HomeDiagramsDatabaseMapsForumSkyscraper Posters
     

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte

Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #3901  
Old Posted Dec 20, 2017, 10:50 AM
salengasss salengasss is offline
Registered User
 
Join Date: May 2011
Posts: 1,032
"Com a aprovação do texto pelos distritais, o Executivo local espera aumentar as malhas aéreas do JK a partir do mês de junho. Os primeiros destinos serão Miami e Orlando, nos Estados Unidos; Buenos Aires, na Argentina; e Santiago, no Chile."

Está passado de hora de termos este voo para o Chile.
Reply With Quote
     
     
  #3902  
Old Posted Dec 20, 2017, 11:31 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 18,412
Quote:
Originally Posted by salengasss View Post
"Com a aprovação do texto pelos distritais, o Executivo local espera aumentar as malhas aéreas do JK a partir do mês de junho. Os primeiros destinos serão Miami e Orlando, nos Estados Unidos; Buenos Aires, na Argentina; e Santiago, no Chile."

Está passado de hora de termos este voo para o Chile.
Sei não Sale, muito nebuloso isso, pois advinha, o que adiantou fazer isso agora no apagar das luzes do ano de 2018, o aeroporto sem expansão, sequer tem aprovação para aeronaves classe F, e decisões de empresas aéreas não leva 6 meses, leva-se 1 ano para se decidir, se vier algo agora será apenas da LATAM que nem leva em consideração esse papo de abaixar imposto de querosene. O negócio é simples, a ANAC liberar e se tiver com todas as posições de voos internacionais esgotadas, acabou, não tem mimimi, já era, aí terá de entrar em acordo bilateral, e fim de governo no Brasil, isso não rola.
Reply With Quote
     
     
  #3903  
Old Posted Dec 20, 2017, 12:40 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 18,412
Tap terá novos voos para Brasil e Florença em 2018


A Tap Air Portugal adicionará seis novos voos para o Brasil em 2018, sendo quatro para São Paulo, um para Brasília e um para Belo Horizonte. A companhia também anunciou que está previsto mais um voo para Toronto, no Canadá; que começará a voar para Florença; e que ampliará suas operações no Porto.

Florença, na Itália, ganhará dez voos semanais da Tap a partir de Lisboa. A operação diária será realizada em dois horários diferentes. Confira abaixo como serão as novas operações.

Saída Horário Chegada Horário Frequência
Lisboa 07h05 Florença 10h50 Terças, quartas, sextas, sábados e domingos
Florença 11h35 Lisboa 13h35
Lisboa 15h50 Florença 19h35 Segundas, quintas, sextas, sábados e domingos
Florença 20h20 Lisboa 22h20

Além disso, a Tap anunciou um "forte crescimento" de suas operações em Porto, para 2018. O Aeroporto Francisco Sá Carneiro ganhará 41 novos semanais e novos destinos, como Milão, Barcelona, Londres e Ponta Delgada; a partir do dia 25 de março. De acordo com a aérea, "estes voos começarão a ser comercializados assim que estejam concluídos alguns detalhes operacionais".

A companhia aérea portuguesa ainda afirmou que pretende, no próximo ano, ligar Lisboa à capital da Mauritânia, Nouakchott. A operação ainda depende de autorizações governamentais.

Fonte: http://www.panrotas.com.br/noticia-t...18_152084.html
Reply With Quote
     
     
  #3904  
Old Posted Dec 20, 2017, 12:46 PM
Paulotrr's Avatar
Paulotrr Paulotrr is offline
Registered User
 
Join Date: Nov 2012
Posts: 269
Prezados, estou retornando depois de um longo período ... muitas viagens e outros compromissos ... mas espero não ficar tão distante novamente ...

