HomeDiagramsDatabaseMapsForum
     

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte


Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #1481  
Old Posted May 6, 2019, 1:54 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,907
GDF lança edital para passar gestão do Metrô à iniciativa privada

Medida ocorre em meio à greve dos metroviários, iniciada na quinta-feira (02/05/2019) e que afeta milhares de passageiros no DF


Em meio à greve dos metroviários, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), lançou o edital de chamamento público para concessão da Companhia do Metropolitano. Na prática, a medida transfere a gestão do transporte de trilhos do DF para as mãos da iniciativa privada.

Publicado no Diário Oficial desta segunda-feira (06/05/2019), o edital estabelece que os interessados em participar do processo deverão apresentar “projetos, levantamentos, investigações e estudos para modelagem técnica, operacional, econômico-financeira e jurídica referentes à concessão de gestão, operação, manutenção e expansão dos serviços de transporte metroviário do DF”.

Empresas dispostas a gerir o metrô da capital federal têm de apresentar requerimento junto à Secretaria de Mobilidade (Semob) no prazo de 30 dias, contados a partir desta segunda-feira (06/05/2019). O texto é assinado pelo secretário de Transportes do DF, Valter Casimiro.

Greve

A publicação ocorre cinco dias depois de os metroviários deflagarem uma greve geral na capital do país. A paralisação dos servidores começou na última quinta-feira (02/05/2019). Na sexta (03/05/2019) a Justiça do Trabalho acatou pedido do Metrô-DF e determinou, em caráter liminar, que o Sindicato dos Metroviários do Distrito Federal (Sindmetrô-DF) garanta efetivo para que 80% dos trens do sistema circulem nos horários de pico.

Nesta segunda (06/05/2019), as estações ficarão abertas das 5h30 às 23h30. A quantidade de composições circulando, no entanto, será reduzida. Contudo o impacto deve ser menor nos horários de pico. Das 6h às 10h e das 16h às 20h, 80% dos trens vão funcionar – no período restante, o índice cairá para 30%.

Repercussão

A direção do Metrô não quis comentar o lançamento do edital. Por outro lado, os trabalhadores do sistema estão revoltados. Segundo o diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Metroviários do DF (SindMetro), Hugo Leonardo Lopes da Silva, a categoria buscará todas as medidas possíveis para frear a concessão.

A privatização é inviável. A terceirização não é a resposta. No mundo todo, o Metrô não dá lucro. A função dele é social para incentivar o transporte coletivo e diminuir a poluição ambiental. E a empresa não vai entrar na concessão para perder dinheiro. O governo vai ter que garantir esse lucro de alguma forma e quem vai pagar mais será a população" Hugo Leonardo, diretor do SindMetro

Pelas contas dos metroviários, hoje o Metrô tem o patrimônio R$ 2 bilhões e emprega diretamente, aproximadamente, 1,4 mil homens e mulheres. “É uma forma do governo pressionar a nossa greve. O que será feito dos trabalhadores? E vai entregar essa estrutura toda para a iniciativa privada? E os problemas que acontecem nas linhas são de manutenção. Esse serviço já é terceirizado. Por isso, terceirização não é a resposta”, argumentou o sindicalista.


PPP

Dias após derrotar Rodrigo Rollemberg (PSB) na corrida ao Palácio do Buriti, o então governador eleito Ibaneis Rocha (MDB) revelou ao Metrópoles a intenção de publicar edital para alterar o estatuto social da empresa pública.

À época, segundo Ibaneis, a expansão do transporte até a Asa Norte, por exemplo, poderia ocorrer por meio de Parceria Público-Privada (PPP), desonerando o GDF dos custos bilionários para as obras. Na ocasião, a intenção do governador pegou de surpresa os metroviários.

