HomeDiagramsDatabaseMapsForum
     

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Fotos

Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #1  
Old Posted Jan 24, 2007, 10:35 PM
uau's Avatar
uau uau is offline
ahora tengo una c.digital
 
Join Date: Jun 2006
Location: São José dos Campos - Brazil
Posts: 900
Pato Branco - Paraná - Brasil

No estoy a fim de traducir

Pato Branco é um município brasileiro localizado no sudoeste do Paraná. Seus municípios limítrofes são: Bom Sucesso do Sul, Clevelândia, Coronel Vivida, Honório Serpa, Itapejara d'Oeste, Mariópolis, Renascença e Vitorino.

http://upload.wikimedia.org/wikipedi...nco.svg/280px-

Com população de quase 70 mil habitantes e elevado índice de desenvolvimento humano (IDH), a cidade se destaca na micro-região como centro médico e de serviços, apesar do forte da sua economia se centrar na agricultura e na pecuária. Em vista da existência de uma Ifes (Institução Federal de Ensino Superior), hoje denominada Universidade Tecnológica Federal do Paraná, UTFPR (antigo Centro Federal de Educação Tecnológica, Cefet), a cidade buscou variar sua economia com empresas e indústrias nas áreas de informática e eletro-eletrônico, através de fortes incentivos fiscais.

Dados:

População: 69.903 (est.2006 IBGE)
Área: 539,415 km² (http://pt.wikipedia.org/wiki/Pato_Branco)
Densidade: 129,6 hab./km² (http://pt.wikipedia.org/wiki/Pato_Branco)
Altitude:760 metros (http://pt.wikipedia.org/wiki/Pato_Branco)
Clima: Subtropical Cfa

O clima de Pato Branco na Classificação de Köppen é Cfa (temperatura média no mês mais frio inferior a 18C temperatura média no mês mais quente acima de 22C, com verões quentes, geadas pouco frequentes e tendência de concentração das chuvas nos meses de verão, contudo sem estação seca definida).

Temperaturas Médias:

Mês mais quente: Janeiro 22,5C.
Mês mais frio: Julho 14,2C.
Temperaturas Extremas:

-4,0C em Julho de 1987.
+36,7C em Novembro de 1985.

Fuso Horário: UTC -3
IDH: 0,849 (PNUD/2000)
Renda per capita: 8.720 (http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=426751)
PIB: 589.092 (http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=426751)


História da cidade:

A primeira área ser povoada na região, que hoje se conhece como Sudoeste do Paraná, foram os Campos de Palmas. Desde o início do século XVIII (1701-1800) os Campos de Palmas eram percorridos por tropeiros que faziam o trajeto de Viamão, perto de Porto Alegre, a Sorocaba em São Paulo, para onde conduziam animais, bovinos e eqüinos para as granes e concorridas feiras anuais.
A ocupação da área pelo tropeiro, o entanto, foi insignificante não passando de fazendas e invernadas ao longo da “picada”, mais para o apoio às tropas em transito do que, propriamente, para o criatório de animais e ocupação organizada de área. Caso típico disso é a origem de Clevelândia, um núcleo batizado “Bela Vista de Baixo”, que se formou para abastecer as caravanas tropeiras.


A posse propriamente dita dos Campos de Palmas, em iniciativa à parte da ação dos tropeiros, deu-se a partir de 1839, com a chegada simultânea de duas expedições organizadas em Guarapuava e Palmeira, sem que uma soubesse da outra, para se apossar da área. Comandados por José Ferreira dos Santos e Pedro de Siqueira Cortes, esses dois grupos estiveram às vias de entrarem em luta pela posse da área, ao se encontrarem, de surpresa, nos Campos de Palmas. Um padre - Ponciano José de Araújo – do grupo de José Ferreira dos Santos, conseguiu convencer os litigantes para a partilha do território, definida por arbitramento de representantes da Comarca de Curitiba. Assim surgiram, em 1840, os Campos de Palmas de Cima e Campos de Palmas de Baixo, tendo como linha divisória o rio Caldeiras, afluente do rio Chopim. Os Campos de palmas de Cima, - rumo às nascentes do rio Chopim, passaram para o grupo comandando por José Ferreira dos Santos; os Campos de Palmas de Baixo – rumo à foz do rio Chopim, ficaram para Pedro de Siqueira Cores e os integrantes de sua bandeira.


