HomeDiagramsDatabaseMapsForumSkyscraper Posters
     
Welcome to the SkyscraperPage Forum

Since 1999, the SkyscraperPage Forum has been one of the most active skyscraper enthusiast communities on the web. The global membership discusses development news and construction activity on projects from around the world, alongside discussions on urban design, architecture, transportation and many other topics. Welcome!

You are currently browsing as a guest. Register with the SkyscraperPage Forum and join this growing community of skyscraper enthusiasts. Registering has benefits such as fewer ads, the ability to post messages, private messaging and more.

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Regiões Metropolitanas Mundiais

Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #281  
Old Posted Jan 13, 2012, 12:11 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 9,240
Valor Econômico

Avanço da informalidade

A rede carioca Botequim Informal, que acaba de abrir sua 12a loja no Rio, inicia sua expansão nacional por Brasília e chega a São Paulo em meados do ano. A meta inicial é chegar a 40 unidades. B6

Fonte: http://lauragris.com/2012/01/13/sext...s-nessa-sexta/
Reply With Quote
     
     
  #282  
Old Posted Jan 17, 2012, 3:07 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 9,240
Spoletto lança novo prato imperdível e barato.

A rede Spoletto lançou as polpettes e ampliou o seu já diversificado cardápio, com uma receita deliciosa criada pelo chef italiano Gianni Carbonni, que seguiu a receita italiana ao pé da letra, com 100% de carne bovina, cebola, salsa e alho.

O novo prato pode ser apreciado com diversas opções de massas (penne, spaghetti, fettuccine, farfale ou fusili), risottos ou saladas. O cliente ainda pode optar por molhos como tomate, bolonhesa, funghi, quatro queijos ou branco.

As almôndegas são realmente muito saborosas e o preço bem acessível (R$ 15,90), o que promete movimentar mais de 300 estabelecimentos espalhados pelo Brasil, México e Espanha. A rede não pára de crescer e prevê a abertura de mais duas lojas em Brasília, no Guará e Setor Hoteleiro Norte, o que só confirma o sucesso de uma marca que prima pela excelência em todos as fases, da produção à comercialização de alimentos.

Qual o diferencial da Spoletto? Um dos fatores que ganham destaque é o fundamento da “comfort food“, com pratos que remetem à infância e lembranças daquela cozinha da família, em um verdadeiro deslocamento que perpassa diversos sentidos, do paladar ao olfato, tendo a memória como fio condutor, em uma nostalgia gastronômica.

A parceria com a Sadia levou ao desenvolvimento de uma carne saborosa que promete figurar no cardápio com longevidade e se torna ainda mais gostosa quando se une à massa cozidas al dente, com matérias primas de primeira qualidade. Vale a pena passar na loja mais perto de sua casa e saborear esta novidade quentíssima.

Fonte:http://www.achabrasilia.com/spoletto/
Reply With Quote
     
     
  #283  
Old Posted Jan 17, 2012, 3:11 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 9,240
De’Longhi traz conceito parisiense ao Brasil

Em um espaço de 500 m², as marcas Delonghi e Kenwood passam a oferecer experiências gastronômicas, aulas, compras e eventos.

Líder em vendas de máquinas de café automáticas e manuais, a DeLonghi traz ao Brasil um conceito que é sucesso em Paris: unir culinária e degustação em um espaço moderno e agradável, proporcionando uma nova experiência gastronômica a seus clientes e convidados. Intitulada de Cook & Coffee, a loja conceito tem como principal objetivo oferecer ao público um espaço para experimentação, aulas, treinamentos, vendas e apresentação de lançamentos.

Para iniciar o projeto Cook&Coffee Brasil, o grupo DeLonghi escolheu Brasília, capital do país e tradicional reduto da arquitetura moderna, inaugurada com a assinatura de um dos ícones nacionais do design, Oscar Niemeyer. “Nossos produtos têm um forte apelo em design, por isso escolhemos Brasília, um lugar que é referência em arquitetura, para ser sede de nossa primeira loja conceito no país”, comenta Antonio Ferraiuolo, country manager da DeLonghi Brasil.

Com investimento inicial de R$ 750 mil, a inauguração da loja conceito está prevista para o primeiro sementre de 2012. As próximas inaugurações serão ainda este ano, primeiramente em Ribeirão Preto, cidade de destaque em produtos do mercado Premium e depois em São Paulo, no segundo semestre.

