HomeDiagramsDatabaseMapsForumSkyscraper Posters
     
Welcome to the SkyscraperPage Forum.

Since 1999, SkyscraperPage.com's forum has been one of the most active skyscraper enthusiast communities on the web.  The global membership discusses development news and construction activity on projects from around the world, alongside discussions on urban design, architecture, transportation and many other topics.  SkyscraperPage.com also features unique skyscraper diagrams, a database of construction activity, and publishes popular skyscraper posters.

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte

Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #41  
Old Posted Oct 14, 2011, 2:47 PM
luizwagner luizwagner is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 55
Quote:
Originally Posted by HLbsb View Post


Que bom que a Infraero não fará os projetos definitivos! Quanto espaço desperdiçado!!!
Pois é.. Também creio que é só um conceito pra dar noção dos locais da expansão e do "formato" desejado.. O projeto real será outro.. Este conceito ficou meio "desconjuntado", não dá uma impressão de ser o mesmo aeroporto, achei meio estranho e realmente o espaço é pouco aproveitado..
Reply With Quote
     
     
  #42  
Old Posted Oct 14, 2011, 3:25 PM
HLbsb's Avatar
HLbsb HLbsb is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 375
Mais detalhes sobre os projetos:
http://www.aviacaocivil.gov.br/arquivos/tcu13outubro

Capacidade máxima para BSB seria de 50 milhões
Reply With Quote
     
     
  #43  
Old Posted Oct 14, 2011, 3:26 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,073
Quote:
Originally Posted by luizwagner View Post
Vocês chegaram a ver as imagens no projeto conceitual do governo?

Segue o link pra matéria completa: http://g1.globo.com/economia/noticia...oncedidos.html

E as imagens:


Guarulhos


Viracopos


Brasília
Valeu luizwagner por compartilhar essa informação conosco
Reply With Quote
     
     
  #44  
Old Posted Oct 14, 2011, 3:28 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,073
Só pra complementar, uma imagem de como era o antes e como será depois..



Reply With Quote
     
     
  #45  
Old Posted Oct 14, 2011, 5:51 PM
Jota's Avatar
Jota Jota is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 1,801
Quote:
Originally Posted by MAMUTE View Post
Só pra complementar, uma imagem de como era o antes e como será depois..

Rapaz esse povo da Infraero gosta de um corredor comprido viu? Ia precisar pegar um onibus para ir de uma lado ao outro do aeroporto.
Reply With Quote
     
     
  #46  
Old Posted Oct 14, 2011, 6:38 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,073
Andar faz bem pra saúde e mal pra minha preguiça

Last edited by MAMUTE; Oct 14, 2011 at 6:57 PM.
Reply With Quote
     
     
  #47  
Old Posted Oct 14, 2011, 7:04 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,073
aqui vão as imagens das expansões e etapas de construção.













Reply With Quote
     
     
  #48  
Old Posted Oct 14, 2011, 9:11 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,073
Avianca quer maior presença de aéreas em concessões


O Synergy, da família Efromovich, já construiu e opera terminais aeroportuários em outros países da América Latina, como por exemplo na Colômbia


A Avianca pedirá ao governo para que aumente o limite de participação das empresas aéreas nos consórcios que disputarão os aeroportos de Brasília, Guarulhos e Brasília. "Gostaríamos de participar, montamos um grupo de estudos para analisar as oportunidades, mas agora está tudo suspenso porque o edital anunciado não permite que a gente participe. Vamos sugerir que o governo amplie a possibilidade de participação das companhias aéreas", disse hoje José Efromovich, presidente da Avianca Brasil e sócio do grupo Synergy.

O Synergy, da família Efromovich, já construiu e opera terminais aeroportuários em outros países da América Latina, como por exemplo na Colômbia. Na minuta do edital da concessão dos três aeroportos brasileiros, que está em audiência pública, o governo limitou a participação das empresas aéreas nos consórcios em 1%. No edital do aeroporto de São Gonçalo do Amarante (RN), por exemplo, licitado recentemente, a participação das companhias aéreas estava limitada a 10%.