Sobre as recentes notícias, alguns comentários:

1. A medida da Câmara Legislativa é positiva sim ! Antes tarde do que nunca ! Basta lembrar que Fortaleza tem um voo direto para Bogotá pela Avianca (só uma vez por semana, mas tem !) exatamente por conta de uma lei semelhante ...
2. No caso de BSB, considerando que GOL, LATAM e Avianca tem operações pesadas por aqui (independente de eventuais reduções que aconteceram nos últimos tempos), é inevitável que isso venha a provocar algumas movimentações interessantes. No setor de aviação a redução de custos em um hub prioritário é sempre bem-vinda. Mesmo que seja 1% ou 2% (quanto mais 5%) ... e mesmo que possa vir a acontecer alguma manobra do GDF ... que não creio que venha a acontecer, pois trata-se de um acordo como CONFAZ ... o buraco aqui é mais embaixo ...
3. A GOL já anunciou Miami e Orlando. A demora na implantação (só no final de 2018, se não me engano) decorre do fato de que a empresa depende do recebimento dos 737 Max ... que somente se iniciará ao longo do ano. Ressalte-se que a GOL retomou BSB como hub prioritário, e hoje tem mais presença que a própria LATAM, que antes reinava ...
4. A LATAM, que reiterou o interesse em reforçar GRU e BSB, vai tentar se aproveitar de alguma forma ... e isso pode significar sim o voo para Santiago. Outra possibilidade: a empresa pode vir a substituir a AA no voo para Miami ... A empresa anda meio perdida e perdendo espaço, e necessita urgentemente se reestruturar ... não vai perder a oportunidade de reduzir custos em um hub prioritário.
5. A Avianca também pode querer se aproveitar disso ... mas nesse caso tem que esperar para ver ... ela acabou de inaugurar GRU-NY e GIG-NY ... será que poderia haver um BSB-Bogotá ? Para reduzir custos, vale qualquer coisa ... principalmente considerando a presença dela em BSB.
6. Agora ... é óbvio que isso não representará uma explosão de voos internacionais ... pelo menos no curto ou médio prazo ... mas que resultará em notícias interessantes, eu não tenho dúvidas ...

Agora, sobre as reformas e outras questões, algumas considerações:

1. Pesquisador, essa informação de que a Inframérica não dependeria de mais ninguém para começar as obras procede ? A história de que as reformas começariam a qualquer momento já se arrasta por um bom tempo ... tudo bem que nos últimos tempos os rumores aumentaram muito ... mas só isso ...
2. Em minha opinião BSB perdeu muitos voos, principalmente internacionais, por três motivos: (i) A crise econômica cobrou um preço sim. O mercado local perdeu poder aquisitivo e o número de passageiros em conexão também caiu ... de 2015 para cá perdemos 2 milhões de pax !; (ii) O fim das restrições em Congonhas foi terrível para BSB ! A perda de passageiros também decorre do fato de que as empresas voltaram com os voos nacionais mais longos para lá ... e o hub daqui perdeu força; e (iii) O governo local não correu atrás de conversar com as empresas ou com a Inframérica. Nenhuma estratégia foi trabalhada. Veja a atuação do Governo do Ceará com as empresas e a concessionária de FOR ... foram superagressivos e ganharam a Air France/KLM, entre outros.
3. Adicionalmente, dizem no mercado que a Inframérica também é uma negociadora “difícil”. Isso se reflete na busca por novos voos, nas decisões sobre as reformas, no relacionamento com parceiros ... enfim ... não sei até que ponto isso procede.
4. Também há que considerar outro complicador: a Infraero. Ela vai colocar dinheiro na reforma ? Parece que o conselho havia aprovado a alocação de recursos em alguns aeroportos nos quais ela é parceira. Mas não sei se BSB está no bolo ...
5. O fato de o aeroporto ainda não ser categoria F não é problema por enquanto ... ninguém pretende iniciar operações com Airbus 380 ou 747-800 em BSB tão cedo ... o próprio mercado internacional está questionando a validade dessas aeronaves, que hoje somente encontram justificativa em rotas de alta densidade ... ou subsidiadas (no caso da Emirates). Isso não é limitador do AIJK na realidade atual.
6. O fato é que a ampliação já deveria ter começado faz tempo. Vamos aguardar. Considerando a (lenta) retomada da economia e as últimas notícias, acredito que finalmente em 2018 algo acontecerá ... se alguém souber de algo novo, por favor, se manifeste ...
Reply With Quote
     
     
  #3905  
Old Posted Dec 20, 2017, 12:54 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 18,412
Quote:
Originally Posted by Paulotrr View Post
Prezados, estou retornando depois de um longo período ... muitas viagens e outros compromissos ... mas espero não ficar tão distante novamente ...

