HomeDiagramsDatabaseMapsForum About
     

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte


Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #2521  
Old Posted Dec 31, 2014, 1:54 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,951
Expresso de Ceilândia à W3 Sul


GDF já garantiu recursos do PAC para a construção do Expresso DF Oeste. Obras já começaram para acabar com engarrafamentos


Foto: Mariana Raphael


BRASÍLIA (30/12/14) - A construção da via expressa que vai ligar Ceilândia e Taguatinga ao Plano Piloto está garantida: o GDF apresentou o projeto que foi inteiramente aprovado pelo governo federal, e está financiando a obra por meio do Programa de Aceleração do Crescimento. Ou seja: há dinheiro para terminar o projeto.

Na verdade, a obra já começou e o viaduto do final da W3 Sul, que faz parte do complexo, já foi inaugurado, resolvendo um problema de engarrafamento de trânsito no local. No total, a via – chamada Expresso DF Oeste – terá 38,7 km de extensão, saindo da altura do Sol Nascente (Ceilândia) e chegando ao final da W3 Sul.

O termo de compromisso para repasse de recursos do Orçamento Geral da União foi assinado em junho de 2014. Ao todo, serão investidos R$ 750 milhões, provenientes do PAC da Mobilidade. Com a implantação do corredor, a expectativa é diminuir os gargalos que atravancam o trânsito no percurso.

Está previsto o alargamento de pistas e a construção de faixas exclusivas de ônibus em vias importantes, como a Hélio Prates, Comercial Norte, Samdu, Estrada Parque Indústrias Gráficas (EPIG) e Estrada Setor Policial Militar (ESPM). Será implantado, também, um sistema binário nas Avenidas Comercial Norte e Samdu.

Elas terão mão única, sendo uma com sentido centro de Taguatinga - Hélio Prates e a outra com o percurso inverso. Na EPIG serão renovados 5,4 km de pistas. A via passará a contar com quatro faixas de rolamento em cada sentido, uma com destinação exclusiva para ônibus. Serão construídos, também, quatro conjuntos de viadutos para desafogar o trânsito nas principais interseções, como a do Setor Policial Sul e a do Parque da Cidade.

OPORTUNIDADE DE UM FUTURO MELHOR - A primeira obra entregue desse sistema foi o viaduto erguido na W3 Sul, inaugurado em junho de 2014. A estrutura custou R$ 20 milhões e beneficia, aproximadamente, 80 mil motoristas que passam diariamente pelo local. O viaduto tem 55m de comprimento por 38m de largura e 5,5m de altura.

A parte superior é destinada aos automóveis que trafegam pela ESPM e, futuramente, para os ônibus do Expresso Oeste. Trafegam na parte inferior os motoristas que saem da W3 Sul com destino ao Terminal da Asa Sul.















http://www.df.gov.br/conteudo-agenci...A0-w3-sul.html
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #2522  
Old Posted Dec 31, 2014, 2:05 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,956
Conseguiu dinheiro do PAC? Sei, se até hoje o governo federal não deu a grana do Expresso Sul. Somente Agnelo que se lascou com grana distrital.
Reply With Quote
     
     
  #2523  
Old Posted Dec 31, 2014, 2:29 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,956
Licitação do tunel de Taguatinga fora cancelada definitiva. Portanto só se Rollemberg refizer a licitação, o mesmo ocorre com o viaduto da EPIG, também cancelada. Portanto vários projetos foram cancelados. Pois como depende de contrapartida distrital. Cancelados e claro para fazer superavite....
Reply With Quote
     
     
  #2524  
Old Posted Jan 3, 2015, 8:33 PM
walxer's Avatar
walxer walxer is offline
Registered User
 
Join Date: Mar 2014
Location: Brasília - DF
Posts: 91
Aguardando quem será o novo diretor do DFTrans

-----

Mobilidade: DF considera reduzir nº de ônibus e aumentar preço da tarifa
Primeira meta é garantir repasse às empresas para evitar greve, diz gestor.
Estudos analisarão ampliação de ciclovias e combate a engarrafamentos.

http://g1.globo.com/distrito-federal...da-tarifa.html


Rodoviários de três cooperativas param no DF e cobram dívida de 2014
Greve prejudica sete regiões administrativas e mais de 50 mil passageiros.
Parcela do 13º está atrasada; DFTrans diz que tenta resolver problema.

http://g1.globo.com/distrito-federal...a-de-2014.html
__________________
"You're guilty all the same."