Em um espaço de 500 m², a Cook&Coffee irá reunir produtos Kenwood e DeLonghi, e também será um local para ampliar o relacionamento entre marcas e consumidores.

Perfil-Fundada em 1902 na cidade de Treviso, na Itália, a DeLonghi passou de uma pequena empresa familiar a líder em vendas de máquinas de café automáticas e manuais, utensílios para cozinha e produtos o lar. Em 2001, ano que adquiriu a Kenwood, marca líder em vendas de utensílios de cozinha de alto padrão no Reino Unido, a DeLonghi passou então a liderar o continente Europeu no segmento de produtos para o lar. Em 2009 chegou ao Brasil, conquistando o mercado de máquinas de café e ar condicionado portátil nacional. Em dois anos a marca teve um crescimento de 230%.

Fonte: http://www.revistafator.com.br/ver_n...php?not=188029
Reply With Quote
     
     
  #284  
Old Posted Jan 27, 2012, 1:21 AM
JOEL JOEL is offline
Registered User
 
Join Date: Nov 2011
Posts: 26
Esse segundo aeroporto de bsb sai ou não sai ???
Reply With Quote
     
     
  #285  
Old Posted Jan 27, 2012, 4:01 PM
Maths2's Avatar
Maths2 Maths2 is offline
Registered User
 
Join Date: Jul 2011
Posts: 115
É galera as concessionárias estão atacando o comércio de Taguá...Após a última inauguração da Mitsubishi(que por sinal ficou muito top).Fiquei sabendo que a próxima é a JAC Motors que ofereceu um aluguel de aproximadamente 30 mil em uma loja aqui no pistão onde fica a PHD automóveis,que atualmente paga 14mil de aluguel,e ainda a JAC vai pagar l mais 400 mil pra PHD sair de lá...Bom não sei se essa história é real mas é o que ta circulando aqui nas agências de automóveis de Taguatinga Sul...Além da Jac, já está em construção a Honda,Toyota e outra q eu me esqueci kkk(fica em frente a smaff ford).
Reply With Quote
     
     
  #286  
Old Posted Jan 27, 2012, 4:12 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,812
Vai ser uma NISSAN ao lado da Smaff, agora não sabia dessa concessionária da JAC motors e nem da Toyota, Taguatinga sempre bombando

Last edited by MAMUTE; Jan 28, 2012 at 8:06 PM.
Reply With Quote
     
     
  #287  
Old Posted Jan 27, 2012, 8:41 PM
Maths2's Avatar
Maths2 Maths2 is offline
Registered User
 
Join Date: Jul 2011
Posts: 115

A Toyota vai ser no complexo da Orca.Por isso a placa falando que é o maior complexo de concessionarias da America Latina(O que eu duvido um pouco)...Ou seja lá vai ter Toyota,Honda e a Chevrolet que ja existe...
Reply With Quote
     
     
  #288  
Old Posted Jan 28, 2012, 1:56 PM
salengasss salengasss is offline
Registered User
 
Join Date: May 2011
Posts: 476
Aí faltará só a Renault... muito bem! Quero mais é concorrência!
Reply With Quote
     
     
  #289  
Old Posted Jan 28, 2012, 8:04 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,812
Quote:
Originally Posted by Maths2 View Post

A Toyota vai ser no complexo da Orca.Por isso a placa falando que é o maior complexo de concessionarias da America Latina(O que eu duvido um pouco)...Ou seja lá vai ter Toyota,Honda e a Chevrolet que ja existe...

Maths2, confirmei hoje com meu primo que trabalha no pistão sul perto do complexo da ORCA, ele me disse que haverá no local uma HONDA e uma RENAULT, também a própria ORCA chevrolet, Essa TOYOTA que voçê citou não vai ter no complexo da orca, mas creio que em breve teremos essa concessionaria da TOYOTA em Taguatinga, já que o mercado consumidor de Taguatinga é muito forte e tem bastante potencial de consumo
Reply With Quote
     
     
  #290  
Old Posted Jan 29, 2012, 5:47 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 9,240
China House abre sua primeira unidade em Brasília (DF)

A China House – tradicional rede de delivery e restaurantes especializada em culinária chinesa – continua expandindo sua marca e traz para a cidade de Brasília sua primeira unidade.