Sobre as recentes notícias, alguns comentários:

1. A medida da Câmara Legislativa é positiva sim ! Antes tarde do que nunca ! Basta lembrar que Fortaleza tem um voo direto para Bogotá pela Avianca (só uma vez por semana, mas tem !) exatamente por conta de uma lei semelhante ...
2. No caso de BSB, considerando que GOL, LATAM e Avianca tem operações pesadas por aqui (independente de eventuais reduções que aconteceram nos últimos tempos), é inevitável que isso venha a provocar algumas movimentações interessantes. No setor de aviação a redução de custos em um hub prioritário é sempre bem-vinda. Mesmo que seja 1% ou 2% (quanto mais 5%) ... e mesmo que possa vir a acontecer alguma manobra do GDF ... que não creio que venha a acontecer, pois trata-se de um acordo como CONFAZ ... o buraco aqui é mais embaixo ...
3. A GOL já anunciou Miami e Orlando. A demora na implantação (só no final de 2018, se não me engano) decorre do fato de que a empresa depende do recebimento dos 737 Max ... que somente se iniciará ao longo do ano. Ressalte-se que a GOL retomou BSB como hub prioritário, e hoje tem mais presença que a própria LATAM, que antes reinava ...
4. A LATAM, que reiterou o interesse em reforçar GRU e BSB, vai tentar se aproveitar de alguma forma ... e isso pode significar sim o voo para Santiago. Outra possibilidade: a empresa pode vir a substituir a AA no voo para Miami ... A empresa anda meio perdida e perdendo espaço, e necessita urgentemente se reestruturar ... não vai perder a oportunidade de reduzir custos em um hub prioritário.
5. A Avianca também pode querer se aproveitar disso ... mas nesse caso tem que esperar para ver ... ela acabou de inaugurar GRU-NY e GIG-NY ... será que poderia haver um BSB-Bogotá ? Para reduzir custos, vale qualquer coisa ... principalmente considerando a presença dela em BSB.
6. Agora ... é óbvio que isso não representará uma explosão de voos internacionais ... pelo menos no curto ou médio prazo ... mas que resultará em notícias interessantes, eu não tenho dúvidas ...

Agora, sobre as reformas e outras questões, algumas considerações:

1. Pesquisador, essa informação de que a Inframérica não dependeria de mais ninguém para começar as obras procede ? A história de que as reformas começariam a qualquer momento já se arrasta por um bom tempo ... tudo bem que nos últimos tempos os rumores aumentaram muito ... mas só isso ...
2. Em minha opinião BSB perdeu muitos voos, principalmente internacionais, por três motivos: (i) A crise econômica cobrou um preço sim. O mercado local perdeu poder aquisitivo e o número de passageiros em conexão também caiu ... de 2015 para cá perdemos 2 milhões de pax !; (ii) O fim das restrições em Congonhas foi terrível para BSB ! A perda de passageiros também decorre do fato de que as empresas voltaram com os voos nacionais mais longos para lá ... e o hub daqui perdeu força; e (iii) O governo local não correu atrás de conversar com as empresas ou com a Inframérica. Nenhuma estratégia foi trabalhada. Veja a atuação do Governo do Ceará com as empresas e a concessionária de FOR ... foram superagressivos e ganharam a Air France/KLM, entre outros.
3. Adicionalmente, dizem no mercado que a Inframérica também é uma negociadora “difícil”. Isso se reflete na busca por novos voos, nas decisões sobre as reformas, no relacionamento com parceiros ... enfim ... não sei até que ponto isso procede.
4. Também há que considerar outro complicador: a Infraero. Ela vai colocar dinheiro na reforma ? Parece que o conselho havia aprovado a alocação de recursos em alguns aeroportos nos quais ela é parceira. Mas não sei se BSB está no bolo ...
5. O fato de o aeroporto ainda não ser categoria F não é problema por enquanto ... ninguém pretende iniciar operações com Airbus 380 ou 747-800 em BSB tão cedo ... o próprio mercado internacional está questionando a validade dessas aeronaves, que hoje somente encontram justificativa em rotas de alta densidade ... ou subsidiadas (no caso da Emirates). Isso não é limitador do AIJK na realidade atual.
6. O fato é que a ampliação já deveria ter começado faz tempo. Vamos aguardar. Considerando a (lenta) retomada da economia e as últimas notícias, acredito que finalmente em 2018 algo acontecerá ... se alguém souber de algo novo, por favor, se manifeste ...
Belo texto mas..

