HomeDiagramsDatabaseMapsForumSkyscraper Posters
     

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte

Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #81  
Old Posted Jun 14, 2012, 8:18 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 19,003
Essa empresa AECOM manda bem, é a mesma que está fazendo o projeto Porto Maravilha no Rio de Janeiro, e aqui mesmo em Brasília, desenvolveu todo masterplan do ALPHAVILLE BRASÍLIA.

Eu fiquei satisfeito com a empresa, e com certeza o aeroporto vai melhorar muito. 15 fingers numa só tacada, praticamente dobra a capacidade do aeroporto. Se bem que 24 posições remotas poderiam ser invertidas. 15 posições remotas e 24 fingers, o que acham Sale e Mamute?
Reply With Quote
     
     
  #82  
Old Posted Jun 14, 2012, 9:20 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,344
Por mim se tivessem de 25 a 30 fingers fixos e o restante remotos seria melhor (gosto de fartura), junto com o novo terminal 30 fingers ficaria bom, e não necessitaria de futuras "gambiarras" caso seja muito elevado o fluxo de passageiros no futuro...

Pra avaliar legal só com o projeto mesmo, mas de inicio da pra quebrar um galho
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #83  
Old Posted Jun 15, 2012, 5:13 PM
salengasss salengasss is offline
Registered User
 
Join Date: May 2011
Posts: 1,092
Também acho que 'pra começo de conversa' tá bom... o lance é ter os fingers pra termos mais qualidade de vida e viajarmos a partir de Brasília
Reply With Quote
     
     
  #84  
Old Posted Jun 26, 2012, 4:05 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 19,003
Globo Aviação tem novo hangar em Brasília; novo espaço vai ampliar oferta de hangaragem, manutenção e venda de aeronaves

Como parte da estratégia do Grupo Voar, a Globo Aviação vai inaugurar um novo hangar em Brasília, no Aeroporto Internacional Juscelino Kubstichek. São mais 1.800 metros quadrados para hangaragem de aeronaves, manutenção e atendimento ao cliente. A empresa, com sede em Goiânia, no Aeroporto Santa Genoveva, já ocupava um hangar no Aeroporto de Brasília, mas, por conta da demanda, decidiu ampliar o espaço. Agora, com a incorporação do hangar 36, passará a contar com 3.000 metros quadrados.

“Já estamos ocupando o novo espaço, mas o hangar ficará totalmente pronto em 90 dias”, disse Marcelo Mansur, gerente do hangar. O novo espaço vai demandar a contratação de mais 15 ou 20 pessoas, entre mecânicos, técnicos e pessoal de apoio. A Voar, juntamente com a Globo Aviação, é líder em manutenção e hangaragem na região Centro-Oeste. Oferecem ainda aos clientes venda de peças, renovação de interiores, pintura e compra e venda de aeronaves novas e usadas.

Fundada em 1986, a Voar tem a sede principal em Goiânia, onde conta com 35 mil metros quadrados de área, sendo 10 mil metros quadrados destinados exclusivamente para manutenção. A empresa é homologada para fazer manutenção em aeronaves a pistão, turboélices, jatos e helicópteros, estando habilitada a atender diversos modelos Cessna, Embraer, Hawker Beechcraft, Piper, Cirrus, Robinson, entre outros. [www.globoaviacao.com.br ].

Fonte: http://www.revistafator.com.br/ver_n...php?not=207967

Last edited by pesquisadorbrazil; May 18, 2017 at 4:24 AM.
Reply With Quote
     
     
  #85  
Old Posted Jun 27, 2012, 10:36 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 19,003
Pluna: mais de 30 mil passageiros na rota Brasília-Montevidéu

27/06 - 16:48

Pluna anunciou nesta quarta-feira, dia 27, que ultrapassou a marca de 30 mil passageiros embarcados na rota Brasília-Montevidéu. Esta rota é a única ligação direta da capital federal com uma cidade no Mercosul, oferecendo voos diretos para Montevidéu (Uruguai) com rápidas conexões para as principais cidades da América do Sul, como Buenos Aires (Argentina), Santiago (Chile) e Assunção (Paraguai).

“A cidade apresenta um grande potencial para viagens internacionais diretas sem a necessidade de ligação com Guarulhos”, afirmao diretor comercial da Pluna no Brasil, Gonzalo Mazzaferro.

Rafael Massadar
Fonte: http://www.mercadoeeventos.com.br/si...ias/view/86008

Last edited by pesquisadorbrazil; May 18, 2017 at 4:25 AM.
Reply With Quote
     
     
  #86  
Old Posted Jun 27, 2012, 10:38 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 19,003
E depois dizem que não existe demanda para vôos internacionais no HUB em formação em Brasília, que atenderá plenamente toda a região Centro Oeste, sem depender do Rio de Janeiro ou São Paulo.

