HomeDiagramsDatabaseMapsForum About
     

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte


Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #1  
Old Posted Aug 1, 2013, 2:40 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,944
Transporte Terrestre Brasil - Movimentações do Setor

Transporte Terrestre Brasil - Movimentações do Setor

Thread referente as obras nas estradas, bem como de implantação de pedágios e concessões.
Reply With Quote
     
     
  #2  
Old Posted Aug 1, 2013, 2:43 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,944
TCU libera editais para dois primeiros lotes de leilões de rodovias federais

O TCU (Tribunal de Contas da União) liberou nesta quarta-feira (31) a publicação dos editais para os leilões de concessão dos dois primeiros lotes de rodovias federais. As concessões são uma das estratégias centrais do governo para resgatar a confiança de investidores e estimular a retomada de um crescimento econômico mais robusto.

Os dois primeiros lotes referem-se à BR-262 (ES-MG), com 376 km, e à BR-050 (MG-GO), com 426 km. Além desses, o governo planeja leiloar outros cinco trechos. Ao todo, 5.748 km serão concedidos à iniciativa privada nessa etapa de concessões de estradas.

Na semana passada, o governo definiu que realizará os dois primeiros leilões no próximo dia 18 de setembro. As rodovias serão concedidas pelo período de 30 anos. Ganha a disputa a empresa, ou consórcio, que apresentar a menor tarifa de pedágio. As duas primeiras rodovias licitadas neste ano terão tarifa básica de pedágio variando entre R$ 7,10 e R$ 9,90 na BR-282, e entre R$ 4,30 e R$ 7,30 na BR-050. A receita tarifária total, prevista no plano de concessão das duas rodovias, é de R$ 18 bilhões, enquanto o investimento total das empresas vencedoras chegará a R$ 5,1 bilhões.

Os leilões de concessões rodoviárias juntam-se a outros leilões pretendidos pelo governo neste segundo semestre na área aeroportuária, e também em relação ao pré-sal. O governo tem sofrido forte pressão de empresários por melhores taxas de retorno e condições de financiamento.

Pelo modelo acertado pelo governo, até 70% dos projetos poderão ser financiados junto a bancos públicos e privados, com prazo de 25 anos. As empresas terão uma taxa de retorno de 7,2%. Embora já esteja acima do 5,5% previsto inicialmente, as empresas do setor desejavam uma taxa maior, acima dos 8%.

As minutas dos editais e dos contratos de concessão, que vinham sendo analisadas, foram aprovadas sem ressalvas pelo ministro-relator Augusto Sherman. Mas o ministro José Jorge alertou para a necessidade de um acompanhamento constante da concessão.

Citando casos anteriores, em que rodovias foram privatizadas, disse que é comum que usuários paguem por pedágio em rodovias que ainda não foram beneficiadas por melhorias.

Pelas regras da licitação, no entanto, os pedágios só poderão ser cobrados dos usuários depois de 10% de conclusão das obras de duplicação previstas. Essas obras precisam ser completamente concluídas em um prazo de cinco anos.

A regra é mais rígida que a praticada atualmente, que permite início da cobrança a partir do sexto mês de obras, independentemente do percentual concluído do cronograma.

Fonte
Reply With Quote
     
     
  #3  
Old Posted Sep 4, 2013, 8:20 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,950
Brasil precisa de R$800 bilhões de investimento em transporte, alerta setor



Grande produtor de alimentos e matérias-primas, o país paga entre 20% e 25% de custo extra com logística devido às insuficiências em estradas, portos e aeroportos


O Brasil precisa investir 800 bilhões de reais para superar seu déficit de infraestrutura de transporte que "trava o crescimento econômico" do país, disse nesta quarta-feira (4/9) o presidente da Confederação Nacional do Transporte, Clesio Andrade.

"A falta de infraestrutura de transporte está dificultando o crescimento econômico", afirmou Andrade em uma entrevista com correspondentes. "O país precisa investir pelo menos 800 bilhões de reais em infraestrutura de transporte e logística", um quarto desse valor em mobilidade urbana, explicou.