No caso da Infraero pode esquecer, não vai colocar dinheiro algum, até mesmo porque, recentemente já estava tudo certo para injetar quase 1,5 bilhão no RIOGaleão mas.... recentemente vetou..

Quando no caso do aeroporto de Brasília, eu já estava suspeitando do GDF, o caso dele inventar agora querer fazer um aeroporto nos mesmos moldes do AIJK inclusive imitando a tal Cidade Aeroportuária, pode ter certeza, vai atrapalhar ainda mais.

No caso da Inframerica eu não sei em que pé está, no início do ano, ventilou-se a possibilidade de venda de parte da concessão para uma sócia, devemos salientar, a Inframerica teve de fazer desembolsos para comprar parte da ENGEVIX no aeroporto, com certeza isso, fez a concessionária tirar dinheiro que seria para expansão para essa aquisição.

Vamos ver no que vai dar, agora não confio na GOL e AVIANCA. E no caso da AA eu acho dificil ela sair de Brasília, mesmo com o sucatão dele, está atendendo a cidade, bem diferente das demais, que falaram e tal que iriam atender e nada.

Veja a TAP, já vai inaugurar mais um voo de Brasília para Portugal, somente espero que a LATAM compra eles, pois se a Azul comprar, adeus voo para Portugal.
Reply With Quote
     
     
  #3906  
Old Posted Dec 20, 2017, 1:20 PM
Paulotrr's Avatar
Paulotrr Paulotrr is offline
Registered User
 
Join Date: Nov 2012
Posts: 269
Apenas atualizando suas notícias:

1. No caso do Galeão, a não alocação de recursos foi uma manobra política do partido que comanda a Infraero ... eles acabaram com a privatização de Congonhas e agora sonham em reestatizar o Galeão ... para fazer caixa para o partido. Existe risco de fazerem o mesmo em BSB ? Não sabemos ... mas a situação financeira por aqui é bem menos crítica que no GIG ... esse sim está com a corda no pescoço ...

2. Não haverá novo aeroporto em BSB tão cedo ... segundo informações, o plano diretor aeroportuário (exigido pelas autoridades aeronáuticas do país) jamais foi realizado e o GDF não teria como bancar. Sempre existiram iniciativas para tentar viabilizar o novo aeroporto, mas ISSO NÃO ACONTECERÁ TÃO CEDO. Nenhum empreendedor privado colocará dinheiro nisso na atual conjuntura da cidade e do país. E o aeródromo Botelho continuará sendo o que sempre foi ... um aeródromo para aeronaves pequenas e aviação executiva. A ANAC e o Comando da Aeronáutica têm regras técnicas muito claras que impedem qualquer outra coisa sob uma perspectiva de operações aéreas ... Se quiserem construir outra coisa no local ... é por conta e risco, e desde que seja apenas comercial (sem muito apelo, considerando a localização). Qualquer pessoa com formação mínima em engenharia sabe que o Botelho jamais comportará outro tipo de operação aérea mais “densa”. As especulações que existem dentro do GDF sobre o tema de um novo aeroporto são, nesse momento, pensamentos desprovidos de embasamento técnico profundo, uma vez que não há nenhum consultor de alto nível trabalhando de forma dedicada sobre o tema. Levará anos, senão décadas, para que surja em BSB algum aeródromo que venha a impactar as operações do AIJK, sejam aéreas ou comerciais.

3. Pois é ... a Inframérica é uma “caixa preta” ... não se arranca nada dela. De fato, eles se descapitalizaram para comprar a parte da Engevix e não arrumaram outro parceiro. E aí não se sabe a situação atual ...

4. A GOL já fez a parte dela !!! Anunciar Miami e Orlando, e começar a operar, será o suficiente. Sobre a Avianca ... tem que esperar para ver. Sobre a AA, também tem gente especulando que trocará o sucatão 757 pelo 737 Max ... avião novo, porém com menos assentos.