Nem preciso falar, que a Air France está aguardando a liberação de um slot para começar a operar em Brasília.
Reply With Quote
     
     
  #87  
Old Posted Jul 2, 2012, 4:54 AM
MattBuchanan's Avatar
MattBuchanan MattBuchanan is offline
Registered User
 
Join Date: Mar 2012
Location: Brasilia/Los Angeles
Posts: 17
Bom pessoal, agora pouco me deparei com essa entrevista sobre o Aero de Brasília: Ela é com o gerente da Corporación América no Brasil, Daniel Ketchibachian...

Inframérica Participações promises commercial revolution at Brasilia

BRAZIL. Infrámerica Consortium partners Infravix Participações and Corporación América have joined Brazil’s state airport authority, Infraero, to form Inframérica Participações – a new company that will manage Brasilia Jubilino Kubitschek International Airport. And the partners are pledging a big commercial overhaul of the facility.

Held 51% by Infrámerica and 49% by Infraero, the company is overseeing the consortium’s move full management control of Brasilia Airport from mid-September.

During the present 90-day transitional phase in the airport’s privatisation, Infraero is still exercising management control.

Daniel Ketchibachian, Corporación América’s Country Manager Brazil, will be relocating permanently to Brasilia from Buenos Aires by the end of 2012. In a wide-ranging interview, Ketchibachian told The Moodie Report that review of the commercial mix at Brasilia Airport is underway as it finalises plans for a new terminal.

“The deadline is within this year, as we need to define the mix, then integrate it with infrastructure. We will be building the airport thinking of the commercial necessities.”

Ketchibachian said that the new administration will respect contracts but will also have private negotiations with concessionaires to consider options for time frame or spaces: “We need to go one by one through about 120 individual contracts.

“We will look to introduce new players to the airport – customers are looking for something new,” he said. “We also plan to bring a new level of customer service, adding social media and technology to that service.”

Dufry holds the duty free concession at Brasilia, as well as a small duty paid operation.

Brasilia has strong duty paid potential, Ketchibachian said, noting that 96% of the 15.4 million passengers it handled in 2011 were domestic. Ketchibachian is a former CEO of Corporación América’s Argentinean airport duty paid business.

In Natal, where Corporación América and Engevix jointly hold the 25-year operational contract for São Gonçalo do Amarante Airport, the situation is different because the consortium is building a greenfield airport, about 15km from the present one, and starting with new commercial contractual relationships.

Envisioning the new terminals
“We have a clear mission” is how Ketchibachian describes the goals at Brasilia. “We want to have one of the world’s best commercial mixes, and are using all of our expertise in order to reach this mission. We have very clear three concepts: Retailment, Technology 3.0 and Service.”

Retailment means that the airport would seek to replicate the successful Store 22 concept concept from Buenos Aires (now operated by Dufry) across the entire Brasilia Airport, Ketchibachian elaborated. “We’re looking at cosmetics and make-up experiences, prize draws, games, food and wine experiences, product launches, fashion events and more, while adding more than 9,000sq m of commercial space and trying to recreate the duty free atmosphere in every airport corner.”

Inframérica also wants a ‘3.0 Airport’ to put technology at the service of the passenger, retailers and sponsors. Plans include use of holograms, multi-touch technologies, apps for smartphones or tablets, a new web page focused on simplicity and integrating social media, and self-consulting docks.

In terms of service, Inframérica plans to introduce a team of people walking the airport and helping the passengers, he explains. “We want to modify the fixed concept of customer service in the airport – if a passenger needs help, our people will be there helping them just in time.

“This team will have a link also with social media, identifying claims in Twitter, Facebook or Google+ in real time.”

And Inframérica promises a strong commercial concept when it concludes its major developments for the 2014 World Cup.

“Our idea is to invite all the World Cup stakeholders to be part of the airport. In one of the two connectors of the airport we are designing a World Cup museum, and we want to invite Brazilian football players to the airport to be in touch with their people, signing balls or doing an exhibition in the terminal.”

Inframérica Participações will invest almost R$1 million (US$480,000) a day until the World Cup.

Ketchibachian confirmed Infrámerica plans to retain as many as possible of Infraero’s 398 employees at the airport post-transition, recognition of the 20-year average length of service among the staff.

“Inframerica will be integrated mainly with the present Infraero staff,” confirmed Ketchibachian. “They have the right to stay at Infraero – in other airports, or public agencies – or pass to the new consortium.

