HomeDiagramsDatabaseMapsForumSkyscraper Posters
     

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Regiões Metropolitanas Regionais

Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #1  
Old Posted Oct 11, 2016, 12:49 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 17,545
Investimentos e Noticias da Região Metropolitana de Goiânia

Investimentos e notícias da Região Metropolitana de Goiânia
Reply With Quote
     
     
  #2  
Old Posted Oct 11, 2016, 12:51 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 17,545
DREAM PARK

Goiânia vai receber o maior parque aquático do Brasil



10.10.16 – Da redação
Fotos: Divulgação


A novidade para os amantes de parques aquáticos no Brasil, é a construção do Dream Park, em Goiânia, com uma área de 109 mil m² e promete ser o maior do gênero no país, superando o cearense Beach Park. As obras já começaram e a inauguração está prevista para dezembro de 2017.



“A proposta é levar uma completa experiência sensorial aos visitantes e, para tanto, estamos investindo em tematizações inspiradas no Cirque du Soleil e nos parques de Orlando. Visitamos parques em todo o mundo e pesquisamos as melhores referências para trazer um projeto de lazer internacional para os goianos”, diz Bruno Tavares, diretor administrativo do Dream Park.


Com investimentos de R$ 75 milhões, o Dream Park será erguido em Hidrolândia, a 40 km de Goiânia, às margens da BR-153. O projeto de lazer internacional terá praia de areia com piscina de ondas, brinquedos aquáticos de baixa, média e alta adrenalina, o maior rio lento da América Latina e espaço para shows. A capacidade será de atender a sete mil visitantes ao dia, 1,5 milhão ao ano.

Fonte: http://www.estilozzo.com/index.php/l...761-dream-park
Reply With Quote
     
     
  #3  
Old Posted Oct 11, 2016, 12:52 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 17,545
Enquanto isso em Brasília.... Nada Nada Nada....Não vai acontecer nada aqui.
Reply With Quote
     
     
  #4  
Old Posted Oct 11, 2016, 1:16 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,017
Goianos assinam acordo com empresa árabe para construção de indústria bélica em Anápolis


Produtos serão destinados exclusivamente às forças policiais e reforçam combate ao crime organizado. Fábrica deve gerar 1.250 empregos diretos e indiretos

Foto: SSPAP

CEO Hamad Al Almeri ao lado dos empresários e representantes do governo goiano.


A empresa goiana Delfire Industria e Comércio de Extintores, com sede no Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia), firmou nesta quinta-feira (06), em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, acordo com a Caracal International LLC, que tem como CEO Hamad Al Almeri, para a instalação de uma planta industrial dessa empresa no estado. A unidade é voltada para a produção de armamentos e munições exclusivas para forças de segurança pública do Brasil e com atenção voltada para o mercado da América Latina.

A iniciativa tem o apoio do governo de Goiás, que foi representado na cerimônia de assinatura de memorando de entendimento entre as duas empresas pelo secretário de Desenvolvimento Econômico (SED), Luis Maronezzi, e pelo superintendente de Ações e Operações Integradas da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), delegado federal Emmanuel Henrique. A previsão é de que sejam gerados com a consolidação do projeto cerca de 1.250 empregos diretos e indiretos.

Inicialmente estava prevista participação do vice-governador José Eliton na assinatura do acordo, mas ele não pôde viajar aos Emirados Árabes Unidos em face do atentado que sofreu no dia 28 de setembro, em Itumbiara. De acordo com o memorando de entendimento, as duas empresas se comprometem a trabalhar no sentido de viabilizar a instalação de uma indústria da Caracal no Brasil, buscando a aprovação inicial do governo brasileiro para a fabricação de armamentos. Se comprometem, também, a construir um plano de viabilidade para o empreendimento. As partes irão, ainda, elaborar um projeto para o início das atividades da indústria, primeiramente para montagem de peças e avançando para a fabricação de armas.