“Esse anúncio é justamente o contrário do que ele [Ibaneis] acertou conosco. Durante a campanha, ele dizia que expandiria o metrô de forma correta, valorizando o servidor. Temos que sentar e avaliar o motivo para ele ter tomado essa decisão. Mesmo porque isso não nos foi repassado e não fomos consultados. Precisamos conversar para que não haja impasses entre os servidores e o governo. De antemão, digo que não é uma medida que agrade a categoria”, assinalou Hugo Leonardo.




https://www.metropoles.com/distrito-...iativa-privada
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #1482  
Old Posted May 6, 2019, 1:55 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,907
Já tá é demorando essa privatização
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #1483  
Old Posted May 7, 2019, 12:54 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,719
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
Já tá é demorando essa privatização
Eu gostei da atitude, assim abaixa a crista do Sindicato dos Metroviários, pois o que eles queriam, estabilidade no emprego? Dançaram.
Reply With Quote
     
     
  #1484  
Old Posted May 21, 2019, 3:25 PM
BSB2008 BSB2008 is offline
Registered User
 
Join Date: Aug 2013
Posts: 19
Plano de desenvolvimento do transporte público sobre trilhos do distrito federal

O Metrô-DF divulgou no site dele os relatórios do PDTT/DF 2018 e da PMU/DF 2016 (Pesquisa de Mobilidade Urbana):

http://www.metro.df.gov.br/?page_id=40044
http://www.metro.df.gov.br/arquivos/...TRODF_2018.zip
http://www.metro.df.gov.br/arquivos/...TRODF_2016.zip
Reply With Quote
     
     
  #1485  
Old Posted May 21, 2019, 4:41 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,719
Já tem deputado distrital querendo melar a privatização do metrô, eu quero ver de qual chapéu ele vai tirar a expansão do mesmo. Detalhe o senador Izalci já está destinando dinheiro para expansão do Metrô para Asa Norte e a Planaltina.
Reply With Quote
     
     
  #1486  
Old Posted May 27, 2019, 9:55 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,907
Passei pela EPTG esses dias, reparei que a estação da EPTG do metrô, deve estar quase pronta, já retiraram os tapumes e estavam preparando as áreas esternas
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #1487  
Old Posted May 27, 2019, 5:54 PM
DavidRPM's Avatar
DavidRPM DavidRPM is offline
Registered User
 
Join Date: Dec 2011
Posts: 71
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
Passei pela EPTG esses dias, reparei que a estação da EPTG do metrô, deve estar quase pronta, já retiraram os tapumes e estavam preparando as áreas esternas
Hoje passei de metrô e reparei que a plataforma está pronta e limpa. Acho que só falta as placas de sinalização e bancos.
Reply With Quote
     
     
  #1488  
Old Posted May 28, 2019, 12:37 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,719
Quote:
Originally Posted by DavidRPM View Post
Hoje passei de metrô e reparei que a plataforma está pronta e limpa. Acho que só falta as placas de sinalização e bancos.
Na realidade a estação já estava pronta a décadas. Só faltava apenas a famosa maquiagem governamental.
Reply With Quote
     
     
  #1489  
Old Posted May 30, 2019, 12:49 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,907
Empresas chinesa e de São Paulo querem assumir gestão do metrô no DF


No total, seis organizações se interessaram em realizar estudos para gestão, operação, manutenção e expansão do serviço de transporte

Foto: FELIPE MENEZES/METRÓPOLES


Na esteira para ser entregue à iniciativa privada, o metrô do Distrito Federal chamou atenção de ao menos seis empresas ou consórcios. O Metrópoles apurou que, entre os participantes do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), estão uma organização que hoje compõe o sistema metroviário de São Paulo e uma operadora chinesa. O processo que antecede a concessão será encerrado na próxima terça-feira (04/06/2019).

Por meio de edital publicado na edição extra do Diário Oficial do DF (DODF) de 3 de maio, a Secretaria de Transporte e Mobilidade deu 30 dias corridos para empresas declararem interesse na apresentação de projetos, levantamentos, investigações e estudos para modelagem técnica, operacional, econômico-financeira e jurídica referentes à concessão de gestão, operação, manutenção e expansão dos serviços do transporte.

Uma das exigências para a participação no processo é a comprovação de experiência na elaboração de projeto ou na operação de sistema metroviário de transporte de passageiros no Brasil ou no exterior.

Após o PMI, o próximo passo do procedimento para entregar o sistema à iniciativa privada é a publicação no DODF do termo de autorização dos estudos, com os critérios de avaliação e seleção. A partir daí, os interessados terão 120 dias para apresentar propostas.

Secretário de Projetos Especiais, Everardo Gueiros explicou que,vencida a etapade proposição dos projetos, o governo escolherá as melhores ideias para, então, lançar um edital a fim de executá-las.

