HomeDiagramsDatabaseMapsForum About
     

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte


Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #4481  
Old Posted Aug 14, 2019, 11:35 AM
salengasss salengasss is offline
Registered User
 
Join Date: May 2011
Posts: 1,348
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
Vamos ver se sai

Tomara que seja assim, Mamute
Reply With Quote
     
     
  #4482  
Old Posted Aug 14, 2019, 12:45 PM
fabiano's Avatar
fabiano fabiano is offline
Registered User
 
Join Date: May 2013
Location: Brasília
Posts: 2,042
Tem mais de 1 semana que estão mexendo na continuação da faixa do BRT Sul na Estação Parkway (Floricultura), será que trata-se da continuação das obras do BRT Sul, que chegará até a Candangolândia e Parkshopping?
Reply With Quote
     
     
  #4483  
Old Posted Aug 15, 2019, 4:22 PM
fabiano's Avatar
fabiano fabiano is offline
Registered User
 
Join Date: May 2013
Location: Brasília
Posts: 2,042
^^^Já descobri, será uma gambiarra para sair da Faixa do BRT Sul, direto para a EPIA Sul. Talvez irão introduzir linhas partindo da Estação Parkway com destino ao Aeroporto/Lago Sul e não mais das paradas de ônibus.
Reply With Quote
     
     
  #4484  
Old Posted Aug 21, 2019, 2:07 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,939
Eu estranhei uma coisa, eles mencionaram também o viaduto no SIA.... deve ser um a ser construído ali entre o SIA e Octogonal, aonde tem a via de acesso ao Terraço....

E justamente nessa via que acho que seria melhor colocar o outro viaduto.
Reply With Quote
     
     
  #4485  
Old Posted Sep 2, 2019, 4:27 AM
fortescue fortescue is offline
Registered User
 
Join Date: Mar 2012
Posts: 231
Nos últimos cinco anos, transporte público custou R$ 2,5 bilhões ao GDF

Nos últimos cinco anos, o governo do DF repassou às concessionárias de transporte público mais de R$ 2,5 bilhões. Desse valor, R$ 879 milhões são referentes à complementação de tarifa; R$ 1,2 bilhão de passe livre estudantil; e R$ 431 milhões de passe livre para pessoa com deficiência. O levantamento inédito foi realizado pela Procuradoria Distrital dos Direitos do Cidadão (PDDC) do Ministério Público do DF. A assessoria técnica do órgão mapeou os repasses no período de 2014 a 2018. Os dados mostram um aumento significativo nesse período. No último ano, além da tarifa paga pelos usuários, o governo repassou às empresas cerca de R$ 650 milhões. Um aumento de mais de 200% se comparado a 2014.

Caro e ineficiente
Para os promotores de Justiça do Patrimônio Público, trata-se de uma política pública cara que não entrega ao cidadão um serviço de qualidade. Há muitas reclamações. O projeto “Como anda meu ônibus”, que durante um ano vai permitir que os usuários do transporte público rodoviário avaliem o serviço por meio de um aplicativo, vai ajudar os gestores públicos a traçar as melhores estratégias para o setor.

Fonte: Correio Braziliense
Reply With Quote
     
     
  #4486  
Old Posted Sep 2, 2019, 9:50 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,943
Mas do modo que era feito antes, tenha margem para fraudes, agora a fiscalização está cada vez mas eficiente, espero que continue assim.
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #4487  
Old Posted Sep 2, 2019, 12:43 PM
fabiano's Avatar
fabiano fabiano is offline
Registered User
 
Join Date: May 2013
Location: Brasília
Posts: 2,042
Esse Passe Estudantil é caríssimo.

Tinham que impor regras para uso do benefício, começando pela renda familiar.
Reply With Quote
     
     
  #4488  
Old Posted Sep 2, 2019, 3:03 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,939
Quote:
Originally Posted by fabiano View Post
Esse Passe Estudantil é caríssimo.