OceanAir passa a operar como Avianca no Brasil e recebe quatro aeronaves A319


Sobre a nova taxa de conexão que deve ser criada, que também consta na minuta do edital, o executivo disse que ainda não teve tempo de avaliar o impacto dessa despesa no resultado da empresa. Ontem, o governo anunciou que o valor da taxa será de R$ 7 e que esse custo terá de ser arcado pelas companhias aéreas, não pelos consumidores. "Se ela for mesmo implementada, haverá um pequeno incremento nos custos, mas ainda não sabemos o impacto real." Segundo ele, aproximadamente 27% das passagens vendidas pela Avianca são voos que têm alguma conexão.












http://epocanegocios.globo.com/Revis...ONCESSOES.html
Reply With Quote
     
     
  #49  
Old Posted Oct 18, 2011, 1:34 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,073
Demanda por voos domésticos sobe 9,06% em setembro


A demanda por voos domésticos em setembro cresceu 9,06% em relação ao mesmo mês do ano passado, enquanto a oferta aumentou 15,04%. Desde janeiro de 2011, o crescimento acumulado da procura por voos domésticos chega a 18,52%, enquanto a oferta cresceu 13,80%. As informações são do relatório de Dados Comparativos Avançados, publicados hoje pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Os voos internacionais operados por empresas brasileiras apresentaram um crescimento de demanda de 6,57% em relação ao mesmo mês do ano passado, enquanto a oferta aumentou 4,33%. No acumulado de 2011, a demanda aumentou 13,83%, contra 9,46% da oferta.


A GOL/Varig Linhas Aéreas manteve a liderança do mercado doméstico em setembro, com 38,87%, seguida pelo Grupo TAM, com 38,22%. As demais empresas aumentaram sua fatia de mercado, com 22,91%, contra 18,30% no ano passado - o que representa um aumento de 25% na participação de mercado dessas empresas em relação a setembro de 2010.


No mercado de voos internacionais operados por empresas brasileiras, o Grupo TAM responde por 88,55% do mercado, contra 10% da GOL/Varig e 1,45% da Avianca.








http://www.istoedinheiro.com.br/noti...06+EM+SETEMBRO
Reply With Quote
     
     
  #50  
Old Posted Oct 18, 2011, 2:02 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,073
Funcionários da Infraero devem parar em Guarulhos e Brasília


BRASÍLIA – Os funcionários da Infraero deverão paralisar suas atividades nos aeroportos de Guarulhos e Brasília a partir da zero hora de quinta-feira. A mobilização é liderada pelo Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina). Nesta terça-feira, uma reunião ocorrerá em Campinas (SP) para decidir se os trabalhadores de Viracopos também vão aderir à paralisação.

A greve não tem propósito de reivindicar benefícios trabalhistas. Segundo o Sina, trata-se de “um alerta” contra a privatização de atividades hoje desempenhadas por funcionários da Infraero. Cerca de 3 mil trabalhadores da estatal atuam em Guarulhos, Brasília e Viracopos em funções nas áreas de logística de pátio, transmissão de informações e segurança aérea.

Estão programados dois dias de paralisação. Segundo o Sina, a decisão foi tomada após seis encontros realizados entre o sindicato, a Secretaria de Aviação Civil e Secretaria da Presidência da República.

Apesar da decisão de seus funcionários, a Infraero garante que as operações dos aeroportos de Guarulhos e Brasília não serão afetadas. Por meio de sua assessoria, a estatal informou que, se necessário, irá deslocar funcionários para que os serviços não sejam prejudicados. O mesmo ocorrerá se a mobilização também atingir o aeroporto de Viracopos.














http://www.valor.com.br/brasil/10557...hos-e-brasilia
Reply With Quote
     
     
  #51  
Old Posted Oct 18, 2011, 12:39 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,073
Voos com escalas e conexões custam mais no Brasil



No Brasil, as companhias aéreas cobram em média 30% a mais do passageiro em voos com escalas e conexões, mais desagradáveis e demorados.

Para as empresas aéreas, há serviços, gastos com tripulação e tarifas que pagam para a Infraero, que administra os principais aeroportos.

Extenso levantamento do Nectar (Núcleo de Economia dos Transportes), do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), mostra que esses custos, no Brasil, são repassados para o passageiro.