5. Sobre a TAP, recomendo ver as últimas notícias: o David Neeleman JÁ COMPROU A TAP FAZ TEMPO (veja bem ... o proprietário da Azul, pessoa física ... e não a Azul pessoa jurídica). O que aconteceu é que o governo socialista de Portugal o procurou e fez um acordo, de forma a manter algum controle. Aparentemente, o governo manteve o controle acionário ... e as decisões serão tomadas em conjunto.

Last edited by Paulotrr; Dec 20, 2017 at 2:11 PM.
Reply With Quote
     
     
  #3907  
Old Posted Dec 20, 2017, 3:31 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 18,412
Quote:
Originally Posted by Paulotrr View Post
Apenas atualizando suas notícias:

1. No caso do Galeão, a não alocação de recursos foi uma manobra política do partido que comanda a Infraero ... eles acabaram com a privatização de Congonhas e agora sonham em reestatizar o Galeão ... para fazer caixa para o partido. Existe risco de fazerem o mesmo em BSB ? Não sabemos ... mas a situação financeira por aqui é bem menos crítica que no GIG ... esse sim está com a corda no pescoço ...

2. Não haverá novo aeroporto em BSB tão cedo ... segundo informações, o plano diretor aeroportuário (exigido pelas autoridades aeronáuticas do país) jamais foi realizado e o GDF não teria como bancar. Sempre existiram iniciativas para tentar viabilizar o novo aeroporto, mas ISSO NÃO ACONTECERÁ TÃO CEDO. Nenhum empreendedor privado colocará dinheiro nisso na atual conjuntura da cidade e do país. E o aeródromo Botelho continuará sendo o que sempre foi ... um aeródromo para aeronaves pequenas e aviação executiva. A ANAC e o Comando da Aeronáutica têm regras técnicas muito claras que impedem qualquer outra coisa sob uma perspectiva de operações aéreas ... Se quiserem construir outra coisa no local ... é por conta e risco, e desde que seja apenas comercial (sem muito apelo, considerando a localização). Qualquer pessoa com formação mínima em engenharia sabe que o Botelho jamais comportará outro tipo de operação aérea mais “densa”. As especulações que existem dentro do GDF sobre o tema de um novo aeroporto são, nesse momento, pensamentos desprovidos de embasamento técnico profundo, uma vez que não há nenhum consultor de alto nível trabalhando de forma dedicada sobre o tema. Levará anos, senão décadas, para que surja em BSB algum aeródromo que venha a impactar as operações do AIJK, sejam aéreas ou comerciais.

3. Pois é ... a Inframérica é uma “caixa preta” ... não se arranca nada dela. De fato, eles se descapitalizaram para comprar a parte da Engevix e não arrumaram outro parceiro. E aí não se sabe a situação atual ...

4. A GOL já fez a parte dela !!! Anunciar Miami e Orlando, e começar a operar, será o suficiente. Sobre a Avianca ... tem que esperar para ver. Sobre a AA, também tem gente especulando que trocará o sucatão 757 pelo 737 Max ... avião novo, porém com menos assentos.

5. Sobre a TAP, recomendo ver as últimas notícias: o David Neeleman JÁ COMPROU A TAP FAZ TEMPO (veja bem ... o proprietário da Azul, pessoa física ... e não a Azul pessoa jurídica). O que aconteceu é que o governo socialista de Portugal o procurou e fez um acordo, de forma a manter algum controle. Aparentemente, o governo manteve o controle acionário ... e as decisões serão tomadas em conjunto.
Agora essa iniciativa do GDF não sei se vai vingar. Exigir 5 voos internacionais diários e 50 voos domésticos diários como mínimo aceitável para as aéreas terem direito a ICMS de 7%.

Ai ficou meio confuso, uai é ICMS por empresa, para todas, mas exigência mínima acima descrita. Eu acho que é para cada uma, pois não tem como, ou então válido apenas para as empresas brasileiras, as internacionais estariam de fora desse novo regime de tributação.

Ai na verdade seriam

Avianca 5 INT e 50 DOM, Gol 5 INT e 50 DOM, LATAM 5 INT e 50 DOM e
Azul 5 INT e 50 DOM.