“It’s our hope to receive all of them. We admire the work they did at Brasilia Airport and of course we want to add this aeronautical and commercial know-how to our corporation.”

Fonte: http://www.moodiereport.com/document...6&doc_id=31487

E o BÔNUS : A imagem de como ficará o novo Aeroporto de Brasília:
Reply With Quote
     
     
  #88  
Old Posted Jul 2, 2012, 5:46 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 19,003
Conforme todas especulações citadas por min e outros forumers no outro forum, ficou uma mescla de idéias. Inclusive ao qual, eu havia ventilado a idéia de total abandono do terminal Sul em satélite. E pelo que contei, daria uns 25 fingers, estou enganado.

E talvez a imagem esconda algo que não podemos perceber, mas creio que haverá um concourse em frente desse terminal, do lado da Base Aérea.
Reply With Quote
     
     
  #89  
Old Posted Jul 3, 2012, 2:17 AM
MattBuchanan's Avatar
MattBuchanan MattBuchanan is offline
Registered User
 
Join Date: Mar 2012
Location: Brasilia/Los Angeles
Posts: 17
Com certeza um concourse do lado da base aérea seria ótimo! Por hora, achei bem interessante essa primeira apresentação, na foto dá pra ver que a qualidade do terminal será excelente. Tomara que o Consórcio Inframérica cumpra com todas essas promessas da reportagem, Brasília merece.
Reply With Quote
     
     
  #90  
Old Posted Jul 3, 2012, 12:50 PM
luizwagner luizwagner is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 55
Achei bem interessante a disposição de todo o terminal. Mais interessante ainda por eliminar o satélite sul.

Notem que o terminal central, onde deve ficar toda a estrutura das Cias Aéreas, pode ser ampliado ocupando a área das pontes de acesso aos terminais adjacentes, ampliando a área do aeroporto quando for necessário.
Reply With Quote
     
     
  #91  
Old Posted Jul 3, 2012, 5:15 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 19,003
Segundo módulo operacional de BSB inicia operações
O segundo módulo operacional do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, entrou em funcionamento ontem (domingo, dia 1), em fase de operação assistida. Neste estágio, as operações no espaço são observadas para avaliar o funcionamento e realizar ajustes, caso necessário.

O módulo, um investimento de R$ 4,55 milhões, cumpre a função de sala de embarque, contando com 1,2 mil m² e quatro portões. O espaço se localiza no pátio remoto central e recebe quatro voos regulares neste primeiro momento. O espaço oferece a mesma infraestrutura de uma sala de embarque convencional: lanchonete, Sistema Informativo de Voos (SIV) e ar condicionado.

“A nova área aperfeiçoará ainda mais o funcionamento do aeroporto. Os passageiros ganham mais conforto e as operações contarão com uma nova área, o que traz benefícios para todos os envolvidos no cotidiano do terminal”, pontuou o superintendente de Brasília, Antonio Erivaldo Sales.

Fonte: http://www.panrotas.com.br/noticia-t...tml?pesquisa=1
Reply With Quote
     
     
  #92  
Old Posted Jul 3, 2012, 6:41 PM
HLbsb's Avatar
HLbsb HLbsb is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 402
Quote:
Originally Posted by MattBuchanan View Post
(...)
E o BÔNUS : A imagem de como ficará o novo Aeroporto de Brasília:
Conseguiu alegrar a gregos e troianos. Do ponto de vista do investidor é exeqüível com o menor custo. Já do ponto de vista do usuário, é funcional e facilita as conexões por manter terminal único. Certamente que se fosse um aeroporto totalmente novo seria melhor, mas está bom assim.

Fica claro que não quiseram expandir sobre o TECA nesse primeiro momento e tão pouco construir pátios sobre a via de acesso à base aérea porque exigiria ainda mais investimentos num período muito curto de tempo. Num segundo momento devem construir um novo TECA para que o atual ceda espaço ao TPS. Já o pátio sobre a rodovia, modelo sempre presente nos modelos da Infraero, deve ser abandonado por exigir um extenso túnel e investimentos muito altos.

No futuro o TPS terá que se expandir para a margem da pista sul, formando um "y". Imagino que a disposição em terminal único será a preferida. Sendo assim, mantém-se um corpo central concentrando todos os serviços e se faz outro grande course acompanhando a pista, com portões de embarques dos dois lados. Quebra a simetria, mas mantém a funcionalidade.