A nova loja da rede vai inaugurar nesta quinta-feira, dia 26 de janeiro, na Asa Sul, em Brasília. A expectativa é atender 2000 clientes por mês, e vender 3000 pratos na unidade. O estabelecimento empregará em média 12 funcionários, contribuindo economicamente para a cidade.

São grandes as expectativas para esta praça que é considerada estratégica para o fortalecimento e crescimento da marca: “Dentro da realidade de crescimento que o país esta aferindo no momento global, Brasília é uma das principais cidades que tem impulsionado esse crescimento, e nossa rede precisava estar presente também nesse mercado. Nos próximos anos pretendemos inaugurar mais 4 novas lojas na cidade”, afirma Jorge Torres, diretor de franquias da China House.

O consumidor tem três opções para aproveitar o cardápio da rede. Serão 30 lugares no salão do restaurante servindo a la carte; e o cliente tem também a opção de retirar seu pedido diretamente no balcão; ou ainda, pedir via delivery, que é o carro chefe de vendas da rede.

O mercado de alimentação tem se mostrado aquecido no último ano. O setor de franchising no país faturou em 2010 R$ 76 bilhões, um crescimento de 20,4% em relação a 2009. O destaque foi o setor de alimentação, com crescimento significativo de 40%. Na região Centro Oeste, Brasília chamou atenção, obtendo, em 2010, 2,8% na distribuição de unidades franqueadas por estado.

A rede China House está presente em São Paulo (SP), capital e interior e também nas cidades de Manaus (AM) e São Luiz (MA).Tem dezesseis anos de tradição e conta com mais de 50 itens no cardápio.

Serviço
Endereço: CLS 208 bloco A loja 36 - Brasília
Telefone: (61) 3244-4442
Horário de Funcionamento:
Diariamente das 11h às 15h e das 18h às 23h

Fonte: http://www.suafranquia.com/noticias/...-%28df%29.html
Reply With Quote
     
     
  #291  
Old Posted Jan 31, 2012, 1:13 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 9,240
Matrix, distribuidora de acessórios automotivos, abre filiais em Campo Grande e Brasília
Com portfólio contendo mais de 3.500 itens no segmento de acessórios automotivos, a empresa inaugura filiais no Estado do Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal para intensificar a atuação na região Centro-Oeste do País.

Com portfólio contendo mais de 3.500 itens no segmento de acessórios automotivos, a empresa inaugura filiais no Estado do Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal para intensificar a atuação na região Centro-Oeste do País.

A Matrix, unidade de negócios da Distribuidora Automotiva (Grupo Comolatti) e uma das principais distribuidoras de acessórios automotivos do País, abre duas filiais, uma em Campo Grande–MS e outra em Brasília-DF. Agora, além de Goiânia, a empresa passa a contar com mais duas unidades no Centro-Oeste.

As novas filiais fazem parte do plano de expansão da empresa na região Centro-Oeste do País, onde a frota de veículos cresceu duas vezes e meia, passando de 2,3 milhões para 5,8 milhões de unidades na última década, segundo dados do IBGE.
Com sede em São Paulo e 15 filiais no País, contando com as duas novas unidades, a Matrix comercializa portfólio de produtos com mais de 3.500 itens das principais marcas de sons, alarmes, GPS, DVDs, travas, sensores de estacionamentos, entre outros componentes do segmento de acessórios automotivos.

Para o diretor comercial da Distribuidora Automotiva, Rodrigo Carneiro, os Estados do Mato Grosso e Distrito Federal são regiões com potencial de crescimento econômico devido ao aumento da frota circulante, o que levou a empresa a investir na abertura de filiais nessas regiões. “São mercados importantes que estão em expansão, refletindo positivamente nas vendas de acessórios automotivos”, explica Carneiro.


Em novembro de 2011, a Matrix inaugurou filiais em Londrina-PR e no Recife-PE, regiões com mercado potencial de crescimento no segmento de acessórios automotivos.

Além da Matrix, a Distribuidora Automotiva também tem as unidades de negócios Sama, Laguna e Abouchar, para distribuição de autopeças e pneus.