Questionamentos

Os deputados distritais Leandro Grass (Rede) e Arlete Sampaio (PT) protocolaram representação no TCDF na qual apontam irregularidades no edital do PMI. Entre os pontos que estariam em desacordo com as normas vigentes, encontra-se a concessão dos serviços metroviários à iniciativa privada sem autorização prévia do Poder Legislativo.

Os parlamentares solicitaram medida cautelar para suspender o procedimento.Na sessão de23 de maio, porém, o pedido foi negado e a Corte de Contas deu 15 dias para que a Secretaria de Transporte e Mobilidade e o Metrô apresentem esclarecimentos a respeito dos questionamentos dos deputados.

O outro lado

Questionado sobre as interessadas no PMI, o Metrô-DF disse que não dispõe de informações e quem conduz o processo é a Secretaria de Transporte e Mobilidade. A pasta, por sua vez, não retornou o contato da reportagem.

Enquanto o GDF toca o processo de concessão, o Metrô-DF enfrenta greve dos funcionários do sistema metroviário. Os servidores cruzaram os braços em 2 de maio, argumentando que benefícios sociais reunidos em 52 cláusulasteriam sido cortados e que a companhia. Além disso, reclama a categoria, não estariam sendo cumpridos acordos coletivos, judiciais e sentenças da Justiça favoráveisaos trabalhadores desde 2015.






https://www.metropoles.com/distrito-...do-metro-no-df
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #1490  
Old Posted May 31, 2019, 12:20 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,719
Tem que privatizar mesmo. Assim abaixa a crista dos sindicatos estatais.
Reply With Quote
     
     
  #1491  
Old Posted Jun 4, 2019, 9:46 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,719
Trem que liga Brasília a Valparaíso (GO) faz 1ª viagem nesta terça

Comitiva de autoridades vai avaliar o trajeto. Próximos passos são fazer os ajustes necessários, definir preço da passagem e iniciar transporte de passageiros


trem que ligará Brasília a Valparaíso (GO) fará sua primeira viagem de teste na manhã desta terça-feira (04/06/2019). Partindo da Estação Rodoferroviária, às margens da Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia), o vagão segue com destino ao Entorno do Distrito Federal, das 8h30 às 11h30.

O trajeto será feito por uma comitiva composta por: o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB); o secretário de Desenvolvimento da Região Metropolitana, Paulo Roriz; o secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro; o secretário nacional de Mobilidade e Serviços Urbanos do Ministério do Desenvolvimento Regional, Jean Pejo; e um representante da VLi, concessionária responsável pela linha.

A viagem experimental é coordenada pela União, assim como o projeto de revitalização do sistema de transporte. A princípio, o Ministério do Desenvolvimento Regional previa o início dos testes em janeiro. Porém, um reestudo feito pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e o governo local acabou atrasando o cronograma.

Será feito somente o trajeto de ida, e não há confirmação de quando terão início as viagens experimentais para passageiros. Não serão permitidas descidas durante a rota, mas o trem poderá parar “para melhor observação dos pontos de interesse”, segundo o ministério. Devido ao limite de passageiros, a imprensa não acompanhará a comitiva.

A ideia, segundo o Governo do Distrito Federal (GDF), é verificar a recente manutenção realizada na malha ferroviária, além de contabilizar o tempo estimado de deslocamento, quando a operação estiver regularizada.

Na viagem experimental, o trem usado não será o oficial, que fará o transporte de passageiros futuramente: o vagão escolhido para o teste tem capacidade de conduzir apenas 10 pessoas – sete passageiros e três tripulantes.

A intenção do governo local e da União de retomarem a condução de passageiros na linha férrea, que atualmente só transporta cargas, foi noticiada em dezembro de 2018, pelo Metrópoles, em primeira mão.

ANTT
Em nota enviada à reportagem, a concessionária reiterou a realização de estudos para adaptação da linha para transporte público. “A via, sob responsabilidade da VLi, tem foco no transporte de carga. É importante ressaltar que os estudos de viabilidade técnica para sua adaptação a outros fins ainda estão em andamento pelos interessados e deverão ser submetido à análise e manifestação da ANTT [Agência Nacional de Transportes Terrestres]”. A empresa é também a responsável pela tradicional Maria Fumaça, que faz o trajeto entre São João del Rei (MG) e Tiradentes (MG).