"A passagem pode ficar até 75% mais cara do que um voo sem parada. Nossa avaliação é que isso acontece porque, no Brasil, há menos concorrência", diz Alessandro Oliveira, pesquisador do Nectar.

Nos EUA, por exemplo, um voo da Delta entre Nova York e Los Angeles com somente uma escala custa US$ 1.668. Um voo com múltiplas paradas entre as mesmas cidades sai por US$ 988.

Como comparação, um voo de Porto Alegre (RS) a Recife (PE) custa R$ 1.684 se tiver uma escala (não há voo direto), ou R$ 1.815, com mais de duas escalas ou conexões.

Os pesquisadores analisaram mais de 2 milhões de tarifas cobradas na internet por voos entre 2008 e 2010, todas com partida dos aeroportos de Congonhas e Guarulhos.
antecedência

O estudo mostra também que, nas compras com antecedência, o preço das passagens aéreas no Brasil pode ser até 55% menor, no caso do aeroporto de Guarulhos. Mas o desconto "se esgota" se a antecedência superar 45 dias.

Comprar com cinco dias de antecedência, por exemplo, resulta em tarifas em média 21,4% mais baratas do que aquisições no dia da viagem. Com dez dias de antecedência, as passagens ficam 27,8% mais baratas, em média. Com 30 dias, o desconto é de 36,5%. E, se o passageiro comprar com antecedência a partir de 45 dias, o desconto chega a 38%, em média.





Os pesquisadores afirmam que, nesse caso, o consumidor está assumindo o risco de que uma eventualidade exija mudanças de passagens. "Se houver remarcação de voo, isso pode custar mais do que comprar uma nova passagem", diz Oliveira.

Segundo o estudo, voar em feriados é 3,8% mais caro. Entre as 13h e as 14h e entre as 17h e as 18h, os bilhetes custam até 18% mais.

DEMANDA CRESCE 9%

Em setembro, a demanda por voos domésticos aumentou 9,06% em relação ao mesmo mês do ano passado, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil. No acumulado do ano, o crescimento na procura chegou a 18,52%.

A Gol manteve a liderança do mercado doméstico em setembro, com 38,87% de participação. A TAM ficou com 38,22%. As demais empresas, com 22,91%. Nos voos internacionais, a TAM teve 88,55% do mercado, ante 10% da Gol e 1,45% da Avianca.






http://www1.folha.uol.com.br/mercado...o-brasil.shtml
Reply With Quote
     
     
  #52  
Old Posted Oct 19, 2011, 12:00 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 6,757
Calma povo esse é apenas um estudo, a empresa poderá acata-lo integralmente, parcialmente, ou quem sabe, fazer outro em cima do estudo. Eu acho que a expansão deveria contemplar 90 fingers ao longos dos anos. Pelo menos imediatamente metade está de bom tamanho.

Se lembrem....

O aeroporto de Tampa tem 62 fingers e transportam o mesmo número de paxs que Brasília transportou em 2010. Isso é claro, lá não existe estacionamento remoto, até aonde eu sei.

Então com 40 fingers fora os 70 estacionamentos remotos melhorariam muito o deslocamento dentro do aeroporto, apesar que iriamos continuar dependendo do busão.
Reply With Quote
     
     
  #53  
Old Posted Oct 21, 2011, 5:08 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,073
Funcionários de aeroportos antecipam fim da greve



Os funcionários da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) que estavam em greve contra a privatização de aeroportos encerraram a paralisação às 10 horas de hoje. O movimento de 48 horas estava previsto para terminar só no fim da noite. Segundo a Federação Nacional dos Aeronautas e Aeroviários (Fentac), os funcionários foram orientados a voltar ao trabalho, após o governo apresentar nova proposta ao Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina).

Segundo informações do diretor financeiro e administrativo do Sina, Samuel Santos, o governo apresentou nova proposta hoje pela manhã, assinado pelo secretário adjunto da aviação civil, aceitando negociar algumas reivindicações da categoria. De acordo com Santos, o governo vai garantir parte das reivindicações que já vinham sendo negociadas antes da greve, algumas delas relacionadas à estabilidade aos trabalhadores da Infraero, data-base e equivalência salarial. Não há informações, porém, sobre quais seriam as novas propostas.