Tinham que impor regras para uso do benefício, começando pela renda familiar.
Parece que o Ibaneis recuou em mexer no passe estudantil. Por enquanto.
Reply With Quote
     
     
  #4489  
Old Posted Sep 3, 2019, 1:23 AM
DavidRPM's Avatar
DavidRPM DavidRPM is offline
Registered User
 
Join Date: Dec 2011
Posts: 72
BRB multiplica pontos de recarga do sistema de bilhetagem eletrônica
Usuário passa a contar com 73 pontos espalhados pela cidade

A partir de hoje (2), 40 unidades do BRB Conveniência passam a operar com a recarga dos cartões Brasília Cidadã, que fazem parte do Sistema de Bilhetagem Eletrônica. É o primeiro passo para que o Banco de Brasília assuma, de fato, a ferramenta, o que deve ocorrer no início de novembro.

Com a medida os usuários já começam a ter mais comodidade. Os novos 40 pontos do BRB somam-se às 33 unidades do DFTrans e do Metrô, que continuam a oferecer o serviço. Dessa forma o usuário passa a contar com 73 pontos espalhados pela cidade.

Segundo o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, a população vai começar, gradualmente, a perceber as mudanças no sistema. Ele adiantou que o BRB trabalha para disponibilizar outros 20 pontos de recarga.

“Nosso objetivo é que, já em setembro, o usuário tenha 73 pontos de recarga à disposição. Assumir o Sistema de Bilhetagem Eletrônica é mais uma ação da retomada e fortalecimento do BRB, visando a melhoria de vida da população”, afirmou.

A lista dos correspondentes bancários aptos para o serviço de recarga está disponível no site Bilhete Único e no endereço http://campanhas.brb.com.br/bilhetagem.

Ganhos para a população

De imediato, a população terá o ganho de capilaridade, com a inclusão de lojas da rede de correspondentes para a venda da recarga. Em seguida, planeja-se disponibilizar uma central de atendimento telefônico e um aplicativo mobile/web com funcionalidades de consulta de saldo/extrato, recarga, solicitações diversas e dúvidas.

A instituição também estuda implementar mecanismo de reconhecimento facial.

Eixos de atuação

O BRB possui três eixos de atuação. São eles: impactar positivamente os usuários, por meio do aumento da capilaridade e do lançamento de novos canais de serviço; estabilizar o sistema; e reduzir as fraudes.

“Como empresa do sistema financeiro, o BRB tem a expertise na gestão de recursos, na implementação de meios de pagamento, e possui ampla rede de correspondentes para comercialização das recargas, além de padrões de controle e governança elevados”, observou o presidente do banco.

Com todas as ações previstas, além de melhorar todo o mecanismo do sistema o BRB estima uma redução em fraudes que permitirão uma economia na ordem de R$ 300 milhões, no período de cinco anos.



* Com informações do Banco de Brasília
FONTE: https://www.agenciabrasilia.df.gov.b...em-eletronica/
Reply With Quote
     
     
  #4490  
Old Posted Sep 3, 2019, 9:20 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,943
Um grande avanço
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #4491  
Old Posted Sep 8, 2019, 1:06 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,939
Governo resgata e quer implantar logo a AVENIDA DAS CIDADES (Ex-Interbairros e TransBrasília)

Projeto final foi apresentado na Câmara Legislativa e vai impactar principalmente o Guará. Moradores do Park Sul protestam


Idealizada no governo Cristovam Buarque como Interbairros, transformada em sonho de consumo do inacabado governo Arruda, promessa de campanha dos então candidatos a governador Agnelo Queiroz e Rodrigo Rollemberg (quando passou a ser chamada de TransBrasília), a via de ligação entre Samambaia e o Plano Piloto está sendo ressuscitada com o nome de Avenida das Cidades pelo governo Ibaneis, com a determinação de, finalmente, ser implantada. Considerada a maior obra viária da história do Distrito Federal depois da implantação de Brasília, a via é a aposta para ser o grande marco do novo governo, capaz inclusive de ajudar na sua reeleição. Por isso, a ordem é jogar todas as cartas no projeto, como está fazendo a Secretaria de Projetos Especiais, que cuida da busca de parcerias nas ocupações de áreas públicas, as chamadas PPPs.

Discutido e elaborado até então apenas dentro do governo, o projeto da Avenida das Cidades foi apresentado pela primeira vez aos moradores da área influenciada pelo seu trajeto, na Comissão Geral convocada pela Câmara Legislativa nesta quinta-feira, 5 de setembro, por iniciativa do deputado distrital e vice-presidente da Casa, Rodrigo Delmasso (Republicanos).