Note-se que a esses primeiros desbravadores do atual Sudoeste do Paraná só interessavam os campos naturais para pastagem e formação de grandes fazendas para criatório, sem muito custos. “Era só cercar”. Terras com vegetação alta, capoeiras e matas não interessavam. Não tinham valor nenhum. Área de pinhal então...dada era cara. Diante disso, a ocupação das terras do Sudoeste do Paraná deu-se em duas fases distintas: a dos campos gerais, a partir de 1840, com a implantação das primeiras fazendas para o criatório; e a da área coberta com vegetação arbórea, no início do séc. XX(1901...)


As primeiras penetrações nessa segunda área, a de vegetação alta, ocorreram sem nenhuma programação oficial e mesmo sob a forma de invasão, como ocorreu na zona fronteiriça com a Argentina, onde levas de gente daquele país se instalaram pela região, trabalhando na extração (contrabando) de erva-mate. Outra rota ligava a região ao Rio Grande do Sul, usada de início, como forma de fuga de condenados e procurados pela Justiça daquele estado, ou fugitivos implicados em disputas político-partidárias, como por exemplo, entre litigantes da Revolução Federalista, do final do séc. XIX. João Arruda, ligado ao nome do rio Pato Branco, era um maragato que, jurado de morte do Rio Grande, para escapar da execução, veio se refugiar no interior do Município de Clevelândia, lá por volta de 1910. Veio também gente (empregados e escravos fugitivos) das fazendas de criatório de Palmas e Clevelândia. Especialmente para a região de Pato Branco, ocupada, após 1918, pela Colônia Bom Retiro, vieram moradores da área do Contestado. O fato vem explicado a seguir:




O Contestado e a Colônia Bom Retiro




Oeste de Santa Catarina e Sudoeste paranaense, até 1916, constituíam-se numa só área, com 48 mil quilômetros quadrados e pertencendo ambos ao Estado do Paraná. Em 1901, Santa Catarina requereu, no Supremo Tribunal Federal, anexação de toda essa área ao seu Estado, obtendo parecer favorável da Suprema Corte. Foi o que bastou para dar início a “brigas diplomáticas e contestações”que atravessam 15 anos, passando essas terras para a História como “o Contestado”. Às desavenças entre os dois estados, SC e PR, sobre o domínio territorial somaram-se distúrbios religiosos, sociais, fundiários, envolvendo a região em lutas fratricidas sangrentas. Política e administrativamente, o episódio teve epílogo em 1916, por arbitramento do Presidente da República, Wenceslau Braz, que dividiu, no Sudoeste, a área entre os dois litigantes com base no divisor de águas dos rios Uruguai e Iguaçu, originando-se disso a atual linha limítrofe entre os dois Estados, em nossa região.


A partilha, no entanto, criou descontentamento entre muitos moradores da região, especialmente na que coube a Santa Catarina. Não se conformavam eles em passar para a administração do estado catarinense, preferindo morar no Paraná. Para atendê-los em sua aspiração, o Governo do Paraná, criou, em 1918, a Colônia Bom Retiro, no interior do município de Clevelândia. Configurando um triangulo, a área da colônia, com 1.587,50 quilômetros quadrados, apresentava as seguintes confrontações: cabeceira do rio Santana até a barra com o Chopim; por este subindo até a foz do rio Pato Branco; subindo pelo Pato Branco e pelo seu afluente Lajeado Grande até a linha divisória com Santa Catarina e seguindo por esta, rumo à cabeceira do Santana.


No mesmo ano, ficou incumbido o engenheiro civil Francisco Gutierrez Beltrão, para a mediação da área, divisão em lotes e o assentamento dos migrantes do Contestado, uma vez que já mantinha ele escritório em Clevelândia, tendo vindo para a região em 1917, para integrar, como representante do governo paranaense, comissão federal de demarcação dos limites entre Santa Catarina e o Paraná.


Em 1940 e 1950 – Colônia Bom Retiro, com seu povoado, Vila Nova, começou a se desenvolver graças a grandes projetos do Governo Federal, que visavam o desenvolvimento da região. Dentre esses projetos pode-se destacar:


O território do Iguaçu, em 1943, que, por pressão política dos governos do Paraná, de Santa Catarina e seus representantes no Congresso Nacional , foi extinto em 1946;

Instalação da CANGO – Colônia Agrícola Nacional General Osório, em 1943, para coordenar o assentamento de migrantes oriundos na maioria, do Rio Grande do Sul, na Gleba Missões, que ocupava quase toda a área do Sudoeste, do rio Santana até a fronteira com a Argentina. A sede da CANGO ficou em Vila Nova por 4 anos, até se abrir a estrada para chegar ao destino: Marrecas (Francisco Beltrão), trazendo bom desenvolvimento para a vila.