Representantes do Sina foram convidados a participar de uma reunião, na quarta-feira, 26, marcada para as 10 horas, no Palácio do Planalto, para uma discussão sobre a nova proposta do governo.


Até o começo da manhã, os pousos e decolagens estavam normais nos três aeroportos internacionais do País onde havia paralisação de funcionários. A greve dos aeroportuários, iniciada à zero hora de ontem, teve adesão de 25% a 30% dos funcionários em Viracopos, Guarulhos e Brasília, segundo a Infraero.









http://www.jornaldebrasilia.com.br/s....php?id=370951
Reply With Quote
     
     
  #54  
Old Posted Oct 22, 2011, 2:15 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,073
Aeroportos: em vez de greve, eficiência


Funcionários da Infraero rejeitam a privatização, mas deviam se preocupar em prestar serviços melhores aos passageiros.


Ao decretar uma greve de 48 horas nos aeroportos de Cumbica, Viracopos e Brasília, os funcionários da Infraero atiraram no próprio pé. Os transtornos que tal atitude vão ocasionar aos passageiros não serão tão diferentes daqueles que acontecem em um dia de operação normal: atrasos de voos, salas de embarque lotadas e compromissos cancelados. Tanto que no primeiro dia de paralisação, na quinta-feira 20, o índice de atrasos ficou praticamente igual ao de outros dias. Mas o que querem os funcionários que cruzaram os braços? Eles protestam contra a privatização dos aeroportos, a primeira boa ideia da direção da Infraero em muito tempo. Temem perder o emprego ou ter de trabalhar mais com a nova administração privada. Já receberam garantia de que ficarão por 12 meses, mas querem muito mais: estabilidade por cinco anos.
Claro que sempre existe a possibilidade de com a privatização o serviço permanecer tão ruim quanto hoje. Mas é difícil imaginar que possa piorar.
Nos últimos anos, a Infraero melhorou um pouco a aparência dos aeroportos brasileiros. Mesmo assim, o aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, não resiste à comparação com outros aeroportos internacionais. O principal terminal da sétima maior economia do mundo deixa a desejar em todos os quesitos: de pontualidade e segurança na gestão do tráfego aéreo ao conforto oferecido aos passageiros. Embora os serviços de transporte americano e europeus estejam anos-luz à frente dos brasileiros em oferta de voos e facilidade de conexão, é na Ásia que estão os mais modernos aeroportos atualmente. O de Pequim, que inaugurou um novo terminal em 2008 para a Olimpíada e se tornou um dos maiores do mundo em fluxo de passageiros, apresenta uma eficiência nunca vista em terras brasileiras.




O embarque dos passageiros, em saguões amplos e iluminados, se dá em menos de 15 minutos. Outro lugar que deveria servir de inspiração para os brasileiros é Cingapura, pequena ilha no Sudeste Asiático, considerada um exemplo de eficiência em logística. O aeroporto de Changi, eleito o melhor do mundo em 23 de seus 30 anos de existência, trata seus usuários com a preocupação de prestar um bom serviço. Foi assim que ele se tornou o ponto de conexão mais importante da região, atendido por 102 empresas aéreas, que voam para 209 cidades em 60 países. Não bastasse isso, os 42 milhões de passageiros que passam pelos terminais a cada ano não podem reclamar também da falta de serviços nem de conforto. São 290 lojas, que vendem livros, roupas, cosméticos e bebidas alcoólicas e 130 pontos de alimentação.