Juntos num só ritmo

Diga sim ao cyberbullying
Reply With Quote
     
     
  #2525  
Old Posted Jan 3, 2015, 9:17 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,956
E ou aumento vai ser gostoso.... 25%. E depois não venham reclamar do Agnelo...
Reply With Quote
     
     
  #2526  
Old Posted Jan 4, 2015, 4:16 AM
Agarwaen Agarwaen is offline
Registered User
 
Join Date: May 2014
Posts: 498
Vai reduzir a quantidade de linhas ou a quantidade de ônibus? O título diz uma coisa e o texto da matéria diz outra. O contexto de preocupação extrema com gastos não muito promissor para mudanças que realmente beneficiem os usuários.
Reply With Quote
     
     
  #2527  
Old Posted Jan 4, 2015, 4:43 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,956
Quote:
Originally Posted by Agarwaen View Post
Vai reduzir a quantidade de linhas ou a quantidade de ônibus? O título diz uma coisa e o texto da matéria diz outra. O contexto de preocupação extrema com gastos não muito promissor para mudanças que realmente beneficiem os usuários.
Reduzir os ônibus e aumentar tarifa? Não seria o contrário, aumentar ônibus e reduzir a tarifa.
Reply With Quote
     
     
  #2528  
Old Posted Jan 4, 2015, 11:00 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,951
Governo do DF cogita aumento na tarifa do transporte público



Secretários de Esporte e de Mobilidade sinalizam possibilidade de aumento da passagem e suspensão de Corrida de Reis

O usuário de transporte público pode sentir no bolso a crise financeira vivida pelo GDF. Em seminário de governo neste domingo (4/1), o secretário de Mobilidade Urbana, Carlos Henrique Tomé, falou sobre a possibilidade de haver um reajuste na tarifa dos coletivos públicos.

"Estamos fazendo estudos técnicos. Precisamos calcular qual é o valor ideal. Então, o preço pode se manter no mesmo patamar assim como pode ter um aumento", esclareceu Tomé.

A secretária de Esportes, Leila Barros, disse ainda que, por falta de recursos, a tradicional Corrida de Reis só irá acontecer em 31 de janeiro caso o GDF firme parcerias. "A situação financeira é muito grave. Existem outras prioridades mais urgentes. Vamos, nos próximos 10 dias, atrás de parcerias para conseguirmos realizar o evento", afirmou.










http://www.correiobraziliense.com.br...a-do-gdf.shtml
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #2529  
Old Posted Jan 4, 2015, 11:02 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,951
Eu aposto nos 4 reaus


Quem tava puto com agnulo agora vai chorar com RolloICEberg
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #2530  
Old Posted Jan 4, 2015, 11:09 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,956
E tem mais....

O dobro em IPTU por tarifa zero, eu topo! Arquivado em: IPTU,Tarifas — Gilmar Crestani @ 8:09 am Tags: Movimento Passe Livre PAÍS EM PROTESTO Tarifa zero exigiria dobrar arrecadação obtida com IPTU Receita teria que passar dos atuais R$ 5 bilhões para quase R$ 10 bilhões para compensar gratuidade Outra opção seria cortar custos do governo ou aumentar arrecadação de outros impostos cobrados da população ANA ESTELA DE SOUSA PINTOEDITORA DE "MERCADO" Se os usuários de transporte público deixarem de pagar passagens, como pede o Movimento Passe Livre, esse dinheiro terá que vir dos cofres da cidade. Há duas formas de obtê-lo: cortando custos em outros setores ou aumentando impostos. Quando a Prefeitura de São Paulo propôs a extinção da tarifa de transporte público em 1990 (na gestão Luiza Erundina, então do PT), a previsão era que o dinheiro sairia do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), cobrado de quase 2 milhões de proprietários de imóveis na cidade. Essa é a fonte mais óbvia para os recursos, porque atinge de forma uniforme quem mora ou tem uma empresa na capital. As outras formas de arrecadação da prefeitura são direcionadas a parcelas específicas da população, como o ISS (cobrado de quem presta serviços) ou taxas de fiscalização. Mas, para compensar o fim da tarifa, seria preciso praticamente dobrar o valor do IPTU, ou seja, passar dos pouco mais de R$ 5 bilhões arrecadados em 2012 para algo como R$ 9,7 bilhões (mais 92%). Esse acréscimo, da ordem de R$ 4,62 bilhões, é quanto se arrecadou no ano passado com as tarifas do transporte público –o sistema consumiu R$ 5,69 bilhões, mas pouco mais de R$ 1 bilhão foi pago diretamente às empresas pela prefeitura, o chamado subsídio. Quem paga hoje R$ 1.000 por ano de IPTU, por exemplo, passaria a pagar R$ 1.920. O aumento não atingiria diretamente moradores mais pobres, hoje isentos desse tributo –é o caso, por exemplo, de quem tem imóvel com valor venal de até R$ 73.850 ou pensionistas e aposentados do INSS beneficiados pela isenção. Indiretamente, no entanto, a conta pode acabar sendo repartida por todos, pois empresas instaladas no município teriam seus custos aumentados e tenderiam a repassá-los para seus preços.

