (BA) 592 592
Arena Pantanal (MT) 454 519
Arena Pernambuco (PE) 491 530
Beira-Rio (RS) 143 330
Castelão (CE) 452 623
Arena das Dunas (RN) 413 350
Estádio Nacional (DF) 702 800*
Itaquerão (SP) 820 890**
Maracanã (RJ) 705 808
Mineirão (MG) 456 695
Total 5.912 6.904

Fonte: Ministério do Esporte

* Previsão do governo do DF

** Segundo dados da Odebrecht, construtora do estádio















http://copadomundo.uol.com.br/notici...sao-da-cbf.htm
Segue a má-fé ou ignorância sobre Brasília no UOL. Como poderiam fazer uma simples reforma naquele meio-estádio que existia aqui?
Reply With Quote
     
     
  #127  
Old Posted May 16, 2012, 1:13 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 5,641
Seleção Brasileira pode ficar fora do Maracanã também na Copa das Confederações


É sabido que a Seleção Brasileira só jogará no Maracanã na Copa do Mundo de 2014 se chegar à final.

Um desses absurdos que devem ser atribuídos aos gênios do COL.

Mas também na Copa das Confederações, que começa no dia 15 de junho em Brasília com a Seleção no Mané Garrincha, é possível que o time nacional não pise no gramado do Maracanã, cuja reforma está custando R$ 1 bilhão e que, segundo garante o deputado Romário, chegará a R$ 1,5 bilhão.

Porque se prevalecer o cenário preferido pelo COL, com seis cidades sedes para receber a Copa das Confederações, a Seleção jogará em Brasília, no dia 15 de junho, um sábado, na quarta-feira 19, em Fortaleza, e no sábado seguinte, em Salvador.

Aí, só irá ao Rio, no dia 30 de junho de 2013, se chegar, e passar, pelas semifinais, que serão disputadas em Fortaleza e Belo Horizonte.

Já no cenário de cinco cidades, sem Recife, o terceiro jogo brasileiro será no Maracanã, mantida a estreia em Brasília e o segundo jogo não mais em Fortaleza, mas em Salvador.

Se o cenário com cinco cidades for sem Salvador, a Seleção jogará em Brasília, Fortaleza e Rio.

E, finalmente, na opção por apenas quatro sedes, sem Recife e Salvador, sempre mantidas as datas de 15, 19 e 22 de junho, a Seleção abre na capital federal, segue para Fortaleza e joga na Cidade Maravilhosa.

A torcida carioca, portanto, deve torcer contra as seis sedes e por uma tabela contra outras três.

O que, convenhamos, além de ser pouco brasileiro não é programa para ninguém.









http://blogdojuca.uol.com.br/2012/05...confederacoes/
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #128  
Old Posted May 18, 2012, 12:59 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 5,641
Não tem relação com a copa, mas e relevante aos estádios após a mesma

CBF estuda realizar mais mudanças na Copa do Brasil



A Copa do Brasil pode passar por mais reformulações nos próximos anos. Após ampliar o número de clubes participantes e a duração da competição na temporada de 2013, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) estuda algo mais polêmico em 2014: fazer a final em apenas um jogo e com estádio predeterminado, como na Liga dos Campeões da Europa.
A informação é de Virgílio Elísio, diretor de competições da CBF, que falou sobre o assunto na Câmara dos Deputados, em Brasília. Segundo o dirigente, o principal objetivo é movimentar os centros onde o futebol não é tão desenvolvido.

A ideia foi exposta depois que alguns parlamentares questionaram o risco de alguns estádios que serão utilizados na Copa do Mundo do Brasil se transformarem em "elefantes brancos", como o da capital federal.











http://www.alo.com.br/esportes/ultimas/?IdNoticia=52879
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #129  
Old Posted May 18, 2012, 1:03 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 5,641
Por mim podia ser em dois jogos e não apenas um, em estádios que serão pouco usados em jogos, mas é uma boa ideia, nós já discutimos algo do tipo, espero que essa ideia vingue
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #130  
Old Posted May 18, 2012, 3:42 PM
Viajante's Avatar
Viajante Viajante is offline
Registered User
 
Join Date: Feb 2012
Posts: 27
Antes...