O desenvolvimento inicial da região deveu-se ainda especialmente:




1) À extração da madeira (pinheiros) e erva-mate, que desenvolveu o comércio, a prestação de serviços e oferta de mão-de-obra, proporcionando o aumento da população.


2) À instalação, em 1940, de um destacamento policial, construção de cadeia pública e subdelegacia, oferecendo mais segurança à população;


3) Em 1945, Vila Nova recebeu Agencia Postal, Telegráfica, para ampliar o serviço de comunicação externa, existente desde 1938;


4) Em 1946, Dr. Silvio Coelho Vidal Leite Ribeiro abriu o primeiro hospital em Vila Nova – o Hospital Santa Margarida.


5) Em 1950, abriu-se o segundo hospital, do médico Harri Valdir Graeff.


6) Oferta de ensino em Pato Branco com a implantação do Grupo escolar Professor Agostinho Pereira (1943), hoje Colégio Estadual Agostinho Pereira, e do Instituto Nossa Senhora das Graças, em 1949, hoje Colégio Vicentino Nossa Senhora das Graças;


7) Em 1948, instalação da Paróquia São Pedro Apóstolo, dirigida pelos padres franciscanos;


8) De 1947 a 48, fez-se a instalação de Agência da Coletoria Estadual, sendo o primeiro titular o coletor Plácido Machado, que em 1952, se tornaria o primeiro prefeito de Pato Branco;


9) De 1940 a 50, surgiu a maioria das comunidades rurais, com a chegada de migrantes gaúchos e catarinenses e sul-paranaenses;


10) Em 10 de outubro de 1947, Bom Retiro passou a ser Distrito Administrativo fazendo jus à figura do subprefeito;


11) A mudança dos nomes Bom Retiro e Vila Nova para Pato Branco, foi espontânea, sendo oficialmente em 14 de novembro de 1951, pela mesma lei que criou o Município;


12) A medição de Terras de Bom Retiro foi realizada por Duílio Trevisani Beltrão, que dividiu a região em onze núcleos rurais. O núcleo Bom Retiro, com 86 propriedades rurais, teve ainda reservada uma área de 750 hectares para a urbanização de Vila Nova.


13) O Governador Bento Munhoz da Rocha Neto, pela lei 790/51 de 14 de novembro de 1951, criou cinco municípios, entre ele Pato Branco, sendo os demais: Francisco Beltrão, Barracão, Santo Antônio, Capanema.




Emancipação do Município de Pato Branco




Pato Branco pertencia ao município de Clevelândia. Foi emancipado em 14 de novembro de 1951, pela lei nº 790, sancionada pelo governador do Estado, Bento Munhoz da Rocha Neto.


Até 1960, Pato Branco conservou a sua área original de 1.876,30 Km quadrados.


Em 25 de junho de 1960, foram criados os municípios de Renascença e Marmeleiro, a que foi repassada área de 131 km quadrados do território de Pato Branco .


Em 1962, o território do Município de Pato Branco cedeu 718 km quadrados para o município de Dois Vizinhos, que por sua vez, passou parte dessa área para os municípios de Verê, Cruzeiro do Iguaçu e para Boa Esperança do Iguaçu.

Em 28 de abril de 1964, o território de Pato Branco diminuiu mais 216 km quadrados, com a criação do município de Itapejara do Oeste.

Em primeiro de janeiro de 1990, o município de Bom Sucesso do Sul ficou com mais área de Pato Branco, precisamente, 210 km quadrados.

Fonte: http://www.portalpatobranco.com.br/i...d=36&Itemid=41

FOTOS >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Históricas:

1.



2. Pato Branco na década de 50:



3.



4.



5.



6.



7.



8.



9.



10.



11.



12.



13.



14.



15.



16.



17.



18.



19.



20.



21. Nevasca em 1965:



22.



23.



24.



25.



26.



Atuais:

27.



28.



29.



30.



31.



32.



33.



34.



35.



36.



37.



38.



39.



40.



41.



42.



43. Casa do Artesão de Pato Branco:



44. Bairro Planalto:



45. Fadep:



46. Idem:

[IMG]http://www.portalpatobranco.com.br/images/zoom/atuais/fadep.jpg
[/IMG]

47. Casa do Papai Noel:



48. Centro:



49. Bairro Planalto:



50. Cidade:



51.