Após a chancela dos governos local e federal, as viagens devem ser feitas por um veículo leve sobre trilhos (VLT), escolhido justamente para reaproveitar linhas férreas já existentes. O modal é mais silencioso do que o metrô, por exemplo, e muito menos poluente, considerado um meio de transporte ideal na ligação entre centros urbanos e regiões com potencialidade rural.

O governo ainda analisa o valor da passagem e pretende utilizar a nova linha para desafogar as vias do DF que fazem ligação com a região mais densa do Entorno. Até Valparaíso, de carro, o trajeto de 37 km pode levar 45 minutos. De trem, o percurso deve ser feito em até 30 minutos. A expectativa é que dois vagões façam duas viagens diárias de Brasília até o município goiano.


Mapa atual das ferrovias na Região Metropolitana do Distrito Federal

VLT na W3
Promessa de vários governos anteriores, o VLT já entrou no imaginário do brasiliense, seja pela promessa de cruzar a Esplanada dos Ministérios, seja para interligar a W3 Norte e a W3 Sul ao Aeroporto Internacional de Brasília. Embora haja projetos e estudos na ANTT e na CBTU, nenhuma dessas linhas saiu do papel.

A estreia do novo trajeto só foi possível graças à linha férrea já existente, hoje exclusiva para o transporte de cargas, e que foi adaptada para a condução de passageiros. “Estou depositando muitas fichas nesse projeto, porque são necessários apenas pequenos reparos nos trilhos e nas ferrovias, além de construir algumas estações de apoio. Dando certo, como esperamos, será uma alternativa barata, rápida e eficaz para quem mora no Entorno e trabalha no DF”, disse Ibaneis Rocha (MDB) em entrevista ao Metrópoles no início do ano.

Pesquisa realizada pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos revela que pelo menos 80 mil usuários utilizam transporte público entre o DF e municípios da região do Entorno Sul. O resultado não contempla os passageiros adeptos de carros particulares, por exemplo. Atualmente, de ônibus, um cidadão precisa desembolsar R$ 4,65 de Brasília a Valparaíso por viagem. Para Luziânia, o valor aumenta para R$ 6,45 por trecho. Na linha férrea de Maceió (AL), que tem distância semelhante, a tarifa é de R$ 1, com valor atualizado em maio de 2018.

Preço da passagem
O secretário de Desenvolvimento da Região Metropolitana, Paulo Roriz, afirmou que a equipe da pasta passa a se debruçar sobre os estudos para determinar o preço futuro da passagem. Ele disse que a experiência dos próximos meses servirá, também, para avaliar a aceitação dos passageiros do Distrito Federal quanto ao novo modal.

“Como o transporte público não é feito para dar lucro, fixaremos o valor da tarifa de forma que fique mais atraente do que a dos ônibus, para ser a melhor opção para integrar o DF com a região do Entorno”, disse, quando o projeto foi anunciado.

A programação prevê a revitalização também da Estação Rodoferroviária, localizada no fim do Eixo Monumental, hoje sede da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa). Com a arquitetura horizontal assinada por Oscar Niemeyer e suas fileira de janelas – as quais sugerem um longo trem de passageiros –, a estação tem estrutura de ligação para cinco plataformas e permite o embarque e desembarque de uma dezena de trens ao mesmo tempo

Fonte: https://www.metropoles.com/distrito-...em-nesta-terca
Reply With Quote
     
     
  #1492  
Old Posted Jun 4, 2019, 9:50 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,719
Curioso é, não tem estação, não tem integração não tem nada. Agora para o sistema ser viável, deveremos esperar os resultados. Quando perceberem que do jeito que está, é inviável.

A melhor alternativa seria, colocar o VLT no lugar do BRT desde Luziânia até Planaltina/DF, com prolongamento para Planaltina/GO e talvez Formosa/GO. Assim daria para colocar estações com integração VLT/Õnibus/Metrô.