Grande produtor de alimentos e matérias-primas, o país paga entre 20% e 25% de custo extra com logística devido às insuficiências em estradas, portos e aeroportos, explicou.

A deficiência de transporte público nas grandes cidades é outro grande problema, em um país que coloca mais de 3,5 milhões de carros novos em circulação em suas ruas por ano. O setor aposta nas multimilionárias licitações previstas pelo governo para este ano.

O governo da presidente Dilma Rousseff pretende lançar um pacote de licitações que contempla 12 trechos de ferrovias de carga, melhoras em 16 grandes portos, a duplicação de quatro estradas nacionais e a concessão dos aeroportos do Galeão no Rio de Janeiro e Confins em Belo Horizonte.

No total, são investimentos que alcançam 205 bilhões de reais. O Brasil também anunciou um pacote de 50 bilhões de reais para mobilidade urbana.

"São bons projetos; não solucionan a questão da infaestrutura de transportes, mas são um avanço para o Brasil", destacou Andrade, também senador do Partido do Movimento Democrático (PMDB), aliado do governo. "Percebemos que existe um grande interesse do investimento estrangeiro" nessas grandes licitações, afirmou.

Contudo, também criticou a lentidão do Executivo em fazer esses projetos avançar, assim como "problemas de burocracia, conflitos entre os organismos" e os requerimentos governamentais que possam coibir o interesse do investimento privado.

Segundo a CNT, no Brasil existem 1,7 milhão de km de estradas, mas apenas 202.000 km têm asfalto e apenas 5.000 km de suas estradas nacionais são de pista dupla.












http://www.correiobraziliense.com.br...ta-setor.shtml
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #4  
Old Posted Sep 5, 2013, 4:37 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,950
Projetos rodoviários vão pagar menos por empréstimos


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) deve reduzir de 0,75% para 0,50% o spread (taxa de remuneração) cobrado no repasse de recursos para projetos de infraestrutura rodoviária, segundo apurou o Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado. A medida, prevista para vigorar nas licitações de rodovias que o governo pretende realizar ainda este mês, é mais um esforço para garantir a atratividade do leilão marcado para o próximo dia 18.

O banco de fomento estatal irá repassar a outras instituições financeiras, a um custo mais baixo, os recursos que financiarão as obras.

Entre os bancos repassadores estão outras instituições públicas, como a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil. As duas instituições defendiam o repasse apenas da taxa de juros de longo prazo (TJLP) com spread zero. O BNDES, por sua vez, resistia à redução da taxa. "Todo repasse de recursos tem um custos, de capital e administrativo", diz uma fonte do governo. No fim, foi acertado o meio termo.

O Estado informou, no domingo, que o governo vai duplicar 682,6 km de rodovias com recursos públicos, do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e depois entregá-los aos concessionários.

Ferrovias. O spread diferenciado do banco, com diminuição do mesmo porte, deve ser aplicado também a projetos ferroviários, dentro das mudanças que estão sendo promovidas para tornar viável a licitação da malha. Segundo fonte ouvida pelo Broadcast, a ideia é que as ferrovias sigam um modelo de concessão semelhante ao de Parcerias Público-Privadas.

Depois de um ano do lançamento do programa de licitação de ferrovias, o governo admitiu que a falta de credibilidade da estatal Valec seria um fator impeditivo à realização dos leilões. E decidiu criar a Empresa Brasileira de Ferrovias (EBF), que não terá atribuição de tocar obras. Vai prestar assessoria técnica dos ministérios dos Transportes e da Fazenda.

"A nova empresa vai entender melhor desses projetos e pode ajudar nessa transição para um Brasil mais ferroviário", disse uma fonte, que preferiu não fazer projeções sobre a viabilidade de formatação de um leilão para este ano. "É preferível acertar o modelo de forma consistente. Mas, pode demorar", desconversou. Ontem, o ministro dos Transportes, César Borges, afirmou que o cronograma de licitações não será afetado.

"Essa medida provisória trará detalhes para adaptação da Valec a essa nova realidade já que atualmente a empresa não tem as atribuições necessárias para comprar e vender capacidade dessas linhas. Essa mudança já poderia ter sido feita desde o lançamento do programa, mas agora estamos concluindo o texto para que tudo já esteja pronto quando as ferrovias forem licitadas", disse o ministro.