Cerca de 200 pessoas, principalmente moradores do Setor de Oficinas Sul e do Guará, acompanharam a exposição e o detalhamento do projeto e depois tiveram a oportunidade de emitir suas opiniões. Em contraponto ao otimismo do governo, a maior parte do público se posicionou contra a implantação da via como está prevista, por razões ambientais, como é o caso dos defensores do Parque do Guará, ou por afetar diretamente a comodidade dos moradores, como reclamaram as lideranças comunitárias do Park Sul, onde estão os condomínios Living, Prime, Mix e outros construídos no Setor de Múltiplas Atividades Sul (SMAS), onde estão o shopping CasaPark, Saga Veículos, Viplan e vários hotéis.

Essa resistência localizada, entretanto, não deve afetar a vontade do governo de implantar a Avenida das Cidades, por não envolver recursos públicos e pelo que a obra pode representar na mobilidade entre as cidades do chamado Eixo Sul, com prováveis reflexos eleitorais significativos nas próximas eleições.

Durante a exposição na Câmara Legislativa, o secretário de Projetos Especiais, Everardo Gueiros, explicou que o projeto já superou todos os entraves burocráticos, de regulamentação e que estão adiantadas as negociações com a concessionária Furnas, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e a Terracap para o enterramento da linha de alta tensão de todo o percurso de 26 quilômetros. Segundo ele, está pronta também a licença ambiental, concedida pelo Instituto Brasília Ambiental (Ibram).

De acordo com o assessor especial da Secretaria de Projetos Especiais, engenheiro Antonio Augusto Brasil Passos, o projeto da Avenida das Cidades vai promover “intervenções modernas” de mobilidade e ocupação urbana, semelhantes às implantadas em projetos parecidos em Nova Iorque e em Paris, com ciclovias, pistas de caminhada, calçadas e conexões com o metrô e acessos aos oito parques do trajeto.









Os benefícios

Pelos números apresentados na Câmara Legislativa, a Avenida das Cidades vai receber cerca de 700 mil árvores à sua volta, terá 35 viadutos e pontes, e previsão de gerar cerca de 80 mil empregos durante as obras e outros 20 mil empregos diretos após a conclusão nas diversas atividades empresariais que serão geradas ao longo do percurso, nos empreendimentos concedidos pela iniciativa privada, através dos concessionários responsáveis pela construção da via.

A Avenida das Cidades vai impactar principalmente Guará e Águas Claras, porque vai implicar no aterramento de todo a linha de alta tensão de Furnas e cessão dos terrenos entre Guará I e II para a iniciativa construir lojas e apartamentos, além de equipamentos públicos. O adensamento, entretanto, será compensado com a abertura de uma nova via para os dois lados – Taguatinga, Samambaia, Park Way e Águas Claras e Plano Piloto do outro lado.

De acordo com o secretário Everardo Gueiros, se o projeto não exigir novos ajustes, a licitação pode ser lançada até o final deste ano, depois que o governo concluiu mobilização pela privatização da Arena Plex (Estádio Mané Garrincha, ginásios Cláudio Coutinho e Nilson Nelson). “O objetivo é unir os dois lados das cidades do Eixo Sul, segregadas pelas linhas de alta tensão e do metrô, que se deparam diariamente com uma espécie de “muro invisível” quando precisam se locomover”, explicou Gueiros.


Por onde vai passar

Idealizada ainda no Governo Cristovam com o nome de Interbairros, a avenida intervém em Águas Claras, Guará, Park Way, Plano Piloto, Samambaia e Taguatinga. Entre esses empreendimentos está a criação do Centro Metropolitano do Guará, um conjunto de edifícios comerciais e residenciais entre Guará I e II, e outro entre Águas Claras e Arniqueiras, onde existem hoje as torres de alta tensão de Furnas.

A Avenida das Cidades vai ligar o Setor Policial Sul, no Plano Piloto, a Samambaia, num percurso de 26 quilômetros. O objetivo é promover desenvolvimento econômico de todas as regiões incluídas no trajeto e melhorar a mobilidade na região conhecida como Eixo Sul. No primeiro edital de chamamento das empresas interessadas na parceria, lançado em 2017, o governo definiu como contrapartida a criação lotes com diversidade de atividades ao longo da via, como shoppings e setores habitacionais; ampliação da densidade demográfica, especialmente perto da infraestrutura de transporte de massa; melhoria da relação custo-benefício dos investimentos públicos e privados em infraestrutura urbana; adequação dos espaços para pedestres e ciclistas; criação de faixas verdes; e integração do metrô com outras formas de transporte.