Totalizando 20 voos internacionais diários e 200 voos domésticos diários como mínimo... Isso que eu entendi da lei, posso estar equivocado ou redigiram errado na imprensa.
Reply With Quote
     
     
  #3908  
Old Posted Dec 20, 2017, 3:50 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 18,412
GOL prevê os primeiros voos para os Estados Unidos e seus horários - Brasília pode ser um hub


Fonte: http://www.aeroflap.com.br/gol-preve...-pode-ser-hub/
Reply With Quote
     
     
  #3909  
Old Posted Dec 20, 2017, 3:59 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 18,412
Hub de 2 voos, piada né. Eu não sei, muitas andam prometendo demais, mas eu tenho absoluta certeza que não vai sair nada.
Reply With Quote
     
     
  #3910  
Old Posted Dec 20, 2017, 5:44 PM
Paulotrr's Avatar
Paulotrr Paulotrr is offline
Registered User
 
Join Date: Nov 2012
Posts: 269
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
Agora essa iniciativa do GDF não sei se vai vingar. Exigir 5 voos internacionais diários e 50 voos domésticos diários como mínimo aceitável para as aéreas terem direito a ICMS de 7%.

Ai ficou meio confuso, uai é ICMS por empresa, para todas, mas exigência mínima acima descrita. Eu acho que é para cada uma, pois não tem como, ou então válido apenas para as empresas brasileiras, as internacionais estariam de fora desse novo regime de tributação.

Ai na verdade seriam

Avianca 5 INT e 50 DOM, Gol 5 INT e 50 DOM, LATAM 5 INT e 50 DOM e
Azul 5 INT e 50 DOM.

Totalizando 20 voos internacionais diários e 200 voos domésticos diários como mínimo... Isso que eu entendi da lei, posso estar equivocado ou redigiram errado na imprensa.
Você tem razão ... a notícia ficou confusa. Parece que estão aguardando a publicação oficial da Câmara Legislativa para esclarecer. Parece que seriam 5 voos internacionais por semana ... mas tem que aguardar para ter certeza.

Se for isso, a GOL já cumpriu a meta. Pelo menos a frequencia para Orlando é diária, ou seja, 7 voos por semana. Sobre os domésticos, minha opinião é que deve ser por semana também ... mas nunca se sabe ...
Reply With Quote
     
     
  #3911  
Old Posted Dec 21, 2017, 2:38 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 18,412
Quote:
Originally Posted by Paulotrr View Post
Você tem razão ... a notícia ficou confusa. Parece que estão aguardando a publicação oficial da Câmara Legislativa para esclarecer. Parece que seriam 5 voos internacionais por semana ... mas tem que aguardar para ter certeza.

Se for isso, a GOL já cumpriu a meta. Pelo menos a frequencia para Orlando é diária, ou seja, 7 voos por semana. Sobre os domésticos, minha opinião é que deve ser por semana também ... mas nunca se sabe ...
O estranho é, a Infraero não iria vender sua participação no aeroporto de Brasília? Uai porque não vende logo, se alega que não tem dinheiro, aí resolve o lado dela e também da concessionária.

Pois não adianta a Inframerica ter grana e não pode fazer o investimento sozinha.
Reply With Quote
     
     
  #3912  
Old Posted Dec 22, 2017, 8:47 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 18,412
ANAC assina Termo Aditivo que altera contrato do aeroporto de Brasília

Processo de alteração foi concluído na última quarta-feira (20)

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) assinou, nesta quarta-feira (20), o Termo Aditivo que prevê a reprogramação do fluxo de pagamento da outorga do contrato de concessão do Aeroporto Internacional de Brasília. A alteração do Contrato foi realizada nos termos da Lei nº 13.499, de 26 de outubro de 2017, e da Portaria nº 135, de 28 de março de 2017, do Ministério de Transportes, Portos e Aviação Civil.

A alteração do pagamento da outorga foi oficializada após a concessionária de Brasília recolher os valores pendentes da outorga no montante de R$ 557.084.441,59, ficando adimplente com todas as obrigações no contrato perante o Governo Federal. Com a alteração, a Inframerica recolheu a outorga antecipada na última quarta-feira (20), no valor de R$ 118.935.098,85.

As parcelas futuras da outorga fixa deverão ser recolhidas nos prazos e valores indicados abaixo, reajustados pelo IPCA acumulado de fevereiro de 2012 até o mês anterior à data de pagamento.