E acabaria com a mamata de via exclusiva de BRT ser dividida com outros meios de transporte.
Reply With Quote
     
     
  #1493  
Old Posted Jun 4, 2019, 9:51 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,907
veremos na pratica o quanto pode demorar essa viagem.
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #1494  
Old Posted Jun 4, 2019, 9:54 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 12,907
Possível privatização do metrô preocupa servidores, governo chama de “concessão”


O prazo para a apresentação de uma proposta iria até esta segunda (3)

Durante a greve dos metroviários, o governo do Distrito Federal liberou um edital no Diário Oficial do Distrito Federal, no dia 3 de maio, para empresas interessadas em assumir a gestão do Metrô de Brasília. O prazo para a apresentação de uma proposta iria até esta segunda (3 de junho). Puderam se candidatar pessoas jurídicas que tenham experiência comprovada em projetos ou na operação de sistema de transporte de passageiros seja no Brasil ou no exterior, além de ter que apresentar um estudo para manutenção e eventual expansão dos serviços metroviários, como a continuação das obras que estão paradas.

A ideia de privatizar esse serviço divide opiniões. A direção do Metrô não quis comentar o lançamento do edital, entretanto, os trabalhadores do sistema estão preocupados. De acordo com o diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Metroviários do DF (SindMetrô), Hugo Leonardo Lopes, as consequências para a população ‘’estão ligadas ao aumento das tarifas e precarização dos serviços em geral’’.

‘’Em 2008, tivemos uma terceirização das bilheterias no sistema metroviário e isso acarretou em um aumento de quase 70% nas tarifas, que foram de R$ 3 para R$ 4 e depois para R$ 5″. Ele afirma que, além de alertar para as possíveis consequências para o próprio governo, existe o subsídio que são repassados para as empresas para complementação da tarifa, chamada de tarifa técnica. Essa tarifa , atualmente, entra na contabilidade do Governo do Distrito Federal como déficit, ou seja, ela não é repassada pelo GDF para Metrô, que ainda contabiliza como déficit. Só para se ter uma ideia, o GDF repassa para as empresas de ônibus um valor hoje calculado de R$ 650 milhões por ano. Na nossa visão, isso pode quebrar o GDF, porque se nos ônibus esse valor é repassado para os donos das empresas, também será repassado para o concessionário”, argumenta.

Hoje o Metrô tem patrimônio de R$ 2 bilhões e emprega diretamente cerca de 1,4 mil pessoas. ‘’É um tiro no escuro. Pode muito bem melhorar como permanecer igual ou até mesmo piorar. Privatizar poderia vir a ser uma solução, mas acredito que as vantagens a longo prazo vai vir só se deixarmos nas mãos do governo’’, opina a estudante de direito, de 19 anos, Marianne Malschik.

O deputado distrital Fábio Félix (PSOL), também se posicionou contra a privatização e cobrou explicações do GDF solicitando que o governo dê publicidade aos dados e estudos que embasaram essa decisão. “Somos contrários à privatização do Metrô e entendemos que os serviços ofertados vão ser qualificados a partir da convocação de concursados, expansão da malha metroviária e investimentos no sistema. Já existe, inclusive, aporte de recursos do Governo Federal para essas melhorias’’ declarou o parlamentar. O deputado ainda atenta para o fato de outras privatizações do sistema de transporte público pelo país não terem sido bem sucedidas e apenas encareceram a vida das pessoas sem solucionar nenhum déficit público.

“Não é privatização”

A Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob), informou que o edital de chamamento se trata de estudo para possível concessão, e não privatização. ‘’Por meio de pesquisa, o governo avaliará a viabilidade de conceder à iniciativa privada os serviços metroviários, por um determinado período. A iniciativa de uma futura parceria tem como objetivo aprimorar a prestação do serviço e melhorar a eficiência da operação do sistema”, explicou a assessoria de comunicação da secretaria, em nota. ‘’Pretende-se conseguir uma redução significativa nos valores subsidiados pelo Governo do Distrito Federal ao sistema metroviário. Porém, não há uma estimativa precisa de valores, uma vez que eles serão apresentados na elaboração dos estudos’’.