Quote:
O relatório publicado pela Fifa em 2007, onde a entidade justifica a escolha do Brasil para sediar a Copa de 2014, traz a seguinte informação: "O modelo brasileiro para a Copa do Mundo de 2014 derá prioridade ao financiamento privado na construção e reforma dos estádios. O objetivo é erguer arenas modernas que atenderão ao padrão Fifa, enquanto os recursos públicos serão aplicados em obras de infraestrutura, de aeroportos, rodovias e hospitais".
Agora...

Quote:
A estimativa com que trabalham atualmente as autoridades públicas brasileiras para o custo total de construção e reforma dos estádios que serão utilizados na Copa do Mundo de 2014 é o triplo do que previu a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) em 2007, quando o Brasil foi escolhido como sede do Mundial.
[...]
Atualmente, a previsão oficial do Ministério do Esporte está em R$ 6,904 bilhões, de acordo com a última atualização da Matriz de Responsabilidades da Copa, de 26 de abril deste ano. 97% deste valor está saindo dos cofres públicos.
Quanto a infraestrutura...

Quote:
''Só saberemos o valor da Copa em 2015'', diz consultor

Entrevista com Alexandre Guimarães, consultor legislativo do Senado Federal

[...]

CA – E os aeroportos?

Guimarães – Há pouco vimos as licitações dos aeroportos de Guarulhos, Campinas e Brasília serem realizadas quase como uma forma “desesperada” de se tentar agilizar as obras no setor. Pelo ritmo da Infraero, nenhum aeroporto conseguiria atender à demanda, nem da Copa das Confederações, no próximo ano, nem da Copa do Mundo de 2014.

Vale ressaltar, que até nas licitações surgem dúvidas sobre a real capacidade de termos eficiência nos aeroportos em tão pouco tempo. O consórcio que ganhou o Aeroporto Internacional Juscelino Kubistchek, em Brasília, por exemplo, é o mesmo que constrói o terminal de São Gonçalo do Amarante, em Natal, no Rio Grande do Norte, que, provavelmente, não será concluído para a Copa.

CA – E em relação aos Portos?

Guimarães – Os portos estão extremamente atrasados, não vemos nenhuma mudança nas cidades, onde estão situados. O fato não preocupa muito, já que não estão previstos cruzeiros para a época. (comentário: olha a visão míope dessa anta, achando que porto só serve pra cruzeiros!)

CA – E sobre as comentadas obras de mobilidade urbana?

Guimarães – As obras de mobilidade urbana seriam o grande legado para a população em todas as cidades. Tratam-se de empreendimentos, em muitos casos, necessários. Porém surge um questionamento: os aeroportos serão expandidos, mas e as ligações das cidades com os aeroportos? Pouco está sendo realizado. Como será atendida essa relação com a maior demanda de turistas e o crescimento da população? Não dá para saber!

Nesse sentido, há obras pequenas, como uma via ou um BRT, já praticamente concluídas. Obras fáceis que seis meses antes da Copa certamente estarão terminadas. Mas há outras que ficarão na promessa, como é o caso dos VLT’s e do metrô em Belo Horizonte. Não acredito que esses empreendimentos saiam do papel. Se acontecer, vai ser pela metade, sendo concluídas algumas estações, das 20 que foram prometidas.
Os mais sensatos já cantavam essa pedra antes do Brasil ser escolhido como sede, em 2007: que a copa seria, basicamente, muito dinheiro público enterrado em estádios faraônicos e superfaturados, e quase nada de legado para a população. Só quem vai ficar feliz com a copa são empreiteiras como a Delta, que está aí sendo investigada por obras superfaturadas. O que chama a atenção é tamanho do "erro de cálculo" (1/3 do valor real). Será mesmo erro de cálculo? Acredite quem quiser.