Fonte: http://anisionogueirafilho5.blogspot...o-eu-topo.html
Reply With Quote
     
     
  #2531  
Old Posted Jan 5, 2015, 5:43 PM
joylson joylson is offline
Registered User
 
Join Date: Apr 2014
Posts: 30
Eu acredito que pela fala dele: "Estamos fazendo estudos técnicos. Precisamos calcular qual é o valor ideal. Então, o preço pode se manter no mesmo patamar assim como pode ter um aumento", acho que o aumento deve ser como foi da ultima vez, na época as passagens era 0.50, 1.60 e 2.50 teve aumento para 1.00, 2.00 e 3.00 sendo que depois foi criada a metropolitana 3 no valor de 2,50 e o aumento da urbana 3 de 1,00 para 1,50 na época do aumento do metrô, como as tarifas da metropolitana 1 e 2 e urbana 2 corresponde juntas as mais de 90% do sistema, o aumento deveria ser somente nelas, então aumento ficaria na metropolitana 1 e urbana 2 dos atuais 2,00 reais para ao em torno de 2,20 a 2,60 e a metropolitana 2 dos atuais 3,00 para ao em torno de 3,30 a 3,80 sendo mais prováveis os aumentos de 2,50 e 3,50.

Quanto ao passe livre sou contra pois na minha opinião deveria ser do imposto de circulação de veículos, e deveria ser operador 100% pelo o governo, no caso a TCB, assim como acontece na saúde, educação e seguração ,pois se ficar nas mão das empresas privadas vai virar uma bagunça, alem do que quando elas não tem lucro logo querem aumenta a tarifa, ja sendo operado pelo estado não teríamos mais lucros, nem prejuízo, pois agora o lucro fica com elas e o prejuízo ficar com estado e a população.
Reply With Quote
     
     
  #2532  
Old Posted Jan 6, 2015, 2:23 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,956
Eu acho que não, só pegar as linhas de cidades com as mesmas distancias. Detalhe, enquanto certos locais de Goiânia com distancias superiores a 50 km, a tarifa é bem inferior as distancias de Brasília com o mesmo traçado.

Detalhe, lá é mais barato, pois existe renovação de passageiros no trajeto em Brasília não acontece isso. Portanto o custo das passagens tem haver com o IPK do trecho. Lá é bem maior do que em Brasília, por isso, as passagens lá são mais baratas.
Reply With Quote
     
     
  #2533  
Old Posted Jan 6, 2015, 3:05 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,951
Movimento Passe Livre promete manifestações nas ruas caso tarifa de ônibus aumente no DF




Governo estuda a possibilidade de reajuste

Foto: Agência Brasil

Manifestações em 2013: estopim foi aumento da tarifa de ônibus

O governo de Rodrigo Rollemberg pode enfrentar manifestações nas ruas em breve. Após o novo secretário de Mobilidade Urbana do Distrito Federal, Carlos Henrique Tomé, afirmar que existe uma possibilidade de aumento da tarifa de ônibus, o Movimento Passe Livre começou a se preparar e já deu o recado: se houver aumento, vai ter protesto.

Tomé não confirmou o reajuste. Disse apenas que o governo está avaliando as contas do setor e que qualquer mudança depende da situação financeira.