Borges afirmou ainda que a nova empresa terá um "caixa robusto". "Já colocamos R$ 15 bilhões na Valec e esse caixa será repassado à EBF", completou. A nova estatal terá também outro foco. Vai ser especializada em avaliar demanda.

O coordenador de Economia Aplicada da Fundação Getúlio Vergas (FGV) Armando Castelar criticou a proposta do governo de criar uma estatal em substituição à Valec, durante seminário, no Rio. "Quanto mais se cria penduricalhos, mais se amplia o risco", avalia o pesquisador.





http://www.abifer.org.br/Noticia_Det...odi=13809&tp=1
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #5  
Old Posted Sep 8, 2013, 11:39 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,950
Concessões do governo começam a sair do papel



Um ano depois de ser lançado como uma das alternativas para impulsionar a economia, o programa de concessões na área de transporte começa a sair do papel na próxima semana, com o primeiro dos mais de cem leilões previstos para o setor.

As concessões das rodovias BR-050 (GO/MG) e BR-262 (MG/ES) serão disputadas na Bovespa a partir do dia 18.

O início das licitações pode ajudar o governo a melhorar, em 2014, o fluxo de investimentos. Não tanto pelo que será feito de obra no ano que vem (os primeiros anos de concessão começam com percentuais baixos de execução), mais pelo ânimo que pode injetar em investidores, de certa forma ressabiados com atitudes pouco amistosas do governo com o setor.

Regras mais flexíveis de financiamento e melhoria nos preços de pedágio devem atrair as grandes empresas.

Em outubro, outra rodovia (BR-101/BA) também deverá ser leiloada. Logo depois, os aeroportos de Galeão (RJ) e Confins (MG) também prometem uma disputa acirrada.

Questões jurídicas ameaçam o leilão de mais de uma centena de terminais portuários, apesar do forte interesse.

Os 13 leilões de ferrovias devem ficar no papel. O governo já fez todo tipo de mudança e foi até a China buscar quem salve o modelo traçado, considerado inconsistente.










http://www1.folha.uol.com.br/mercado...do-papel.shtml
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #6  
Old Posted Sep 8, 2013, 12:58 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,944
Será muito bom ir para Uberlândia em pista duplicada.
Reply With Quote
     
     
  #7  
Old Posted Sep 9, 2013, 4:29 PM
fabiano's Avatar
fabiano fabiano is offline
Registered User
 
Join Date: May 2013
Location: Brasília
Posts: 2,046
DF tem 255 km de ciclovias e ciclofaixas, mas ciclistas, pedestres e motoristas não entendem as regras

O Distrito Federal já conta com 170 km de ciclovias e 85 km de ciclofaixas, totalizando 255 km de pistas destinadas a bicicletas. O problema, segundo ciclistas e a ONG Rodas da Paz, é que motoristas e pedestres ainda não entendem a sinalização e onde só deveria haver “bikes” circulando há pedestres e muitas vezes, a preferência dos ciclistas não é respeitada pelos motoristas.

Para chegar a essa quantidade de quilômetros de ciclovias e ciclofaixas, o GDF (Governo do Distrito Federal) já desembolsou quase R$ 56 milhões em obras. Apesar da quantia gasta, não houve investimento suficiente em campanhas educativas, que é o maior entrave para o não entendimento das regras, segundo a ONG.

De acordo com o presidente da entidade, Jonas Bertucci, é necessário que motoristas, pedestres e ciclistas entendam o correto funcionamento das ciclovias que já estão sendo usadas.

— Tem lugares aqui em Brasília que, ao invés de o motorista parar o carro para o ciclista passar, é o contrário. Existem pedestres que correm e andam pelas ciclovias, pois eles não sabem que essas vias são destinadas exclusivamente a bicicletas.

Na visão do professor do Departamento de Engenharia Civil da UnB (Universidade de Brasília), Paulo César Marques, a posição da ONG de cobrar campanhas educativas é importante.