Os investimentos previstos continuam vigentes conforme o contrato assinado em 14/06/2012. Veja quais são os investimentos previstos aqui.



Data


Valor

24 de julho de 2018 - R$ 12.965.360,99 (doze milhões, novecentos e sessenta e cinco mil, trezentos e sessenta reais e noventa e nove centavos)

24 de julho de 2019 - R$ 180.045.300,00 (cento e oitenta milhões, quarenta e cinco mil e trezentos Reais)

24 de julho de 2020 - R$ 180.045.300,00 (cento e oitenta milhões, quarenta e cinco mil e trezentos Reais)

24 de julho de 2021 - R$ 180.045.300,00 (cento e oitenta milhões, quarenta e cinco mil e trezentos Reais)

24 de julho de 2022 - R$ 180.045.300,00 (cento e oitenta milhões, quarenta e cinco mil e trezentos Reais)

24 de julho de 2023 - R$ 180.045.300,00 (cento e oitenta milhões, quarenta e cinco mil e trezentos Reais)

24 de julho de 2024 - R$ 180.045.300,00 (cento e oitenta milhões, quarenta e cinco mil e trezentos Reais)

24 de julho de 2025 - R$ 180.045.300,00 (cento e oitenta milhões, quarenta e cinco mil e trezentos Reais)

24 de julho de 2026 - R$ 180.045.300,00 (cento e oitenta milhões, quarenta e cinco mil e trezentos Reais)

24 de julho de 2027 - R$ 180.045.300,00 (cento e oitenta milhões, quarenta e cinco mil e trezentos Reais)

24 de julho de 2028 - R$ 180.045.300,00 (cento e oitenta milhões, quarenta e cinco mil e trezentos Reais)

24 de julho de 2029 - R$ 180.045.300,00 (cento e oitenta milhões, quarenta e cinco mil e trezentos Reais)

24 de julho de 2030 - R$ 180.045.300,00 (cento e oitenta milhões, quarenta e cinco mil e trezentos Reais)

24 de julho de 2031 - R$ 180.045.300,00 (cento e oitenta milhões, quarenta e cinco mil e trezentos Reais)

24 de julho de 2032 - R$ 180.045.300,00 (cento e oitenta milhões, quarenta e cinco mil e trezentos Reais)

24 de julho de 2033 - R$ 180.045.300,00 (cento e oitenta milhões, quarenta e cinco mil e trezentos Reais)

24 de julho de 2034 - R$ 180.045.300,00 (cento e oitenta milhões, quarenta e cinco mil e trezentos Reais)

24 de julho de 2035 - R$ 262.156.269,13 (duzentos e sessenta e dois milhões, cento e cinquenta e seis mil, duzentos e sessenta e nova Reais e treze centavos)

24 de julho de 2036 - R$ 262.156.269,13 (duzentos e sessenta e dois milhões, cento e cinquenta e seis mil, duzentos e sessenta e nova Reais e treze centavos)

24 de julho de 2037 - R$ 262.156.269,13 (duzentos e sessenta e dois milhões, cento e cinquenta e seis mil, duzentos e sessenta e nova Reais e treze centavos)

fonte: http://www.anac.gov.br/noticias/anac...to-de-brasilia
Reply With Quote
     
     
  #3913  
Old Posted Dec 22, 2017, 8:53 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 18,412
Isso com um pouco de sobra de grana em 2018, será o ano de obras. Ainda mais que o terminal Internacional, não vai demorar 12 meses para estar pronto.
Reply With Quote
     
     
  #3914  
Old Posted Dec 24, 2017, 4:31 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 18,412
Piadas do dia, parte de uma certa entrevista...
Ligar Paris a Fortaleza abre um mercado estratégico', diz presidente da KLM

http://www1.folha.uol.com.br/mercado...e-da-klm.shtml
Reply With Quote
     
     
  #3915  
Old Posted Dec 26, 2017, 1:26 PM
fortescue fortescue is offline
Registered User
 
Join Date: Mar 2012
Posts: 132
Hard Rock desiste de Brasília e anuncia resort em Caldas Novas (GO)