— Ainda precisamos calcular qual o valor ideal. Estamos fazendo estudos técnicos que podem indicar que o preço pode se manter ou pode ter um aumento.

Para o Movimento Passe Livre, no entanto, não há justificativa para qualquer elevação de preços.

— Nossa proposta é tarifa zero. Qualquer medida que vá contra esse sentido vai encontrar com a gente na rua, disse Leila Saraiva, integrante do movimento.

O MPL acredita que o aumento do preço não resolverá a crise do transporte e contribuirá para excluir uma parcela da população.

Tomé enfrenta inúmeros desafios à frente de sua gestão: paralisações dos rodoviários, ônibus lotados, Metrô precisando de ampliação, ciclovias restritas e insatisfação popular. Uma de suas metas é reduzir o custo operacional do transporte público.

Segundo o especialista em transporte público e professor da UnB, Paulo César Marques, uma das maneiras de se reduzir esse custo é alterar o modelo de remuneração das empresas que prestam o serviço.

Atualmente, as companhias são remuneradas pelo número de passageiros. A proposta do professor é que elas recebam por quilômetro rodado.

— Em termos de custo, a diferença de rodar com um ônibus cheio e um ônibus vazio para a empresa é insignificante. Já a quilometragem faz muita diferença. Então faz mais sentido que o governo receba os valores dos passageiros e remunere as empresas de acordo com a distância percorrida, explica.

A tarifa de ônibus no DF atualmente varia de R$ 1,50 a R$ 3,00. Ao todo, nove capitais anunciaram aumento nas tarifas nos últimos dias. Em alguns lugares, como Belo Horizonte, os protestos já estão marcados.

O R7 procurou o secretário de Mobilidade para falar sobre as manifestações, mas ele ainda não se pronunciou sobre o assunto.












http://noticias.r7.com/distrito-fede...no-df-06012015
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #2534  
Old Posted Jan 6, 2015, 4:08 PM
Agarwaen Agarwaen is offline
Registered User
 
Join Date: May 2014
Posts: 498
2015 promete ser divertido.
Reply With Quote
     
     
  #2535  
Old Posted Jan 6, 2015, 4:22 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,956
Promessas de Rollemberg não cumpridas....

PASSE LIVRE
Pagamento até dia 8 de Janeiro
E outras anedotas mais.... O bicho vai pegar.
Reply With Quote
     
     
  #2536  
Old Posted Jan 7, 2015, 1:17 AM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
Movimento Passe Livre promete manifestações nas ruas caso tarifa de ônibus aumente no DF




Governo estuda a possibilidade de reajuste

Foto: Agência Brasil

Manifestações em 2013: estopim foi aumento da tarifa de ônibus

O governo de Rodrigo Rollemberg pode enfrentar manifestações nas ruas em breve. Após o novo secretário de Mobilidade Urbana do Distrito Federal, Carlos Henrique Tomé, afirmar que existe uma possibilidade de aumento da tarifa de ônibus, o Movimento Passe Livre começou a se preparar e já deu o recado: se houver aumento, vai ter protesto.

Tomé não confirmou o reajuste. Disse apenas que o governo está avaliando as contas do setor e que qualquer mudança depende da situação financeira.

— Ainda precisamos calcular qual o valor ideal. Estamos fazendo estudos técnicos que podem indicar que o preço pode se manter ou pode ter um aumento.

Para o Movimento Passe Livre, no entanto, não há justificativa para qualquer elevação de preços.

— Nossa proposta é tarifa zero. Qualquer medida que vá contra esse sentido vai encontrar com a gente na rua, disse Leila Saraiva, integrante do movimento.

O MPL acredita que o aumento do preço não resolverá a crise do transporte e contribuirá para excluir uma parcela da população.

Tomé enfrenta inúmeros desafios à frente de sua gestão: paralisações dos rodoviários, ônibus lotados, Metrô precisando de ampliação, ciclovias restritas e insatisfação popular. Uma de suas metas é reduzir o custo operacional do transporte público.

Segundo o especialista em transporte público e professor da UnB, Paulo César Marques, uma das maneiras de se reduzir esse custo é alterar o modelo de remuneração das empresas que prestam o serviço.

Atualmente, as companhias são remuneradas pelo número de passageiros. A proposta do professor é que elas recebam por quilômetro rodado.