A greve, que ainda não acabou, gerou uma redução de 20% na frota que funcionam apenas das 6h às 10h e das 16h às 20h. Já nos horário de menor fluxo de pessoas, 30% dos vagões estão disponíveis para a população. Os servidores adeptos da paralisação reivindicam a manutenção do acordo coletivo de trabalho que venceu em abril, que é assinado a cada 2 anos. O Sindmetrô pede também o cumprimento de sentenças judiciais que determinam o reajuste dos salários dos trabalhadores pelo INPC e requerem um acordo para que a jornada de trabalho dos pilotos mude de 8 horas para seis horas diárias.





https://jornaldebrasilia.com.br/cida...-de-concessao/
__________________
Concordou? Comente! Gostou? Comente! Discordou? Comente! Deixe sua Opinião!

Cadastre-se e Comente!
Reply With Quote
     
     
  #1495  
Old Posted Jun 5, 2019, 2:12 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,719
Tem que conceder mesmo, assim acaba com esse povo que não quer trabalhar. Igual agora, vai descontar os quase 30 dias das férias deles?
Reply With Quote
     
     
  #1496  
Old Posted Jun 5, 2019, 11:23 AM
salengasss salengasss is offline
Registered User
 
Join Date: May 2011
Posts: 1,326
A Linha Amarela do Metrô de SP é concedida... é ótima! Conceda mesmo! Se for pra chinês, melhor ainda! Os ling ling são bons pra isso!
Reply With Quote
     
     
  #1497  
Old Posted Jun 5, 2019, 5:17 PM
fortescue fortescue is offline
Registered User
 
Join Date: Mar 2012
Posts: 218
VLT entre Brasília e Valparaiso de Goiás atrasa por “falta de dinheiro”

Com promessa para início dos testes em janeiro, a implantação do Veículo Leve Sobre Trilhos – VLT entre Brasília e Valparaiso de Goiás está atrasada. O transporte de passageiros teve que ser adiado por “falta de dinheiro“, segundo o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB).

Um trem de serviço passou por testes na manhã desta terça-feira, 4 de junho. A bordo, além do governador, haviam seis secretários do GDF e do governo federal, e representantes de estatais.

A estimativa do governo é de que o VLT entre em operação até o começo de 2020. “Esse é um primeiro passo no rumo de uma solução no transporte para o Entorno”, afirmou Ibaneis .

“O trem que nós vamos trazer é o mesmo que já opera em Natal, João Pessoa, Maceió e Recife. É um veículo mais confortável, que, por ser mais leve, permite maior manobra e frenagem no trecho urbano, o que é mais adequado para a região.” disse Pedro Cunto, diretor de Planejamento e Relações Institucionais da Companhia Brasileira de Trens Urbanos – CBTU.

Climão
No trajeto de testes, o governador do Distrito Federal recebeu uma ligação de Ronaldo Caiado (DEM), chefe do Executivo goiano. O democrata entrou em contato com o emedebista para tirar satisfação sobre a operação de testes.

“Ibaneis, o Goiás tem governador”, afirmou Caiado. Já Ibaneis disse no telefone que “o senhor está me dizendo que Goiás tem governador, pois eu estranhei a falta dele aqui”.

A conversa terminou com um dos políticos falando palavras de baixo calão.

Fonte: ViaTrolebus
Reply With Quote
     
     
  #1498  
Old Posted Jun 6, 2019, 12:57 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,719
Quem o GDF quer enganar. Aquilo que apareceu na TV nunca foi um VLT... Então que teste fajuto foi esse?
Reply With Quote
     
     
  #1499  
Old Posted Jun 6, 2019, 1:22 PM
fabiano's Avatar
fabiano fabiano is offline
Registered User
 
Join Date: May 2013
Location: Brasília
Posts: 1,977
Goiás (Entorno), nunca teve governador.

Melhor anexar logo o Entorno ao DF ou transferir todo ou uma parte generosa dos impostos dos municípios do Entorno ao DF.
Reply With Quote
     
     
  #1500  
Old Posted Jun 7, 2019, 12:10 AM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 21,719
Quote:
Originally Posted by fabiano View Post
Goiás (Entorno), nunca teve governador.

Melhor anexar logo o Entorno ao DF ou transferir todo ou uma parte generosa dos impostos dos municípios do Entorno ao DF.
Uai com a criação da região metropolitana, quase seria isso, parcialmente uma anexação. Mas os políticos goianos que sequer moram no entorno não deixaram.
Reply With Quote
     
     
This discussion thread continues

Use the page links to the lower-right to go to the next page for additional posts
 
 
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 4:36 AM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2019, vBulletin Solutions, Inc.