Perfil – O Grupo Comolatti, além da Distribuidora Automotiva responsável pelas unidades de negócios em distribuição de autopeças, pneus e acessórios automotivos (Sama, Laguna, Matrix e Abouchar), possui as concessionárias Tietê Veículos (MAN Latin America) e a Cofipe (Iveco), a Bernina Imobiliária e o tradicional restaurante Terraço Itália que oferece requinte em gastronomia,
localizado em um dos pontos mais altos da capital paulista.

Mais informações:
Verso Comunicação e Assessoria de Imprensa
Majô Gonçalves – MTB 24.475
versocomunicacao@uol.com.br (11) 4102-2000 / 9905-7008

Fonte: http://refrescante.com.br/matrix-dis...-brasilia.html
Reply With Quote
     
     
  #292  
Old Posted Jan 31, 2012, 2:43 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,812
Brasília ganha primeira casa especializada em culinária marroquina: Caravana Árabe, no Centro Empresarial Brasil 21



A culinária marroquina tem muito mais a oferecer além do tradicional cuscuz feito com sêmola de trigo, embora este seja o prato típico daquela nação mais conhecido em todo o mundo. Apesar da proximidade com a Europa, “a cozinha de Marrocos é uma das menos conhecidas pelos europeus”, de acordo com a edição dedicada ao assunto, da Coleção Folha Cozinha País a País. No Brasil, a situação não é diferente. Brasília, por exemplo, acaba de ganhar a primeira casa especializada exclusivamente nessa culinária: a Caravana Árabe, inaugurada no último dia 20, no Centro Empresarial Brasil 21,

O lugar é capitaneado pelo empresário marroquino Hicham Mouaoui (na foto, à direita). Há 12 anos morando no Brasil, ele percebeu que as pessoas daqui apreciavam a cozinha do seu país, embora faltasse conhecimento sobre o assunto. Para divulgar essa culinária, suas receitas e ingredientes mais típicos, Hicham ─ que até então não tinha nenhum negócio no ramo gastronômico ─ revolveu abrir um espaço dedicado a Marrocos aqui no Cerrado. A casa é um misto de café e empório de produtos importados, mas também conta com cardápio de iguarias típicas que podem ser encomendadas com antecedência, tanto para o almoço quanto para o jantar.

Quem comanda as panelas é a marroquina Fátima Lmatazi, que trabalha na embaixada do país no Brasil (na foto, à esquerda). Com boa parte das receitas elaborada sob encomenda, o cardápio é comedido, mas recheado de delícias pouco conhecidas por aqui. Dentre elas, os tajines que ganharam um seção especial no menu. O guizado ─ de carne (carneiro, peixe ou frango, por exemplo) com castanhas, frutas ou legumes ─ leva o nome do recipiente no qual é preparado: um utensílio de barro com uma tampa oval. “Também cozinhamos os ingredientes nas brasas de carvão, da mesma forma que em Marrocos”, conta Hicham.




Na Caravana Árabe, há quatro opções de tajines. Dentre elas, a mais tradicional é a de carneiro (na foto abaixo). Na receita, a carne é cozida com gergelim, ameixa, damasco, amêndoa descascada e ovos cozidos, a R$ 50 a porção individual. Há ainda as versões com frango (com azeitona verde, açafrão, cebola e batata – R$ 40), com kafta (pequenas almôndegas ao molho de tomate e ovos mexidos – R$ 40) e com peixe (pescado de carne branca da estação, tomate, batata, azeitona verde, pimentão e limão – R$ 50).




O prato pode ser saboreado com talheres ou com as mãos, de acordo com a tradição marroquina. Para tanto, forma-se uma pinça usando o polegar e os dedos indicador e médio. Para comer o tajine, por exemplo, pega-se a carne e os demais ingredientes com os dedos. O caldo pode ser embebido em um pedaço de pão típico chamado khobz – feito de trigo e fermentado.

O tradicional cuscuz marroquino (na foto abaixo) compõe as sugestões de pratos principais. A disposição dos ingredientes e a apresentação da receita seguem a tradição do país. Depois de preparada, a sêmola é colocada em um recipiente de barro, forrando toda a superfície. Na sequência, os pedaços de cordeiro, paleta, fraldinha ou vitelo são acomodados bem no centro da vasilha e o cuscuz é regado com o caldo da carne temperada com gengibre em pó, cominho, coentro e salsinha. A seleção de legumes como abobrinha, repolho, cenoura e nabo vem por cima. A porção individual sai a R$ 50.