— É necessário que isso aconteça para que as pessoas entendam melhor como funcionam as ciclovias. É uma obrigação dos órgãos fazer campanhas. Com isso, a gente cria uma harmonia em todo o sistema viário.

Leia mais notícias no R7 DF

DF tem 229 km de ciclovias e ciclofaixas prontas, até 2014 serão 600 km

Conforme explicou o professor, a veiculação de campanhas educativas tende a esclarecer dúvidas que muitos pedestres, motorista e ciclistas têm.

— Em muitos casos, os condutores de carros pensam que são donos da via. Mas é preciso mostrar que, pelo fato de que nem todos os lugares possuem ciclovias, os ciclistas também podem usar as pistas por onde os veículos de passeio circulam.

Sobre essa reclamação, o GDF informou que as equipes de educação de trânsito têm realizado ações em eventos esportivos e, quinzenalmente, campanhas na Ciclofaixa do Lazer.

Em nota, o governo informou que quanto à campanha de mídia, aguardama apenas a finalização do processo de licitação para contratação de empresa de publicidade, que está sendo realizado pela Secretaria de Publicidade Institucional. `Com isso, a autarquia poderá realizar campanhas educativas de massa para ciclistas, pedestres e motoristas', diz a nota.

Para o administrador Ricardo Machado, de 25 anos, que utiliza a ciclovia da L2 Norte, em Brasília, que está com 86% das obras prontas, é complicado pedalar no local, pois muitos pedestres usam a via.

— Uma vez eu cheguei a discutir com um grupo de mulheres. Elas estavam andando aqui na ciclovia, sendo que tem uma calçada bem ao lado.

Em relação à exclusividade, o Detran (Departamento de Trânsito) adverte que a faixa vermelha pintada nas ciclovias serve para informar que ali é local específico para bicicletas. O órgão também assegurou que não há no Código de Trânsito Brasileiro uma lei que certifique ser obrigação do motorista parar para o ciclista cruzar uma via.

A autarquia aconselha que, caso o ciclista queira ir ao outro lado da ciclovia, mas que ela é interrompida pela circulação de carros, o ciclista deve respeitar o sinal de "pare" e observar se há veículos automotores cortando a pista. Para os pedestres que insistem em andar nas vias para bicicletas, não existe multa.

Questionado pela equipe do R7 DF se deve seguir com o carro quando passa por um cruzamento de ciclovia, o empresário Paulo Teixeira, de 36 anos, que trabalha na Asa Norte, área central de Brasília, não soube responder.

— Eu pensava que tinha que parar, mas achava arriscado, pois tinha medo de o carro de trás bater no meu. É bom saber que é o ciclista que deve parar e observar. Acho que o brasiliense precisa ficar mais atento sobre essas normas.

Flagrada andando pela ciclovia da Asa Norte, a publicitária Kátia Lima Santos, de 28 anos, garantiu não saber da exclusividade.

— Eu nunca imaginava. Pensei que podíamos fazer caminhada aqui na via de bicicletas. Na minha opinião, a calçada é ruim porque não tem muitas árvores para fazer sombra, mas na ciclovia é bem mais fresco. Agora vou ficar mais atenta.

Promessa é de 600 km até o fim de 2014

O Distrito Federal já tem 255 km de pistas destinadas a bicicletas, mas, a promessa do governo é de que até o fim de 2014 a capital do País tenha 600 quilômetros, chegando a ser uma das líderes mundiais. Mas, atualmente, somente as regiões administrativas do DF como Sudoeste, Recanto das Emas, Santa Maria e Ceilândia estão com as obras concluídas.

Porém, os ciclistas que usam essas vias para tentar chegar ao centro de Brasília afirmam que não conseguem. É o caso do estudante Yuri Prestes, de 24 anos, que mora em Ceilãndia. Segundo ele, para chegar ao Plano Piloto, é preciso pedalar pela Estrutural, região do DF, onde não há ciclovia.

— A via que foi construída em Ceilândia é boa e está bem sinalizada. O problema é que para quem utiliza a bicicleta como meio de transporte e precisa chegar ao centro de Brasília, é uma tarefa difícil, porque não há pista para ciclistas pelo caminho. A via na região foi feita somente para o lazer.