Last edited by HLbsb; Jul 3, 2012 at 8:35 PM.
Reply With Quote
     
     
  #93  
Old Posted Jul 3, 2012, 10:44 PM
Colossusdf Colossusdf is offline
Registered User
 
Join Date: Nov 2011
Posts: 19
Por essa imagem, o terminal central, neste primeiro momento, não será ampliado. Ou é impressão minha?
Reply With Quote
     
     
  #94  
Old Posted Jul 4, 2012, 1:05 AM
HLbsb's Avatar
HLbsb HLbsb is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 402
Quote:
Originally Posted by Colossusdf View Post
Por essa imagem, o terminal central, neste primeiro momento, não será ampliado. Ou é impressão minha?
Imagino que só será ampliado quando for construído um novo TECA em outro local do sítio aeroportuário, o que possibilitaria a demolição do atual. O TECA fica exatamente no local de ampliação do corpo central do TPS...

Algumas reformas no corpo central, além das que já estão ocorrendo, serão necessárias nesse primeiro momento para ampliar espaço de balcões de check-in e esteiras de restituição de bagagem.
Reply With Quote
     
     
  #95  
Old Posted Jul 8, 2012, 6:40 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 19,003
Nesse primeiro momento, isso é apenas preliminar, pois com esse terminal que aparenta ter uns 25 fingers, a capacidade operacional será próxima de 20 milhões de paxs.

E com certeza os outros 6 milhões de paxs seriam supridos pelos estacionamentos remotos. Mas uma duvida paira no ar. Somente o terminal satélite, tem capacidade de 8,5 milhões, se demolirem ele, aonde irão ficar esses paxs? Estacionamentos remotos, ou, nesse super concurse em frente do atual terminal, com os mesmos 25 fingers interligados ao terminal antigo pelo subterraneo.

Então, as imagens escondem a verdadeira realidade, sem contar, que eles devem apresentar o novo masterplan ou no nosso português, o plano diretor do aeroporto e com suas futuras expansões.

E aí sim, teremos noção de como o aeroporto ficará, pois se ficar que nem na imagem e tiver que demolir o terminal satélite, o aeroporto então terá que ser feito pra ontem, pois dinheiro não irá faltar, mas se o conforto hoje é um caos com terminal satélite com capacidade de 8,5 milhões paxs ano e 7 fingers, imaginem sem ele. Eu gostaria de saber a alternativa encontrada.
Reply With Quote
     
     
  #96  
Old Posted Jul 10, 2012, 10:51 PM
HLbsb's Avatar
HLbsb HLbsb is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 402
10/7 – Obras de hotéis nos aeroportos do Galeão e Brasília avançam

Terça-Feira 10 de Julho de 2012 às 16:40

As obras de construção de hotéis para os aeroportos internacionais do Galeão (RJ) e Brasília (DF) seguem em bom ritmo. No Galeão, na obra, que foi iniciada em dezembro de 2011, já foi concluída a construção das fundações e instalações dos pilares que sustentarão o edifício. A próxima etapa envolverá a implantação de vigas de suporte de lajes e paredes. Atualmente, já foram concluídos 15% dos trabalhos previstos.

Já em Brasília, foi concluída a concretagem das estacas da fundação, e a concretagem dos blocos da edificação já teve início. Os trabalhos na obra foram também intensificados com a implantação de segundo turno nos trabalhos, que segue das 17h às 03h. Atualmente, 125 funcionários trabalham na construção do empreendimento em Brasília, que teve início em janeiro de 2012.



A iniciativa da implantação de hotéis econômicos nos dois aeroportos foi iniciada em 2010, quando a Infraero abriu editais de licitação para conceder uma área para a construção dos empreendimentos em ambos. No Galeão, o empreendimento ocupará uma área de 4,8 mil m² no eixo viário do aeroporto, e o investimento previsto em contrato é de R$ 17,6 milhões. O projeto para o hotel contempla um espaço com 162 suítes distribuídas em seis pavimentos. Já o hotel de Brasília ocupará uma área de 3,3 mil m² a 560 m de distância do terminal brasiliense, com investimento de R$ 32,6 milhões. O prazo de conclusão de ambas as obras é de 18 meses contados a partir da assinatura dos contratos.

Emmanoeth de Sá, superintendente do Galeão, destacou a importância desse empreendimento para o aeroporto: “Com o novo hotel, os passageiros contarão com mais uma opção de comodidade nos arredores dos terminais. A iniciativa beneficiará principalmente os passageiros que fazem voos de conexão para o Galeão”, destacou.