Também estão entre as sugestões de pratos principais, a kafta (assada, de frango ou de carne, acompanhada de arroz com lentilhas, pão sírio e purê de batatas ou salada – R$ 29,90), os charutos de folha de uva (arroz, endro fresco, hortelã e limão – R$ 29,90) e o quibe cru (carne moída, sal, azeite, pimenta, cebola ralada, hortelã e cheiro-verde, servido com pão sírio – R$ 29,90).

Para entrada, há uma seleção de saladas: fatuche (tomate, alface, agrião, hortelã e pão torrado – R$ 29,90), tabule (trigo, alface ou repolho, cebola, cebolinha, tomate, pepino, hortelã, azeite, sal e limão – R$ 29,90) e marroquina (trigo, frango desfiado, maçã verde, uvas-passas, hortelã, castanha-de-caju, azeite de oliva, mostarda, sal e pimenta – R$ 29,90).

Para comer na hora



Quem quiser apenas lanchar não precisa fazer encomendas com antecedência. O cardápio do café conta com receitas preparadas na hora. Dentre elas, os sanduíches montados no pão sírio, como o Casa Blanca (recheado com peito de peru, mozarela, alface, requeijão e salsa), o Marrakech (atum ralado, alface, tomate seco, cenoura e azeitona), o Rif (tomate seco, ricota, alface e cenoura) e o Agadir (geleia de frutas e queijo Minas). Cada um sai a R$ 8,99. “Além desses, também oferecemos os sanduíches no pão árabe, como o recheado com frango (na foto acima ─ R$ 9,90). Ainda não constam no cardápio, mas já estamos servindo”, adianta Hicham.

Já na seção de salgados, o clássico pão de queijo brasileiro fica lado a lado com o tradicional quibe frito, ambos a R$ 2 cada. Os quitutes podem ser saboreados com um copo de suco de frutas secas, feito com damascos, tâmaras ou uvas com essência de rosas, a R$ 6 cada. Há também a possibilidade de optar pelo café espresso, cappuccino, macchiato e café latte, entre R$ 3,50 e R$ 6.



No fim da tarde, todos os dias, a partir das 18h, uma receita típica tem conquistado os clientes da casa. Nesse horário, entra em cena a hareira (na foto acima). “É uma sopa muito comum por lá. As pessoas costumam tomá-la depois de um longo jejum. Ela é forte e revigorante, ideal para recuperar as energias”, explica Hicham. Elaborada com grão-de-bico, lentilha, salsão, salsinha, arroz, farinha, carne ou frango, sai a R$ 8 (a tigela acompanhada de pão árabe).

O balcão da loja é uma verdadeira tentação, sempre preenchido por doces típicos preparados pelas mãos habilidosas de Fátima Lmatazi. Dentre as iguarias é possível encontrar delícias como ghariba (de amêndoas com gergelim), kawkaw (de amendoim com semolina e cobertura de açúcar de confeiteiro), chabakia (de caramelo de gergelim, farinha e mel), fakkas (de uvas-passas e amêndoas), halwa (massa de chocolate com cobertura de chocolate e nozes), e briwa (massa folhada recheada com nozes e banhada em água de flor de laranjeira), a R$ 2 cada (na foto abaixo).



Para levar

Mesmo os visitantes do Empório não saem de lá sem experimentar nada. A qualquer hora do dia, eles são recepcionados com athay. “No Brasil, bebe-se café. Lá, nós tomamos chá”, afirma Hicham. O preparo é feito com erva de chá verde marroquino e hortelã. É possível reproduzir a receita em casa com o chá verde importado Sultan Al Jawhar, vendido a R$ 30 na casa. Para finalizar, basta acrescentar a hortelã fresca.

“Queremos oferecer produtos de qualidade, não encontrados em muitos empórios por aí”, garante Hicham. As prateleiras da casa são abastecidas, por exemplo, com sêmola de trigo para cuscuz Al Badia (na foto acima, à direita), a R$ 12 (500g), e com sardinha em conserva no óleo de soja, a R$ 5, trazidas diretamente de Marrocos.