E quando os estádios ficarem prontos, e as empreiteiras favoritas dos governos, ociosas, vão pipocar um monte de obras "emergenciais" de mobilidade urbana, regidas pela "lei da copa", sem licitação, tremendamente superfaturadas, e em sua maioria remendos como corredores de ônibus e outras porcarias que só nossos governantes sabem fazer.

Aguardem e confiem. Eles tinham razão quando diziam que a copa seria um sucesso. Só que não falaram pra quem.

P.S.: Vejam que o texto de 2007 falava até em hospitais, nunca mais ouvi falar de investimentos nessa área.
Reply With Quote
     
     
  #131  
Old Posted May 23, 2012, 8:03 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 5,641
Obras dos 12 estádios que sediarão jogos da Copa estão dentro do cronograma



As obras dos 12 estádios que sediarão os jogos da Copa do Mundo de 2014 estão dentro do cronograma. Dos 31 empreendimentos previstos em 13 aeroportos, cinco obras foram entregues. Os dados foram apresentados hoje (23) pelos ministros Aldo Rebelo, do Esporte, e Miriam Belchior, do Planejamento, durante balanço das ações de preparação do Brasil para a Copa. O relatório, com base em dados do mês passado, informa que está mantida a previsão de investimentos em R$ 27,1 bilhões.

“Dos 101 empreendimentos previstos, 55 estão em obras e cinco já foram entregues”, informou Rebelo. Ele lembrou que a maioria dos empreendimentos (69) tem previsão de entrega para 2013, e 26 para 2014. Outros 17 serão entregues em 2014. Em 2012, está prevista a entrega de 12 empreendimentos.

De acordo com o balanço, estão previstos 31 empreendimentos em aeroportos das cidades-sede. Desses, 13 estão em obras e cinco já foram entregues – um em Cuiabá (MT), um em Porto Alegre (RS), dois em São Paulo e um em Campinas (SP). “Não tenho dúvida nenhuma de que conseguiremos atender à demanda da Copa”, garantiu o secretário de Aviação Civil, Wagner Bittencourt, durante entrevista no Ministério do Esporte.

Dos 51 empreendimentos financiados pelo governo federal na área de mobilidade urbana, 28 estão em obras, sete concluíram apenas a fase de licitação e nove sequer concluíram a elaboração de projetos. De acordo com o relatório, as obras serão concluídas a tempo dos jogos e atendendo às expectativas iniciais. “[As obras] avançaram e vão se configurar como legado importante para a sociedade brasileira”, diz o texto.

A previsão do ministro é que 41 dos 51 empreendimentos de mobilidade urbana sejam entregues até dezembro de 2013. Os demais (10) têm previsão de conclusão para o primeiro semestre de 2014.

Para os portos, há uma previsão de R$ 900 milhões em investimentos para readequação e revitalização de sete unidades. Quatro deles tiveram as obras iniciadas: Fortaleza (CE), Recife (PE), Natal (RN) e Salvador. Os portos de Santos (SP) e do Rio de Janeiro se encontram em fase de licitação, e o de Manaus (AM) ainda não teve finalizada a elaboração do projeto.








http://www.jornaldebrasilia.com.br/s...404654&secao=N
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #132  
Old Posted May 23, 2012, 8:06 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 5,641
Enquanto isso, as obras mobilidade urbana estão quase todas no papel isso não vai prestar
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #133  
Old Posted May 30, 2012, 4:13 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 5,641
Copa das Confederações: Brasil só joga no Maracanã caso chegue à final




Com Recife e Salvador como cidades-sede, Fifa divulga tabela da competição, que será realizada entre os dias 15 e 30 de junho de 2013



Em evento no Rio de Janeiro, com a presença do secretário-geral Jérôme Valcke, Bebeto e Aldo Rebelo, ministro do Esporte, a Fifa e o Comitê Organizador Local (COL) anunciaram, na manhã desta quarta-feira, a tabela da Copa das Confederações. Como no Mundial de 2014, a seleção brasileira só jogará no Maracanã caso chegue à decisão da competição, que será realizada no Brasil entre os dias 15 e 30 de junho de 2013. Ronaldo não compareceu à coletiva.