Para o empresário Augusto de Jesus Delgado Júnior, a assinatura do memorando de intenções com a Caracal, indústria bélica de ponta, que emprega alta tecnologia na fabricação de armas, representa uma quebra de paradigmas, por ser a primeira indústria bélica a ser instalada no país. Segundo ele, assim como o governador Marconi Perillo, iniciou em 2004 as negociações para a instalação da indústria automotiva no estado, este é um segundo passo na quebra de paradigmas. Conforme acentua, a Caracal Brasil foi planejada para entrar em funcionamento em aproximadamente 12 meses, a partir deste acordo.

Unidade em Anápolis

Os estudos preliminares para a instalação de uma planta da Caracal no estado de Goiás adiantam que a unidade deve ser sediada no município de Anápolis, onde se localiza a maior plataforma logística e de infraestrutura voltada ao transporte e exportação da região Centro-Oeste do país. “Viemos aqui exatamente discutir detalhes desse empreendimento, se inicialmente importaríamos os produtos acabados ou se já faríamos a importação em sistema CKD (Complete Knock-Down) para montarmos as armas no Brasil”, destaca Augusto Delgado.

A partir desse compromisso, serão providenciados os documentos, contratos e licenças para regulamentar o acordo nos próximos meses, com a vinda dos dirigentes da Caracal a Goiás. Para o empresário Paulo Humberto, a vinda da maior fabricante de armas de calibres especiais dos Emirados Árabes para o Brasil, particularmente para Goiás, representa uma inovação para o estado. A planta, segundo o empresário, é a que detém a maior tecnologia para armas de ponta em todo o mundo.

Atualmente, a Caracal tem como chefe de Operações o engenheiro mundial de armas, Robert Rich, que desenvolveu produtos bélicos para as alemãs Heckler & Koch GmbH (H & K) e SIG Sauer GmbH & Co.KG, entre outras. “Ele é um gênio do desenvolvimento de armamentos e não há hoje nenhuma tecnologia, sustentabilidade e resistência igual à oferecida pela Caracal”, afirma Paulo Humberto. A indústria produz uma linha de armas especiais que inclui fuzis, snipers, pistolas, metralhadoras semiautomáticas, carabinas automáticas, entre outros. Produz também munição e acessórios para armas.











http://www.emaisgoias.com.br/goianos...ca-em-anapolis
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #5  
Old Posted Oct 11, 2016, 3:18 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 17,545
Será que dessa vez, o eixo econômico entre Brasília / Anápolis / Goiânia vai assumir a 2a posição de maior, em importância econômica e populacional no Brasil, perdendo apenas para o eixo Rio-São Paulo?
Reply With Quote
     
     
  #6  
Old Posted Oct 11, 2016, 5:15 PM
fabiano's Avatar
fabiano fabiano is offline
Registered User
 
Join Date: May 2013
Location: Brasília
Posts: 1,064
Mais uma voadora na cara da tímida indústria de Brasília.

Anápolis se consolidando cada vez mais como um importante polo industrial.
Reply With Quote
     
     
  #7  
Old Posted Oct 11, 2016, 5:39 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 17,545
Quote:
Originally Posted by fabiano View Post
Mais uma voadora na cara da tímida indústria de Brasília.

Anápolis se consolidando cada vez mais como um importante polo industrial.
Eu não digo isso, mas TODOS os governadores de Brasília estão seguindo a risca o TOMBAMENTO da cidade.

Primeiro BRASÍLIA não virar METRÓPOLE.....

Segundo BRASÍLIA não virar CENTRO INDUSTRIAL....

Portanto, nada vai rolar no quadradinho..
Reply With Quote
     
     
  #8  
Old Posted Oct 11, 2016, 7:42 PM
fabiano's Avatar
fabiano fabiano is offline
Registered User
 
Join Date: May 2013
Location: Brasília
Posts: 1,064
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
Eu não digo isso, mas TODOS os governadores de Brasília estão seguindo a risca o TOMBAMENTO da cidade.

Primeiro BRASÍLIA não virar METRÓPOLE.....