O Comitê de Mobilidade Urbana por Bicicletas da Casa Civil do Distrito Federal informou que na Estrutural ainda não há previsão para construir uma ciclovia. Mas, na EPTG (Estada Parque Taguatinga), a Casa Civil assegurou que as obras devem começar logo, pois a Secretaria de Transportes está desenvolvendo os projetos de ciclovias em rodovias do DF. Em nota, o órgão esclareceu que nem todas as vias de bicicletas das regiões administrativas irão até o centro de Brasília.

— Mas, a maioria irá. Em alguns locais, haverá a integração com outros modais de transportes, como o metrô. O objetivo do GDF é ter essa integração completa, mas isso será feito por etapas e demandará mais tempo.

Ciclovias x Ciclofaixas

As ciclovias são vias exclusivas para bicicletas, separadas fisicamente das vias de veículos por canteiros, calçadas, muretas ou meio fio. Nas ciclovias é proibida a circulação de carros, motos e também de pedestres, garantindo que o ciclista pedale com tranquilidade e segurança. Podem ser de mão dupla ou mão única.

As ciclofaixas são espaços pintados no piso, sinalizando onde os ciclistas devem circular. Geralmente as ciclofaixas são pintadas nas ruas e avenidas e dividem espaço com os carros, dando exclusividade ao ciclista em determinadas faixas da via. Nos cruzamentos, elas registram a preferência aos pedestres, mas os carros as atravessam.

Fatalidades

Há pouco tempo, o R7 DF mostrou o caso de uma ciclista que seguia para um protesto que ocorria no Congresso Nacional, em Brasília. Amigos que esperavam por ela acharam estranho a jovem não aparecer para o evento. Depois de algum tempo, ficaram sabendo que ela tinha sido atropelada no Eixo Monumental, por um carro, cujo motorista prestou socorro. No dia seguinte, depois de ficar internada, ela não resistiu aos ferimentos e morreu.

Casos como esse não são difíceis de acontecer. No dia 12 de agosto, um homem morreu na hora depois de ser atropelado em Sobradinho, região administrativa do DF. Com o impacto, ele foi arremessado por 25 metros. E o fato de usar todos os equipamentos de ciclismo, não livrou da morte o morador de Taguatinga, Igor Torres Pereira, de 23 anos. Ele foi atropelado no mês de fevereiro na Estrutural. Segundo o Corpo de Bombeiros, ele teria tentado desviar de uma barra de ferro na pista. Durante a manobra, foi atingido por um ônibus e morreu na hora.

Fonte: R7 DF
Reply With Quote
     
     
  #8  
Old Posted Sep 9, 2013, 4:35 PM
fabiano's Avatar
fabiano fabiano is offline
Registered User
 
Join Date: May 2013
Location: Brasília
Posts: 2,046
Engraçado, não sabem que a ciclovia é exclusiva para bikes, conta outra... Querem é dar um migué, dar um de "João sem braço", vai que cola. Pior coisa é estar num ritmo legal e ter que frear de uma vez por causa de pedestres, cachorros passeando com outro "cachorro", etc.

Por outro lado, acho que o GDF ou Detran deveriam investir em propagandas educativas quanto ao uso da ciclovia e parar com as mentiras que eles contam na TV.
Reply With Quote
     
     
  #9  
Old Posted Sep 9, 2013, 5:25 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
O problema é que o GDf não fez ciclovias, fez calçadas comuns e chamou de ciclovias. Estas deveriam ter piso de cor propria em geral vermelho, sinalização propria, o minimo de curvas, planejamento etc...

Isso é uma ciclovia (Aracaju):



Isso é uma picaretagem (Brasília):

Reply With Quote
     
     
  #10  
Old Posted Sep 9, 2013, 5:49 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,950
Quote:
Originally Posted by fabiano View Post
Engraçado, não sabem que a ciclovia é exclusiva para bikes, conta outra... Querem é dar um migué, dar um de "João sem braço", vai que cola. Pior coisa é estar num ritmo legal e ter que frear de uma vez por causa de pedestres, cachorros passeando com outro "cachorro", etc.