A abertura será no dia 15 de junho, às 16h, no Estádio Nacional Mané Garrincha, na capital federal. Depois, o Brasil entra em campo em 19 de junho, em Fortaleza, às 16h. O último jogo da primeira fase será em Salvador, dia 22 de junho, também às 16h. Se passar em primeiro do Grupo A, a Seleção joga a semifinal em 26 de junho em Belo Horizonte, às 16h. Caso seja o segundo colocado, a partida será no Castelão, no mesmo horário, mas um dia depois. A decisão do dia 30 de junho está marcada para as 19hno Rio de Janeiro. Somente a disputa pelo terceiro lugar, na Fonte Nova, no dia da final, será às 13h. Todos os horários acima são de Brasília.



Brasília terá apenas uma partida em toda a competição. A tabela apresentada conta com jogos em Recife e Salvador, mas as duas cidades ainda esperam confirmação da Fifa apenas em novembro sobre a participação no torneio (as tabelas com quatro ou cinco sedes não foram divulgadas).

- Este evento é mais que um mero aperitivo para o que vem em 2014. Ele é um teste operacional importante para o país e para as sedes, mas ao mesmo tempo ele apresenta um futebol do mais alto nível. Isto também se refletiu em uma pesquisa recente mostrando que 64% dos brasileiros querem estar no estádio durante o evento de 2013, quase os mesmos 66% dos interessados em ir à Copa do Mundo um ano mais tarde. Sem falar na impressionante consciência do evento por parte de 87% dos brasileiros - disse Valcke, que participou de seu primeiro evento no Brasil desde a polêmica sobre o "chute no traseiro" em março.


Logo da Copa das Confederações tem um
sabiá-bandeira

Alguns governadores marcaram presença no evento no Rio de Janeiro. Jaques Wagner, da Bahia, Agnelo Queiroz, de Brasília, Eduardo Campos, de Pernambuco, estiveram ao lado de outros representantes dos demais estados confirmados na competição.

A Copa das Confederações terá oito seleções divididas em dois grupos. Os dois primeiros de cada um avançam às semifinais. O sorteio das chaves será em São Paulo, no dia 1º de dezembro. Os ingressos começarão a ser vendidos pouco depois.

- As seis cidades que sediarão a Copa das Confederações da FIFA não só serão portas de entrada para um grande espetáculo de futebol, como também mostrarão a grandeza do Brasil e a capacidade do país e do povo brasileiro de honrarem os seus compromissos. Estou muito confiante de que teremos um evento à altura do padrão que os brasileiros e o mundo todo esperam - afirmou Aldo.

Até o momento, estão confirmados na Copa das Confederações o Uruguai (campeão da Copa América 2011), o México (venceu a Copa Ouro 2011, da Concacaf), o Japão (vencedor da Copa da Ásia 2011), o Brasil (país sede) e a Espanha (campeã mundial). Os demais serão os campeões da Copa Africana de Nações de 2013, da UEFA Euro 2012 e da Copa da Oceania de 2012.
Além disso, o COL e a Fifa anunciaram a Wiseup, escola de idiomas, como novo patrocinador nacional para a Copa do Mundo. A Globo Marcas também foi confirmada como parceira oficial da Fifa para comercializar produtos da competição.