Segundo BRASÍLIA não virar CENTRO INDUSTRIAL....

Portanto, nada vai rolar no quadradinho..
Tudo bem que preservem a área tombada, mas, não podem engessar o restante da cidade.

Por mim, que industrializem todo o restante do DF.
Reply With Quote
     
     
  #9  
Old Posted Oct 11, 2016, 8:02 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 17,545
Quote:
Originally Posted by fabiano View Post
Tudo bem que preservem a área tombada, mas, não podem engessar o restante da cidade.

Por mim, que industrializem todo o restante do DF.
Discordo, Oscar Niemeyer era contra o tombamento justamente sabe porque. Pensam que o DF inteiro é tombamento. E aí saíram tombando tudo, horizonte, o céu, a água, os pássaros, as plantas, os minerais e tal.

Até áreas que nem são ambientais viraram ambientais por força política e não para preservar o meio-ambiente.
Reply With Quote
     
     
  #10  
Old Posted May 30, 2017, 9:21 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,017
Kraft Heinz vai investir R$ 380 milhões na construção de nova fábrica em Goiás


A Kraft Heinz – gigante de alimentos que tem como acionistas a 3G, dos bilionários brasileiros Jorge Paulo Lemann, Beto Sicupira, Marcel Telles, e o americano Warren Buffet, da Berkshire Hathaway – deve anunciar hoje a construção de uma nova fábrica no Brasil. A unidade será erguida na cidade de Nerópolis, em Goiás, com investimentos de R$ 380 milhões. Ao ‘Estado’, Pedro Drevon, presidente do grupo no Brasil, disse que a nova planta deverá entrar em operação em abril do próximo ano e vai consolidar a expansão da companhia no País.

A nova unidade vai produzir as linhas da Heinz e da Quero Alimentos, como ketchup, mostarda, maionese e molhos de tomate. É a primeira planta que será construída desde que a Kraft e Heinz anunciaram a combinação de seus negócios, em 2015. “Será uma fábrica independente da nossa unidade já em operação”, disse Drevon. O grupo já possui uma fábrica também no município de Nerópolis, que foi adquirida quando a Heinz comprou Quero Alimentos, em março de 2011.

Embora fique no mesmo município, a segunda fábrica será erguida em local diferente. “A escolha por Goiás foi em função de o Estado ser conhecido como a ‘casa do tomate’. Faz todo sentido fazer o investimento lá”, disse o executivo. Mas a motivação não é só essa: o grupo terá a garantia benefícios fiscais do programa estadual Produzir. A expectativa é criar 500 vagas, entre empregos diretas e indiretas. Atualmente, o grupo gera 2 mil empregos.

Ampliação

A fábrica que já está em operação vai receber investimentos de R$ 100 milhões para a modernização e ampliação. “A nossa nova unidade será construída para ser sustentável, com sistema de tratamento de água e energia renovável”, disse Drevon.

A Kraft Heinz faturou quase R$ 1 bilhão no País em 2016. Drevon prevê expansão em vendas neste ano, mas evita fazer previsões. Os produtos do vasto portfólio da companhia, segundo ele, têm demanda para atender a todos os tipos de consumidores – desde classe A e B, que consumem a marca Heinz, até a classe média baixa, mais afetada pela crise, que busca produtos da Quero. A atual unidade produz 23 mil toneladas de produtos por mês. A segunda fábrica começará com capacidade para 15 mil toneladas/mês, segundo o executivo.

Mais popular

De olho no consumidor de renda mais baixa, a companhia está relançando o suco em pó Ki-Suco, com nova fórmula, e também já colocou no mercado um macarrão instantâneo, do tipo lámen.

Segundo Drevon, há espaço no mercado brasileiro para todos os tipos de produtos e marcas. Segundo ele, o Ki-Suco terá sua produção inicialmente terceirizada, mas poderá ser produzida nas unidades da Kraft Heinz no futuro, mas essa decisão ainda não foi tomada.