Assessoria de Imprensa - Infraero
imprensa@infraero.gov.br
www.twitter.com/canalinfraero
Reply With Quote
     
     
  #97  
Old Posted Jul 11, 2012, 12:56 AM
MattBuchanan's Avatar
MattBuchanan MattBuchanan is offline
Registered User
 
Join Date: Mar 2012
Location: Brasilia/Los Angeles
Posts: 17
Ótima notícia!
Reply With Quote
     
     
  #98  
Old Posted Jul 11, 2012, 8:49 PM
Arquivista Arquivista is offline
Registered User
 
Join Date: May 2011
Posts: 28
Tinha até estranhado isso. Na imagem que divulgaram não tem nenhum prédio aludindo a um possível hotel. Mas pela notícia acima, as coisas estão andando
Reply With Quote
     
     
  #99  
Old Posted Jul 13, 2012, 4:04 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 19,003
Aviões da Transbrasil vão a leilão para 'limpar' aeroporto de Brasília

Dois aviões da extinta companhia aérea Transbrasil devem ser desmontados e vendidos como sucata, determinou a Justiça. Uma terceira aeronave irá a leilão inteira, para preservar a memória da empresa falida. Fundada em 1955, a Transbrasil deixou de voar em 2001.

Os três Boeings 767-200 estão estacionados na área operacional do aeroporto de Brasília, o que atrapalha as empresas que operam no local atualmente.

A previsão é que o leilão do avião inteiro ocorra até setembro. Os valores arrecadados irão para o pagamento de credores, principalmente trabalhadores.

As aeronaves já foram declaradas estragadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Elas estão sem motores, sem acabamento interno e com os painéis da cabine de comando destruídos.

A medida faz parte do programa Espaço Livre - Aeroportos, da Corregedoria Nacional de Justiça. O objetivo da ação é remover dos aeroportos todos os aviões que estejam vinculados às massas falidas de empresas aéreas ou que tiverem sido apreendidos em processos criminais, principalmente por tráfico de drogas.

Fonte: http://economia.uol.com.br/ultimas-n...medium=twitter
Reply With Quote
     
     
  #100  
Old Posted Jul 13, 2012, 11:37 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,344
Número de desembarques internacionais em Brasília cresce 70% no último ano



Em 2010, o Aeroporto de Brasília recebeu aproximadamente 37 mil passageiros de outros países. No ano passado, o número passou para mais de 63 mil estrangeiros


De acordo com um balanço feito pelo Ministério do Turismo, o número de desembarques internacionais no Aeroporto Internacional de Brasília cresceu 70% no período de um ano.

A estimativa confirma a movimentação intensa de pessoas do mundo todo na cidade, que é considerada o terceiro hub do país. Em 2010, o Aeroporto de Brasília recebeu cerca de 37 mil passageiros de outros países. No ano passado, o número passou para mais de 63 mil estrangeiros. O principal emissor foi os Estados Unidos, com, aproximadamente, 18 mil pessoas. Na Europa, o país que mais enviou pessoas para o Brasil foi Portugal (12.402). Já na América do Sul, o recorde continua sendo da Argentina (3.047). “Brasília é um grande portão de entrada para o Brasil, tanto pela quantidade de voos internacionais que recebemos diariamente, quanto pela localização da cidade, que está no centro do país”, explica o secretário-adjunto de Turismo do Distrito Federal, Geraldo Bentes.

De acordo com a Infraero, o número de voos internacionais sem escala que partem de Brasília saltou de dois para oito desde 2008. Além da TAP, pioneira nos voos diretos para a Europa partindo de Brasília, foram criadas mais nove linhas internacionais que levam a sete cidades em seis países distintos. Apenas nos voos para Lisboa, operados pela TAP, foram transportados, em média, 10 mil passageiros por mês em 2010. “Temos aqui perto um grande atrativo de turistas que é o trabalho de João de Deus. O médium é bastante procurado e admirado pelo público, principalmente, pelos portugueses.”

Nos trechos da TAM para Miami, em que se usam aeronaves com capacidade para transportar 175 passageiros na classe econômica e 30 na executiva, a média de ocupação é de 166 e 28 pessoas, respectivamente. Além da companhia brasileira, a American Airlines também opera voos para Miami. Outros voos para destinos internacionais saindo do Aeroporto Juscelino Kubitschek criados nos últimos quatro anos são o da Copa Airlines para a Cidade do Panamá, o da Delta Airlines para Atlanta (EUA) e os das empresas Lan Airlines e Taca Airlines para Lima (Peru).












http://www.correiobraziliense.com.br...timo-ano.shtml
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
This discussion thread continues

Use the page links to the lower-right to go to the next page for additional posts
 
 
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 8:29 AM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2018, vBulletin Solutions, Inc.