Há também azeites, frutas secas, amêndoas, temperos, pastas, geléias, conservas e sucos de outros países como Líbano e Síria. Vale destacar o refrigerante árabe Al Waha (na foto acima, à esquerda), nos sabores abacaxi, laranja e manga, por R$ 4.


Serviço

Caravana Árabe
SHS, Qd. 6, Cj. A, Bl. A, Ljs 18 e 19, Centro Empresarial Brasil 21; (61) 3322-0225.
De segunda a sexta, das 8h à 0h. Sábado, das 8h às 17h.








http://www.querocomer.com.br/noticia...11W88032366276
Reply With Quote
     
     
  #293  
Old Posted Feb 1, 2012, 1:05 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,812
Loja no shopping Iguatemi é fechada por sonegação e 13 jet skis apreendidos


Um mandado de busca e apreensão da Delegacia de Crimes Contra a Ordem Tributária (DOT) interditou a loja W Import e apreendeu 13 jet skis do estabelecimento, no Shopping Iguatemi, no Lago Norte. Os produtos foram levados para o pátio do Departamento de Polícia Especializada (DPE) por volta das 21h. Segundo agentes que estavam no local, o motivo das apreensões seria sonegação fiscal.

De acordo com agentes, o proprietário não estava no local no momento das apreensões. A assessoria de comunicação do shopping confirma que um oficial foi até o Iguatemi e que mercadorias foram apreendidas, mas disse desconhecer o teor do mandado.

O diretor do Instituto de Defesa do Consumidor, Oswaldo Morais, ressalta que a única maneira de tentar reaver os prejuízos nesses casos é pedir uma certidão simplificada em uma Junta Comercial do DF. "Em juízo, o consumidor deve requerer a desconsideração de pessoa jurídica para pessoa física, para que assim a Justiça possa responsabilizar o sócio do estabelecimento", explica. De acordo com o diretor, o shopping não tem culpa ou responsabilidade sob os prejuízos.







http://www.correiobraziliense.com.br...eendidos.shtml
Reply With Quote
     
     
  #294  
Old Posted Feb 1, 2012, 4:38 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 9,240
Informalidade ajustada

A migração etílico-gastronômica entre São Paulo e Rio evoluiu. O Botequim Informal acaba de abrir sua 12ª loja na capital fluminense e prevê inaugurar a primeira em São Paulo no meio do ano - mas, antes que os paulistanos tomem o primeiro gole de chope, a rede chega a Brasília.

A unidade na Asa Sul é a concretização do plano de expansão nacional da rede, que começou a ser preparado no ano passado. "Investimos em pessoal, em melhorias de sistema e de infraestrutura e contratamos uma consultoria para adaptar a franquia para um modelo nacional", diz Mariano Ferreira, sócio da casa.

A expectativa inicial é abrir 40 bares pelo país, já que "toda capital comporta pelo menos dois". Belo Horizonte, Recife e São Luís devem ser os próximos destinos da rede. Nessa cidades, ainda segundo Ferreira, já há interessados no negócio, que demanda investimento inicial médio de R$ 1 milhão. Ele e seus sócios, Gustavo Gill e Leonardo Rezende, compraram o Botequim Informal de seus fundadores em 2005, quando a marca completara cinco anos e tinha quatro lojas.

Eles são proprietários de quatro das 12 casas que existem hoje no Rio - entre elas as do Leblon e Ipanema - e do Informalzinho, um projeto de franquia com custo de instalação menor que o da "marca mãe" lançado em 2009, mas ainda não desenvolvido.

Informal, mas nem tanto, o bar se autodefine como pé limpo e tem um cardápio extenso. Os itens vão dos clássicos coxinha, pastel, calabresa e filé aperitivo a paella e um jiló frito que faz sucesso entre os fãs do amargo. As 20 opções de pratos do almoço executivo são as únicas que talvez tenham de ser adaptadas em outros Estados. "Mas não vamos perder o tempero caseiro", afirma.

Os acepipes, o chope bem tirado e a "alma carioca", na opinião de Ferreira, é o que tem garantido o sucesso do Informal. A última unidade foi aberta neste mês no shopping Via Brasil, no bairro de Irajá, no Rio. Recebeu investimento de R$ 1,5 milhões dos próprios sócios e deve aumentar a receita da empresa em 5%.