— Em termos de custo, a diferença de rodar com um ônibus cheio e um ônibus vazio para a empresa é insignificante. Já a quilometragem faz muita diferença. Então faz mais sentido que o governo receba os valores dos passageiros e remunere as empresas de acordo com a distância percorrida, explica.

A tarifa de ônibus no DF atualmente varia de R$ 1,50 a R$ 3,00. Ao todo, nove capitais anunciaram aumento nas tarifas nos últimos dias. Em alguns lugares, como Belo Horizonte, os protestos já estão marcados.

O R7 procurou o secretário de Mobilidade para falar sobre as manifestações, mas ele ainda não se pronunciou sobre o assunto.

http://noticias.r7.com/distrito-fede...no-df-06012015
Manda esse povo pastar...

Esses idiotas ainda acham que as manifestações passadas foram por causa deles....

Já sobre a discussão sobre pagar por passageiro ou por Km rodado, as duas opções geram problemas. O ideal era um sistema misto metade por km rodado metade por passageiro transportado.
Reply With Quote
     
     
  #2537  
Old Posted Jan 7, 2015, 1:25 AM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 3,488
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
Promessas de Rollemberg não cumpridas....

PASSE LIVRE
Pagamento até dia 8 de Janeiro
E outras anedotas mais.... O bicho vai pegar.
Rollemberg nunca prometeu passe livre....

E quem não cumpriu com os pagamentos foi o Agnelo.

Cara vc tem problemas...
Reply With Quote
     
     
  #2538  
Old Posted Jan 7, 2015, 1:32 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,956
Quote:
Originally Posted by Jota View Post
Rollemberg nunca prometeu passe livre....

E quem não cumpriu com os pagamentos foi o Agnelo.

Cara vc tem problemas...
Acho que você foi o único que ele ludibriou. Já sabemos, quem iremos surrar no sábado de aleluia. O judas será........... Rollemberg e não Agnelo.

Pagamentos? Sei, engana outro, as redes sociais já viram a farsa do Rollemberg. Em nenhum lugar do planeta, empresa trabalha sem receber por 8 meses. Só que os amiguinhos de Rollemberg vão querer proteger ele, digo a PIG. Mas essa vez a cabeça dele vai rolar.

O povo da Santa Maria e Gama já deram o recado e não vão aceitar o papo de Agnelo. Assuma postura de homem. Ou melhor, ABRA a caixa preta do transportes.... Me esqueci, ele não vai abrir a caixa preta dos transporte, pois as concessionárias financiaram a campanha deles. Por isso o papo furado de aumento. Os atuais concessionários não tem esse papo de reajuste dos antigos concessionários. A defasagem é de 25% em 7 anos. O Ano passado não conta, pois foi o perido de troca de concessionárias.
Reply With Quote
     
     
  #2539  
Old Posted Jan 7, 2015, 12:12 PM
sxsp sxsp is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2014
Posts: 297
Novidade
---
Nº 6, quarta-feira, 7 de janeiro de 2015 Diário Oficial do Distrito Federal PÁGINA 23
SECRETARIA DE ESTADO DE
INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS PÚBLICOS
AVISO DE RECEBIMENTO DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL
A SECRETARIA DE ESTADO DE INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS PÚBLICOS DO DISTRITO
FEDERAL, considerando o inciso XI, Art. 8º do Decreto nº 36.236, de 1º de janeiro de 2015, o qual
renomeia a Secretaria de Estado de Obras, torna público que a Companhia Urbanizadora da Nova Capital
do Brasil - NOVACAP recebeu do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Distrito Federal -
Brasília Ambiental – IBRAM/DF, a Licença Prévia nº 034/2014-IBRAM, atinente ao Túnel Rodoviário
sob a Avenida Central de Taguatinga, ligando a Estrada Parque Taguatinga - EPTG à Avenida Elmo Serejo.
Processo 391.000.337/2009. Brasília, 06 de janeiro de 2015. Júlio Cesar Peres, Secretário de Estado.
Reply With Quote
     
     
  #2540  
Old Posted Jan 7, 2015, 3:06 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,951
Será que vai
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
This discussion thread continues

Use the page links to the lower-right to go to the next page for additional posts
 
 
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 9:04 AM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2020, vBulletin Solutions, Inc.