Reply With Quote
     
     
  #3916  
Old Posted Dec 26, 2017, 6:14 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 18,412
Quote:
Originally Posted by fortescue View Post
A doideira continua...

http://www.curtamais.com.br/brasilia...il-em-brasilia
Reply With Quote
     
     
  #3917  
Old Posted Dec 26, 2017, 7:22 PM
Paulotrr's Avatar
Paulotrr Paulotrr is offline
Registered User
 
Join Date: Nov 2012
Posts: 269
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
Pois é ... por acaso estão diferenciando "hotel temático" de "hotel resort" ? As notícias são totalmente distintas ...
Reply With Quote
     
     
  #3918  
Old Posted Dec 26, 2017, 7:46 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 18,412
Quote:
Originally Posted by Paulotrr View Post
Pois é ... por acaso estão diferenciando "hotel temático" de "hotel resort" ? As notícias são totalmente distintas ...
De forma alguma, até mesmo porque, no caso do hotel do Aeroporto o Contrato está assinado, aguardando GDF liberar as obras.
Reply With Quote
     
     
  #3919  
Old Posted Jan 3, 2018, 12:08 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 18,412
Salas VIP de Brasília são as únicas da América Latina avaliadas no Priority Pass


O ranking internacional de salas VIP leva em consideração critérios como qualidade do espaço, conforto, ambientação e instalações de negócios

Como divulgado pelo M&E, a Priority Pass elegeu as melhores salas VIP de todo o mundo. E as Salas VIP do Aeroporto de Brasília, administradas pela Inframerica, recebeu, mais uma vez, a única avaliação da América Latina e Caribe de “Altamente Recomendada”. Este é o 3º ano consecutivo que as áreas VIPs são consideradas pelo maior programa de benefícios de Salas VIP do mundo, Priority Pass, como a mais indicada pelos usuários.

O ranking internacional de salas VIP leva em consideração critérios como qualidade do espaço, conforto, ambientação e instalações de negócios. “Para nós, a premiação significa o reconhecimento do esforço do Aeroporto de Brasília que é oferecer o melhor atendimento aos seus passageiros”, afirma o presidente da Inframerica, Jorge Arruda.

Fonte: http://www.mercadoeeventos.com.br/no...priority-pass/
Reply With Quote
     
     
  #3920  
Old Posted Jan 3, 2018, 12:12 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 18,412
Venda de participação em aeroportos deve gerar R$7 bi ao governo


Aeroporto de Brasília seria o mais valorizado entre os quatro aeroportos (Foto: Divulgação)

De acordo com matéria publicada pelo portal UOL, o governo federal pretende vender a participação da Infraero nos aeroportos que estão sob concessão. O negócio incluiria a fatia de 49% dos terminais de Guarulhos (SP), Galeão (RJ), Brasília (DF) e Confins (MG). A expectativa é de que a venda gere uma arrecadação aproximada de R$7 bilhões aos cofres públicos já no próximo ano.

Entre os aeroportos citados, o mais valorizado seria o de Brasília, por ser o que obteve o maior ganho de qualidade ao ser administrado pela iniciativa privada. Já o menos valorizado, de acordo com fonte ouvida pelo portal, seria o do Galeão, por conta das dificuldades da concessionária em honrar os compromissos contratuais e da mudança societária (Odrebrecht Transport vendeu ao grupo chinês HNA).

A venda da participação da Infraero vem para solucionar alguns problemas enfrentados pelo governo em relação aos terminais. Um deles é a contribuição com a outorga anual de concessão dos terminais, algo que a Infraero vem sendo incapaz de fazer. O segundo é o início do processo extinção, ou como já cogitou a Secretaria de Aviação Civil, abertura de capital da estatal.

Por fim, a venda poderia significar um salto de qualidade nos serviços prestados nos aeroportos, uma vez que a Infraero não vem sendo capaz de realizar grandes investimentos. A expectativa é de que as fatias do órgão sejam oferecidas aos atuais sócios dos aeroportos.

Fonte: http://www.mercadoeeventos.com.br/no...bi-ao-governo/
Reply With Quote
     
     
This discussion thread continues

Use the page links to the lower-right to go to the next page for additional posts
 
 
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 11:45 PM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2018, vBulletin Solutions, Inc.