Por outro lado, acho que o GDF ou Detran deveriam investir em propagandas educativas quanto ao uso da ciclovia e parar com as mentiras que eles contam na TV.
O povo em geral acha que são calçadas apesar de terem algumas ciclovias que são piores que uma calçada, por isso que o povo anda só nelas

Quote:
Originally Posted by Jota Ferro View Post
O problema é que o GDf não fez ciclovias, fez calçadas comuns e chamou de ciclovias. Estas deveriam ter piso de cor propria em geral vermelho, sinalização propria, o minimo de curvas, planejamento etc...

Isso é uma ciclovia (Aracaju):



Isso é uma picaretagem (Brasília):

Concordo contigo J, as ciclovias daqui são muito mal feitas, só algumas raras excessões que fizeram algumas que prestaram...
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #11  
Old Posted Sep 9, 2013, 5:58 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,950
Detran volta a fiscalizar uso de faixa exclusiva na W3 Sul



Voltará a ser cobrado pelo Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), a partir desta segunda-feira (09), multas aos motoristas que infringirem o uso da faixa exclusiva para ônibus da W3 Sul, no Distrito Federal.

Devido aos reparos no asfalto não havia sinalização na pista, o monitoramento será realizado por pardais e fiscais de trânsito.

Para os que desrespeitarem a lei, haverá uma multa de R$ 53,20, mais três pontos na carteira. E para os condutores dos ônibus que andarem nas outras pistas poderão receber multa de R$85,13 e quatro pontos na carteira.







http://www.alo.com.br/noticias/ultim...Noticia=226717
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #12  
Old Posted Sep 9, 2013, 8:13 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,944
Eu concordo que as nossas ciclovias deveriam ser padronizadas. Mas eu não sei, estão incentivando muito o uso de bicicletas, mas eu só vejo bikes nas rodovias e no parque da cidade. Semana passada quase fui atropelado por um ciclista na avenida W3. Quase reagi, mas quando vi que logo atrás vinha mais ciclistas. Eu pensei, de vitima passaria ser o algoz. Então deixei quieto.

Detalhe, as pessoas confudem ciclovia com pista de corrida. Inclusive pelo código de transito, tem limitação de velocidade, inclusive, se um ciclistas machucar gravemente um pedestres, está bem lascado mesmo.
Reply With Quote
     
     
  #13  
Old Posted Sep 10, 2013, 12:12 AM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Gente acabo de ver o vídeo detalhando todo o projeto das pontes e tuneis do Lago Norte.

E como eu suspeitava o túnel dará acesso ao Lago Norte sim. Na verdade não é um túnel só, e sim dois, interrompido no meio por um grande viaduto que fará a ligação com a EPPN.

O vídeo mostra todo o trajeto desde a L2, passa no meio da UNB (isso mesmo ), passa pelo Taquari II, que tbm esta todo detalhado, com quadras semelhantes as do sudoeste e acaba lá em Sobradinho.

Alias muito bem feito o vídeo, coisa de profissional.

Infelizmente ainda não tenho permissão para mostra-lo e o bicho é bem pesado. Se tiver permissão amanha ponho ao menos uns prints....
Reply With Quote
     
     
  #14  
Old Posted Sep 10, 2013, 12:21 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,944
Quote:
Originally Posted by Jota Ferro View Post
Gente acabo de ver o vídeo detalhando todo o projeto das pontes e tuneis do Lago Norte.

E como eu suspeitava o túnel dará acesso ao Lago Norte sim. Na verdade não é um túnel só, e sim dois, interrompido no meio por um grande viaduto que fará a ligação com a EPPN.

O vídeo mostra todo o trajeto desde a L2, passa no meio da UNB (isso mesmo ), passa pelo Taquari II, que tbm esta todo detalhado, com quadras semelhantes as do sudoeste e acaba lá em Sobradinho.

Alias muito bem feito o vídeo, coisa de profissional.