52. Atlas Eletrodomesticos:



53. Preservação Ambiental:



54. Vista Parcial:



55.



56. Igreja Matriz:



57.



58.



59. Fonte e espelhos d'agua:



------------------------------------------------------

Comentem por favor!!!
__________________
Brazil still have a high building....

Last edited by uau; Jan 25, 2007 at 11:00 AM.
Reply With Quote
     
     
  #2  
Old Posted Jan 25, 2007, 12:10 AM
Quisqueyano's Avatar
Quisqueyano Quisqueyano is offline
Forista Revelación 2006
 
Join Date: Jul 2006
Location: New York, USA
Posts: 685
Un gran cambio....del antes y el ahora.
__________________
<º))))><.·´¯`·.¤REPÚBLICA DOMINICANA¤¸.·´¯`·.¸><((((º>



»-(¯`v´¯)-»¤¤¤EL CORAZÓN DEL CARIBE¤¤¤»-(¯`v´¯)-»
Reply With Quote
     
     
  #3  
Old Posted Jan 25, 2007, 6:34 PM
panapty's Avatar
panapty panapty is offline
╬╬╬╬╬╬╬╬
 
Join Date: Oct 2005
Location: Panama
Posts: 2,997
Eso me recordo The History channel....
__________________
Hay gente tan pobre que sólo tiene Dinero!!!
Reply With Quote
     
     
  #4  
Old Posted Jan 25, 2007, 9:06 PM
uau's Avatar
uau uau is offline
ahora tengo una c.digital
 
Join Date: Jun 2006
Location: São José dos Campos - Brazil
Posts: 900
Quote:
Originally Posted by panapty View Post
Eso me recordo The History channel....
Por que?
__________________
Brazil still have a high building....
Reply With Quote
     
     
  #5  
Old Posted Jan 26, 2007, 4:38 AM
FeFO's Avatar
FeFO FeFO is offline
porteño
 
Join Date: Jul 2006
Location: Buenos Aires, Argentina
Posts: 3,593
Muy buen thread uau, la verdad que te felicito. Se ve que te esforzastes bastante para mostrarnos con claridad la historia de Pato Branco.
Saludos.
Reply With Quote
     
     
  #6  
Old Posted Jan 26, 2007, 1:59 PM
uau's Avatar
uau uau is offline
ahora tengo una c.digital
 
Join Date: Jun 2006
Location: São José dos Campos - Brazil
Posts: 900
Quote:
Originally Posted by FeFO View Post
Muy buen thread uau, la verdad que te felicito. Se ve que te esforzastes bastante para mostrarnos con claridad la historia de Pato Branco.
Saludos.
Gracias!!! Solo no traducí pues es muy longo!!!
__________________
Brazil still have a high building....
Reply With Quote
     
     
  #7  
Old Posted Jan 26, 2007, 8:00 PM
FeFO's Avatar
FeFO FeFO is offline
porteño
 
Join Date: Jul 2006
Location: Buenos Aires, Argentina
Posts: 3,593
jej esta bien igual vale reconocer tu esfuerzo
Reply With Quote
     
     
  #8  
Old Posted Jan 26, 2007, 9:14 PM
uau's Avatar
uau uau is offline
ahora tengo una c.digital
 
Join Date: Jun 2006
Location: São José dos Campos - Brazil
Posts: 900
Quote:
Originally Posted by FeFO View Post
jej esta bien igual vale reconocer tu esfuerzo
Gracias nuevamente!!!
__________________
Brazil still have a high building....
Reply With Quote
     
     
  #9  
Old Posted Sep 25, 2008, 12:11 AM
araujo.lcarlos araujo.lcarlos is offline
Registered User
 
Join Date: Aug 2008
Posts: 6
Adorei Pato Branco, daí, achei uma cidade muitó linda mesmo daí...Bozena tem razão em falar tanto desta cidade.
Reply With Quote
     
     
  #10  
Old Posted Apr 23, 2010, 9:44 AM
Amazonida Amazonida is offline
Registered User
 
Join Date: Apr 2010
Location: Far, very far
Posts: 14
Interessantes as fotos históricas, especialmente o registro da nevasca.
A cidade é boa e parece bem organizada.
Valeu !
Reply With Quote
     
     
End
 
 
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Fotos
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 11:58 PM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2018, vBulletin Solutions, Inc.