http://globoesporte.globo.com/futebo...gue-final.html
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #134  
Old Posted May 30, 2012, 4:16 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 5,641
Só um jogo que m3rd4...
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #135  
Old Posted May 31, 2012, 1:01 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 5,926
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
Só um jogo que m3rd4...
E viva o lobby do cartel hoteleiro, da pseudo ong urbanistas por Brasília, IPHAN e MP via Prourb. Anotem aí, se o GDF não fizer nada para liberar área para novos hotéis e não para residenciais com serviços a lá HPLUS, vamos passar a maior vergonha a nivel mundial de todos os tempos, e aí que iremos virar motivo de chacota, agora a nivel planetário.
Reply With Quote
     
     
  #136  
Old Posted Jun 6, 2012, 12:24 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 5,641
Presidente Dilma Rousseff sanciona a Lei Geral da Copa



De acordo com a Casa Civil, houve quatro vetos. Texto final será publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira



A presidente Dilma Rousseff sancionou, no final da tarde desta terça-feira, com quatro vetos, a Lei Geral da Copa, que define as regras estabelecidas pelo governo para a realização do Mundial de 2014 no Brasil. O texto final, com a explicação dos trechos vetados pela presidente, será publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira.. O projeto foi aprovado pelo Congresso Nacional no início de maio, após tramitação conturbada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal.

A liberação da venda de bebida alcoólica nos estádios foi a principal polêmica que envolveu os debates da Lei Geral. De acordo com o texto aprovado no Congresso, ficaria suspenso no período da Copa das Confederações de 2013 e da Copa do Mundo de 2014 o artigo do Estatuto do Torcedor que proíbe a permanência nos estádios de "bebidas ou substâncias proibidas ou suscetíveis de gerar ou possibilitar a prática de atos de violência", liberando, assim, a venda.

No entanto, mesmo que a suspensão do artigo do Estatuto do Torcedor tenha sido mantida pela presidente Dilma, ainda não será possível garantir a comercialização de cerveja nos jogos da Copa. Isso porque, no entendimento dos parlamentares que elaboraram o texto, a entidade ainda terá que negociar a questão com cada um dos estados que receberão as partidas, já que há leis estaduais sobre o tema no Rio de Janeiro, em São Paulo, em Pernambuco e no Rio Grande do Sul. Em Fortaleza, há uma lei municipal sobre o assunto.












http://globoesporte.globo.com/futebo...l-da-copa.html
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #137  
Old Posted Jun 6, 2012, 1:05 AM
Similar Similar is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 164
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
E viva o lobby do cartel hoteleiro, da pseudo ong urbanistas por Brasília, IPHAN e MP via Prourb. Anotem aí, se o GDF não fizer nada para liberar área para novos hotéis e não para residenciais com serviços a lá HPLUS, vamos passar a maior vergonha a nivel mundial de todos os tempos, e aí que iremos virar motivo de chacota, agora a nivel planetário.
E aquele terreno igual ao do Brasil 21, situado no Setor Hoteleiro Norte, vai mesmo ter alguma coisa?
Reply With Quote
     
     
  #138  
Old Posted Jun 7, 2012, 9:23 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 5,641
Lei veta ingresso popular e libera meia-entrada na Copa


A presidente Dilma Rousseff sancionou, com quatro vetos, a Lei Geral da Copa. O texto final da sanção e a razão dos vetos, definidos na última terça-feira, foram publicados nesta quarta no Diário Oficial da União. E os principais pontos do texto foram o veto dos ingressos populares em jogos da seleção brasileira e a liberação da meia-entrada para estudantes nas partidas do Mundial de 2014, que será no Brasil.

Entre os vetos, está o que permitia a venda de no mínimo 10% do total de ingressos de cada partida da seleção brasileira para a chamada categoria 4 (popular). O argumento é de que o dispositivo criaria dificuldades para operacionalização, não sendo possível definir previamente qual partida estará sujeita a essa condição.

A meia-entrada continua liberada nos jogos da Copa do Mundo. A presidente vetou o parágrafo 9.º do artigo 26 que previa que qualquer lei estadual ou municipal a respeito de ingressos estaria suspensa durante o Mundial.