Fonte: http://www1.valoronline.com.br/cultu...idade-ajustada
Reply With Quote
     
     
  #295  
Old Posted Feb 1, 2012, 4:38 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 9,240
Sale bora chamar o Mamute para beber umas cervas, desembucha mizifi...
Reply With Quote
     
     
  #296  
Old Posted Feb 1, 2012, 5:14 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is offline
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,812
Ôpa!!!!!!!! qualquer coisa tô sempre por aqui
Reply With Quote
     
     
  #297  
Old Posted Feb 2, 2012, 11:28 PM
Similar Similar is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 198
Quote:
Originally Posted by pesquisadorbrazil View Post
Informalidade ajustada

A migração etílico-gastronômica entre São Paulo e Rio evoluiu. O Botequim Informal acaba de abrir sua 12ª loja na capital fluminense e prevê inaugurar a primeira em São Paulo no meio do ano - mas, antes que os paulistanos tomem o primeiro gole de chope, a rede chega a Brasília.

A unidade na Asa Sul é a concretização do plano de expansão nacional da rede, que começou a ser preparado no ano passado. "Investimos em pessoal, em melhorias de sistema e de infraestrutura e contratamos uma consultoria para adaptar a franquia para um modelo nacional", diz Mariano Ferreira, sócio da casa.

A expectativa inicial é abrir 40 bares pelo país, já que "toda capital comporta pelo menos dois". Belo Horizonte, Recife e São Luís devem ser os próximos destinos da rede. Nessa cidades, ainda segundo Ferreira, já há interessados no negócio, que demanda investimento inicial médio de R$ 1 milhão. Ele e seus sócios, Gustavo Gill e Leonardo Rezende, compraram o Botequim Informal de seus fundadores em 2005, quando a marca completara cinco anos e tinha quatro lojas.

Eles são proprietários de quatro das 12 casas que existem hoje no Rio - entre elas as do Leblon e Ipanema - e do Informalzinho, um projeto de franquia com custo de instalação menor que o da "marca mãe" lançado em 2009, mas ainda não desenvolvido.

Informal, mas nem tanto, o bar se autodefine como pé limpo e tem um cardápio extenso. Os itens vão dos clássicos coxinha, pastel, calabresa e filé aperitivo a paella e um jiló frito que faz sucesso entre os fãs do amargo. As 20 opções de pratos do almoço executivo são as únicas que talvez tenham de ser adaptadas em outros Estados. "Mas não vamos perder o tempero caseiro", afirma.

Os acepipes, o chope bem tirado e a "alma carioca", na opinião de Ferreira, é o que tem garantido o sucesso do Informal. A última unidade foi aberta neste mês no shopping Via Brasil, no bairro de Irajá, no Rio. Recebeu investimento de R$ 1,5 milhões dos próprios sócios e deve aumentar a receita da empresa em 5%.

Fonte: http://www1.valoronline.com.br/cultu...idade-ajustada

Olha o site aí: http://www.botequiminformal.com.br/

A de Brasília é, ou vai ser, na 410 sul, de esquina! Ali não era o Original Shundi?
Reply With Quote
     
     
  #298  
Old Posted Feb 4, 2012, 8:20 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 9,240
Quote:
Originally Posted by Similar View Post
Olha o site aí: http://www.botequiminformal.com.br/

A de Brasília é, ou vai ser, na 410 sul, de esquina! Ali não era o Original Shundi?
Até aonde eu sei, vai ser na 411 sul, no local aonde funcionava a Pizzaria Vercelli eu acho que seja esse nome.
Reply With Quote
     
     
  #299  
Old Posted Feb 5, 2012, 3:08 AM
salengasss salengasss is offline
Registered User
 
Join Date: May 2011
Posts: 476
Tomar uma????? Bora uai............
Reply With Quote
     
     
  #300  
Old Posted Feb 5, 2012, 5:18 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 9,240
Quote:
Originally Posted by salengasss View Post
Tomar uma????? Bora uai............
Mas mizifi não esquece de convidar as primas e coroas...
Reply With Quote
     
     
This discussion thread continues

Use the page links to the lower-right to go to the next page for additional posts
   
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Regiões Metropolitanas Mundiais
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 5:14 AM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.