A atual crise não pesou contra a decisão da companhia de fazer o investimento no País. Em 2015, quando a Kraft anunciou sua fusão com a Heinz, o novo grupo mapeou onde precisava fazer expansões pelo mundo. O presidente da Kraft Heinz no País, que iniciou sua carreira no 3G, do trio de bilionários brasileiros, reporta-se diretamente ao executivo Bernardo Hees, que discutiu com os principais acionistas globais a importância do mercado no Brasil.

Complementar

Para o especialista em alimentos e bebidas, Adalberto Viviani, a decisão da Kraft Heinz em investir no Brasil em um momento de recessão é acertada. “Em períodos de incertezas da economia, empresas com marcas regionais, sem capital de giro são as mais afetadas. Nesse caso, se você tem capital para investir, o melhor a fazer é apostar nos mercados já consolidados, que têm demanda firme”, disse.

Segundo Viviani, as diferentes marcas da Kraft Heinz são complementares. Para ele, o fato de a classe média querer manter o padrão de consumo abre oportunidade para aumento de vendas das linhas de negócio do grupo. Para Drevon, o potencial de demanda pelos produtos da companhia e as vendas efetivas serão o termômetro para que a Kraft Heinz continue investindo no País. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.










http://www.istoedinheiro.com.br/kraf...rica-em-goias/
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #11  
Old Posted Jun 6, 2017, 12:06 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 17,545
Em todos países sérios do MUNDO, zonas industriais são distantes do Centro Urbano. Salvo, quando a cidade é do litoral. Mas em Brasília, esses modernistas estão cagadas. A cidade já nasceu assim, e ficam num desespero quando se anuncia um prédio alto, um shopping gigantesco. Quando não é agressão ao tombamento é agressão ao meio-ambiente.

Nota, sabiam que até o meio-ambiente eles tombaram. Somente esqueceram que a região do DF existiam fazendas de gado a 200 anos. Portanto, muito pouco do que era o Cerrado restou.

E outra, fazer zonas ambientais dentro do tecido urbano é suícido. Sabe porque. Ventores de doenças iriam circular por essas regiões. O mesmo diz respeito, instalar hospitais dentro de área residencial é outro suícidio.

Moro do lado do Hospital Pacini e Setor Hospitalar. Olha se ver a quantidade de lixo hospitalar jogado na minha quadra não está no gibi. O povo vai se consultar, e jogar até curativos na rua.

Aí que beleza, uma criança pega e pimba se contamina. Ou um cachorro também. Eu mesmo, quando criança peguei Hepatite e nem preciso falar aonde é claro.
Reply With Quote
     
     
  #12  
Old Posted Jun 12, 2017, 7:42 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 17,545
Agora a região entre Abadiania e Alexania irá crescer ainda mais, com outlet center, gigantesco parque aquático e o hotel de um grupo de SP. Isso é apenas o inicio. Estou falando apenas na parte de serviços. Tem também a parte industrial.
Reply With Quote
     
     
  #13  
Old Posted Aug 31, 2017, 10:49 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 17,545
Sabiam se os Casinos forem legalizados, o projeto de Caldas Novas será esse aqui..

Reply With Quote
     
     
  #14  
Old Posted Aug 31, 2017, 12:41 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,017
Bacana, mas ainda vai demorar, a Câmara e o senado nada fez ainda para o projeto de liberação avançar
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #15  
Old Posted Aug 31, 2017, 5:26 PM
salengasss salengasss is offline
Registered User
 
Join Date: May 2011
Posts: 985
Bonitão, né? O Governo já vai conceder a 'raspadinha'. Essa questão do Cassino, é só questão de tempo!
Reply With Quote
     
     
  #16  
Old Posted Aug 31, 2017, 9:09 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is online now
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 17,545
Vamos ver no que vai dar, mas.... Será que Caldas Novas não será ofuscada pelos casinos da Cidade Ocidental... ops.... Alphaville....
Reply With Quote
     
     
End
 
 
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Regiões Metropolitanas Regionais
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 2:01 PM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2017, vBulletin Solutions, Inc.