A justificativa é que, se a meia-entrada para estudantes e idosos fosse suspensa durante a Copa, seria algo contrário à Constituição. "Ademais, lei federal que suspenda gratuidades e descontos previstos em normas de Estados e Municípios pode representar violação ao pacto federativo", informa o Diário Oficial.

Já a polêmica questão sobre a venda de bebidas alcoólicas nos estádios não foi alterada, como já era previsto. A Fifa, porém, deverá ter de negociar a liberação com Estados e municípios que têm leis específicas que impedem a comercialização de bebidas alcoólicas em arenas esportivas. No caso, há lei estaduais desta ordem no Rio, Rio Grande do Sul, em São Paulo e Pernambuco, enquanto em Fortaleza existe uma lei municipal que ainda discute o tema.

A Lei Geral da Copa foi a causa de um dos maiores atritos entre Fifa e o governo. Acabou aprovada pela Câmara no final de março e pelo Senado em 9 de maio. O texto define regras sobre o direito à meia-entrada, a exploração comercial de produtos ligados ao evento e o acesso de estrangeiros ao País, entre outros temas.










http://www.maiscomunidade.com/conteu...NA-COPA.pnhtml
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #139  
Old Posted Jun 9, 2012, 7:44 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 5,641
TCU: custo da Copa cresceu 9% e orçamento atual é de R$ 27,4 bilhões




Valor dos estádios teve crescimento de R$ 84 milhões entre março e junho



O Tribunal de Contas da União divulgou o levantamento de junho sobre o andamento das obras para a Copa do Mundo de 2014. Em comparação com o último relatório do Tribunal, de março, o custou total aumentou em 9%, passando de R$ 25 bilhões para R$ 27,4 bilhões. O documento é baseado nas informações passadas do governo federal e nas fiscalizações realizadas pelo próprio TCU.

Os números divulgados são praticamente os mesmos apresentados em maio pelo governo federal no terceiro balanço da Copa (veja a íntegra no final do texto). O principal motivo da diferença de R$ 27,1 bilhões do balanço do governo para os R$ 27,4 bilhões do TCU foi a inclusão dos investimentos em telecomunicações no valor de R$ 371 milhões.

Além de consolidar gastos previstos, o relatório do Tribunal também alerta para o fato de que o custo do Mundial ainda deve crescer. Isso porque, faltam serem incluídos gastos com áreas como turismo, segurança e saúde. No documento, o ministro do TCU Valmir Campelo fala em investimentos totais (origem federal, estadual, municipal e privada) na casa dos R$ 33 bilhões.


Dados do levantamento do TCU de junho: total de R$ 27,4 bilhões para a Copa de 2014 (Foto: Divulgação)


Aumento em três meses

Na comparação entre os relatórios de março e de junho do TCU, fica confirmado o aumento nos custos em todas as áreas analisadas: estádios, aeroportos, portos e mobilidade urbana. A maior diferença foi registrada nos investimentos do setor de mobilidade, que passou de de R$ 10,9 bilhões para R$ 12,04 bilhões.

No caso dos estádios e arenas da Copa, o crescimento do valor total apontado pelo TCU foi baixo: passou de R$ 6,69 bilhões para 6,77 bilhões. Um dos estádios em que houve maior aumento foi o Mineirão, que foi de R$ 677 milhões para R$ 695 milhões. Já a previsão de gastos com a reforma do Maracanã foi uma das que sofreu redução, passando de R$ 859,9 milhões para R$ 808,4 milhões.

Fiscalização gera economia

De acordo com o relatório do TCU, o trabalho de fiscalização do órgão já resultou em uma economia de aproximadamente R$ 500 milhões aos cofres públicos, com ações práticas como a redução de mais de R$ 97 milhões no orçamento da reforma do Maracanã e de R$ 86,5 milhões na reconstrução da Arena Amazonas.