Infelizmente ainda não tenho permissão para mostra-lo e o bicho é bem pesado. Se tiver permissão amanha ponho ao menos uns prints....
Eu suspeitava de algo desse tipo... Sabe porque eu suspeitava, pois os moradores invasores do Lago Norte, querem indenizações milionárias para sairem da invasão...
Reply With Quote
     
     
  #15  
Old Posted Sep 10, 2013, 12:22 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,950
Quote:
Originally Posted by Jota Ferro View Post
Gente acabo de ver o vídeo detalhando todo o projeto das pontes e tuneis do Lago Norte.

E como eu suspeitava o túnel dará acesso ao Lago Norte sim. Na verdade não é um túnel só, e sim dois, interrompido no meio por um grande viaduto que fará a ligação com a EPPN.

O vídeo mostra todo o trajeto desde a L2, passa no meio da UNB (isso mesmo ), passa pelo Taquari II, que tbm esta todo detalhado, com quadras semelhantes as do sudoeste e acaba lá em Sobradinho.

Alias muito bem feito o vídeo, coisa de profissional.

Infelizmente ainda não tenho permissão para mostra-lo e o bicho é bem pesado. Se tiver permissão amanha ponho ao menos uns prints....



Fala pra mim que eu coloco, numtônemaí Espero ver o vídeo, dai teremos uma ideia de como ficará, mas pelo que você citou J, parece que vai ser uma mega obra, muito detalhada e complexa isso vai gerar muitas discussões e gerar uma polemica com os BURGUESES do LAGO quem Dúvida?
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #16  
Old Posted Sep 10, 2013, 12:29 AM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
É verdade, acho que o projeto vai dar muito bafáfá.....

Mas ficou muito show, torcendo aqui para esse negocio sair.
Reply With Quote
     
     
  #17  
Old Posted Sep 10, 2013, 12:32 AM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
Eu suspeitava de algo desse tipo... Sabe porque eu suspeitava, pois os moradores invasores do Lago Norte, querem indenizações milionárias para sairem da invasão...
Pelo projeto, acho que despropria a área de uma 4 casas só.
Reply With Quote
     
     
  #18  
Old Posted Sep 10, 2013, 2:35 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,944
Quote:
Originally Posted by Jota Ferro View Post
É verdade, acho que o projeto vai dar muito bafáfá.....

Mas ficou muito show, torcendo aqui para esse negocio sair.
O povo do contra vai querer colocar pistas, querem apostar, irão achar o tunel muito caro.
Reply With Quote
     
     
  #19  
Old Posted Sep 10, 2013, 4:09 AM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Já vi uns moradores ali na 10 dizendo que vão cobrar muito caro para liberar a passagem da pista, claro que ninguém avisou a eles que em uma desapropriação é o governo que decide quanto vai pagar, baseado no valor de mercado.

Mas isso pode virar um rolo jurídico que não acaba nunca, igual a obra da Quituart (uma feira feita por moradores) que tem uns 10 que ta parada na justiça...

Então acredito que o objetivo dos túneis é realmente minimizar esse embrolho.
Reply With Quote
     
     
  #20  
Old Posted Sep 10, 2013, 4:30 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,944
Quote:
Originally Posted by Jota Ferro View Post
Já vi uns moradores ali na 10 dizendo que vão cobrar muito caro para liberar a passagem da pista, claro que ninguém avisou a eles que em uma desapropriação é o governo que decide quanto vai pagar, baseado no valor de mercado.

Mas isso pode virar um rolo jurídico que não acaba nunca, igual a obra da Quituart (uma feira feita por moradores) que tem uns 10 que ta parada na justiça...

Então acredito que o objetivo dos túneis é realmente minimizar esse embrolho.
Pra min isso vai dar na mesma. Igual o GDF querer colocar a rede de esgoto nos Lagos Norte e Sul. A Caesb ter que pedir licença para instalar a rede na área VERDE que é PÚBLICA. Brincadeira né; Pior, nesse caso, os moradores que se recusam, estão prejudicando todos os moradores.
Reply With Quote
     
     
This discussion thread continues

Use the page links to the lower-right to go to the next page for additional posts
 
 
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 5:18 AM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2020, vBulletin Solutions, Inc.