De acordo com o projeto, cinco setores habitacionais ocuparão as margens da via: dois no Guará e três em Águas Claras. A via ligará Samambaia, na altura da estação do metrô, até o Setor Policial Sul, na altura do cemitério Campo da Esperança. Com três faixas em cada sentido, a via comportará cerca de 60 mil carros de uma só vez e ajudará a desafogar o trânsito das outras duas pistas paralelas.

Fonte: https://jornaldoguara.com.br/2019/09...transbrasilia/
Reply With Quote
     
     
  #4492  
Old Posted Sep 8, 2019, 4:50 PM
MikeVonJ's Avatar
MikeVonJ MikeVonJ is offline
Am I bovvered?
 
Join Date: Sep 2011
Location: Brasilia
Posts: 371
Quote:
Em contraponto ao otimismo do governo, a maior parte do público se posicionou contra a implantação da via como está prevista, por razões ambientais, como é o caso dos defensores do Parque do Guará, ou por afetar diretamente a comodidade dos moradores, como reclamaram as lideranças comunitárias do Park Sul, onde estão os condomínios Living, Prime, Mix e outros construídos no Setor de Múltiplas Atividades Sul (SMAS), onde estão o shopping CasaPark, Saga Veículos, Viplan e vários hotéis.
Como tem gente que sempre pensa pequeno né, impressionante. Ainda bem que parece que o governo cagou pra essas "opiniões". Tomara que agora finalmente saia esse projeto!
Reply With Quote
     
     
  #4493  
Old Posted Sep 9, 2019, 2:22 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,939
Quote:
Originally Posted by MikeVonJ View Post
Como tem gente que sempre pensa pequeno né, impressionante. Ainda bem que parece que o governo cagou pra essas "opiniões". Tomara que agora finalmente saia esse projeto!
O Park Sul só existe por causa da Avenida das Cidades, até mesmo porque, até hoje os empresários não pagaram as compensações ambientais e urbanísticas.
Reply With Quote
     
     
  #4494  
Old Posted Sep 9, 2019, 5:52 PM
fortescue fortescue is offline
Registered User
 
Join Date: Mar 2012
Posts: 231
Alguém sabe se há a previsão de construção de uma nova estação do metrô na intersecção com a linha de trem no Guará?
Achei bem interessante essa proposta!



Pelo visto serão liberados novos terrenos para a construção de prédios na lateral de Águas Claras, por onde passa a avenida..
Bem como uma nova área para edificação na entrada do Areal..

Reply With Quote
     
     
  #4495  
Old Posted Sep 10, 2019, 12:00 AM
MikeVonJ's Avatar
MikeVonJ MikeVonJ is offline
Am I bovvered?
 
Join Date: Sep 2011
Location: Brasilia
Posts: 371
É uma proposta diferente das Estradas Parque que nós temos. Acho que vai ser interessante. Faltou menção de qual modal de transporte eles vão focar. Será BRT ou VLT?
Reply With Quote
     
     
  #4496  
Old Posted Sep 10, 2019, 12:45 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,939
Quote:
Originally Posted by MikeVonJ View Post
É uma proposta diferente das Estradas Parque que nós temos. Acho que vai ser interessante. Faltou menção de qual modal de transporte eles vão focar. Será BRT ou VLT?
Nas imagens tem sim, uma estação Metrô/VLT entre as estações Arniqueiras e Estação do Guará.
Reply With Quote
     
     
  #4497  
Old Posted Sep 10, 2019, 6:56 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,939
Viaduto entre Sudoeste e Parque da Cidade tem licitação publicada

Obras na ligação da Epig com os dois locais devem começar ainda neste ano. Segundo o governo, valor será de R$ 21,4 milhões


O edital de licitação para as obras do viaduto da Estrada Parque Indústrias Gráficas (Epig) foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal desta segunda-feira (09/09/2019). A expectativa da Secretaria de Obras é que o processo licitatório seja concluído em 120 dias. Assim, as obras serão iniciadas ainda neste ano. “Do total de R$ 21,4 milhões estimados como custo da obra, R$ 3,8 milhões são contrapartida do GDF. A negociação para a liberação dos recursos da obra teve início na gestão Ibaneis [Rocha], ainda no governo de transição”, explicou o secretário de Obras, Izidio Santos Junior.