Também foram sanadas irregularidades em editais de licitação em aeroportos e portos que estão sendo reformados ou construídos para Copa. A economia nestes setores gira em torno de R$ 207 milhões e R$ 105,9 milhões, respectivamente. De acordo com o TCU, todo o trabalho foi feito sem paralisar as obras, com ações preventivas que identificam as irregularidades antes da consumação.







http://globoesporte.globo.com/futebo...4-bilhoes.html
__________________
Compartilhe o Conhecimento.
Reply With Quote
     
     
  #140  
Old Posted Jun 10, 2012, 9:47 PM
Similar Similar is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 164
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
TCU: custo da Copa cresceu 9% e orçamento atual é de R$ 27,4 bilhões




Valor dos estádios teve crescimento de R$ 84 milhões entre março e junho



O Tribunal de Contas da União divulgou o levantamento de junho sobre o andamento das obras para a Copa do Mundo de 2014. Em comparação com o último relatório do Tribunal, de março, o custou total aumentou em 9%, passando de R$ 25 bilhões para R$ 27,4 bilhões. O documento é baseado nas informações passadas do governo federal e nas fiscalizações realizadas pelo próprio TCU.

Os números divulgados são praticamente os mesmos apresentados em maio pelo governo federal no terceiro balanço da Copa (veja a íntegra no final do texto). O principal motivo da diferença de R$ 27,1 bilhões do balanço do governo para os R$ 27,4 bilhões do TCU foi a inclusão dos investimentos em telecomunicações no valor de R$ 371 milhões.

Além de consolidar gastos previstos, o relatório do Tribunal também alerta para o fato de que o custo do Mundial ainda deve crescer. Isso porque, faltam serem incluídos gastos com áreas como turismo, segurança e saúde. No documento, o ministro do TCU Valmir Campelo fala em investimentos totais (origem federal, estadual, municipal e privada) na casa dos R$ 33 bilhões.


Dados do levantamento do TCU de junho: total de R$ 27,4 bilhões para a Copa de 2014 (Foto: Divulgação)


Aumento em três meses

Na comparação entre os relatórios de março e de junho do TCU, fica confirmado o aumento nos custos em todas as áreas analisadas: estádios, aeroportos, portos e mobilidade urbana. A maior diferença foi registrada nos investimentos do setor de mobilidade, que passou de de R$ 10,9 bilhões para R$ 12,04 bilhões.

No caso dos estádios e arenas da Copa, o crescimento do valor total apontado pelo TCU foi baixo: passou de R$ 6,69 bilhões para 6,77 bilhões. Um dos estádios em que houve maior aumento foi o Mineirão, que foi de R$ 677 milhões para R$ 695 milhões. Já a previsão de gastos com a reforma do Maracanã foi uma das que sofreu redução, passando de R$ 859,9 milhões para R$ 808,4 milhões.

Fiscalização gera economia

De acordo com o relatório do TCU, o trabalho de fiscalização do órgão já resultou em uma economia de aproximadamente R$ 500 milhões aos cofres públicos, com ações práticas como a redução de mais de R$ 97 milhões no orçamento da reforma do Maracanã e de R$ 86,5 milhões na reconstrução da Arena Amazonas.

Também foram sanadas irregularidades em editais de licitação em aeroportos e portos que estão sendo reformados ou construídos para Copa. A economia nestes setores gira em torno de R$ 207 milhões e R$ 105,9 milhões, respectivamente. De acordo com o TCU, todo o trabalho foi feito sem paralisar as obras, com ações preventivas que identificam as irregularidades antes da consumação.







http://globoesporte.globo.com/futebo...4-bilhoes.html


Brasília com o menor valor em mobilidade urbana, sendo que este é nosso maior problema de infraestrutura. Qual é a lógica?
Reply With Quote
     
     
This discussion thread continues

Use the page links to the lower-right to go to the next page for additional posts
 
 
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Notícias do Brasil - Imprensa Nacional
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 12:15 AM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.