As empresas interessadas em participar da licitação podem acessar o edital completo e anexos no site da Novacap. Então, a licitação vai ocorrer em 10 de outubro. Depois de iniciados os trabalhos, o prazo para o término da construção da estrutura é 12 meses.

22 mil carros por dia

O viaduto será construído na intersecção da Epig com o Sudoeste e o Parque da Cidade — local por onde passam, em média, 22 mil veículos por dia. “Com o viaduto, semáforos e retornos que interligam as duas vias serão retirados. Assim, vai tirar o gargalo. O engarrafamento dentro do Parque da Cidade acabará, e a obra dará mais fluidez ao trânsito”, pontua o subsecretário de Acompanhamento e Fiscalização de Obras do GDF, Sergio Lemos.

Os trevos na Epig serão feitos em trincheiras, ou seja, de forma subterrânea. A secretaria ressalta que toda a obra seguirá as normas urbanísticas. Por exemplo, com a distância mínima de 20 metros dos prédios. De acordo com a mudança, quem sair do Parque da Cidade em direção ao Sudoeste não terá mais de passar por semáforos e retornos. Seguirá direto para a Avenida das Jaqueiras, passando embaixo da Epig. A obra também permitirá sair do Sudoeste, na altura da mesma avenida, e pegar a EPIG sentido Plano Piloto — e vice-versa — sem a necessidade de retorno.

Corredor

Como o viaduto faz parte de uma série de intervenções do corredor Eixo Oeste, os trabalhos incluirão o alargamento de vias. Com isso, no futuro, toda a Epig terá quatro faixas, uma delas exclusiva para BRT. O projeto do corredor Eixo Oeste — com 38,7 quilômetros de extensão — prevê o alargamento de pistas e a construção de faixas exclusivas nas principais vias de ligação do Sol Nascente com o Plano Piloto. Como, por exemplo, a Hélio Prates, a Epia e a Estrada Parque Polícia Militar (ESPM), que leva ao Terminal da Asa Sul. O objetivo é reduzir em meia hora o tempo de deslocamento até o Plano Piloto. As obras são feitas por trechos, uma vez que seria inviável fazer as intervenções de uma vez no trânsito. (Com informações da Secretaria de Obras)

Fonte: https://www.metropoles.com/distrito-...acao-publicada
Reply With Quote
     
     
  #4498  
Old Posted Sep 10, 2019, 7:04 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,939
Eu vi num artigo, só que não tem data, que a duplicação da DF 140 em sua totalidade irá custar R$26.000.000,00 (vinte e seis milhões de reais).

Agora não vi se especifica apenas duplicação sem OEA (obras de engenharia de arte). Como viadutos por exemplo.

Então se somente liberaram apenas via emendas parlamentares a quantia de R$6.000.000,00 (seis milhões de reais), não irá duplicar nem 3 km. Isso a preços daquela época, portanto uns R$1.897.910,21...
Reply With Quote
     
     
  #4499  
Old Posted Sep 16, 2019, 2:55 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,939
Empresa vai instalar 35 postos para carregar carros elétricos em Brasília – 15/09/2019 – Painel S.A.


Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/coluna...brasilia.shtml
Reply With Quote
     
     
  #4500  
Old Posted Sep 16, 2019, 3:05 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,939
Ficaram sabendo da nova, acho que é no Congresso Nacional irão votar uma lei, para implementar no Brasil o Service Self de posto de combustivel....

Agora será assim, o cara compra o combustivel num guiche blindado, igualzinho daqueles do filme Robocop, o frentista libera a bomba até o quanto de combustivel adquirido. E pronto, o resto quem faz é o dono do carro.

Acho que só para idosos, deficientes e gestantes, continuaria um frentista convencional atendendo.
Reply With Quote
     
     
This discussion thread continues

Use the page links to the lower-right to go to the next page for additional posts
 
 
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 9:19 AM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2020, vBulletin Solutions, Inc.