Como a grande parte dos passageiros está em conexão, o aeroporto oferece uma série de serviços para amenizar a espera entre um voo e outro. Entre eles, cinco jardins, um deles com mil borboletas, 550 terminais com acesso gratuito à internet (além de conexão wi-fi também grátis), diversas cadeiras reclináveis para descanso, carregadores de celulares com chave, aparelhos de massagem para os pés, um cinema gratuito, um hotel de trânsito dentro da área de segurança e spa com piscina. E tudo isso gerido por uma empresa que, embora pública, tem metas de eficiência e a obrigação de ser lucrativa. Em vez de buscar apenas garantir os seus empregos, seria de bom tom se os funcionários da Infraero seguissem o exemplo de Cingapura e buscassem aumentar a qualidade do serviço que prestam.










http://www.istoedinheiro.com.br/arti...EVE+EFICIENCIA
Reply With Quote
     
     
  #55  
Old Posted Oct 22, 2011, 2:24 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,073
Presidente da Abav vê obras em aeroportos como “remendos”



O presidente da Associação Brasileira de Agentes de Viagens (Abav), Carlos Alberto Ferreira, classificou as obras nos aeroportos brasileiros como “um remendo”. Segundo ele, os aeroportos precisam receber atenção não por causa da Copa do Mundo de 2014, mas devido à demanda crescente do turismo nacional.

Para Ferreira, o aquecimento atual do setor de turismo no Brasil demonstra que hoje já há uma estrutura precária nos aeroportos nacionais. “Há um gargalo forte por causa disso. O turismo cresceu e os gargalos apareceram”, disse Ferreira. “Não se começou a fazer o que era para ter sido feito cinco anos atrás e agora, por questões de prazos, gasta-se mais dinheiro para uma coisa que é provisória, não é a solução definitiva”, acrescentou.

Para o presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), Alexandre Sampaio de Abreu, a solução improvisada não é tão ruim. “Acho que os puxadinhos e as construções adicionais não são uma má ideia. Não é o ideal, mas o factível”, afirmou.

Segundo Abreu, na África do Sul, os voos da Copa do Mundo de 2010 que atendiam aos torcedores eram majoritariamente de madrugada. “Aqui nós vamos fazer a mesma coisa, vamos viajar de madrugada. Não tem outra maneira”, disse.

Abreu acha que o processo de privatização dos aeroportos é o caminho certo. Ele acredita que a privatização dos aeroportos de Brasília, Guarulhos e Viracopos “vai solucionar em parte” o aumento da demanda por voos, pois os investimentos privados devem permitir o aumento da capacidade de passageiros dos aeroportos para a Copa de 2014.

Segundo ele, o governo adota a postura correta em esperar “o sucesso dos leilões desses três aeroportos anunciados” antes de decidir pela privatização de outros aeroportos.







http://www.valor.com.br/brasil/10639...endos%E2%80%9D
Reply With Quote
     
     
  #56  
Old Posted Oct 24, 2011, 12:51 PM
pesquisadorbrazil's Avatar
pesquisadorbrazil pesquisadorbrazil is offline
LLAP
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília DF
Posts: 6,757
Greve dos funcionários da INFRAZERO é apenas porque eles estão com medo de perder o cabide de empregos. Só em Brasília 2 mil vão para rua ou serão remanejados para outros estados.
Reply With Quote
     
     
  #57  
Old Posted Oct 26, 2011, 5:18 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,073
Cade congela compra da Webjet pela Gol



O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) congelou nesta quarta-feira duas operações no setor de aviação e saúde: a compra da Webjet pela Gol e da rede de laboratórios Dasa pela Amil. Foram firmados acordos com as companhias nos quais elas se comprometem a manter as operações separadas até o julgamento definitivo da fusão.

No caso das empresas de aviação, as duas companhias terão que manter as rotas separadas. O conselho permitiu apenas que fossem feitas alterações em rotas que se sobrepunham, mas os horários não puderam ser mudados em mais de uma hora.

As duas companhias, porém, foram autorizadas a remanejar passageiros entre elas. Um passageiro que comprar uma passagem para voar pela Gol, por exemplo, poderá ser colocado em um avião da Webjet, e vice-versa.

LABORATÓRIOS

O Cade congelou também a compra dos laboratórios Dasa pela MD1, empresa controlada pela Amil, como antecipou reportagem da Folha publicada na edição de hoje.

O conselho proibiu ainda a participação dos acionistas da Amil na administração da Dasa. A Dasa tem uma das maiores redes de laboratórios do país e atua principalmente em São Paulo.











http://www1.folha.uol.com.br/mercado...pela-gol.shtml
Reply With Quote
     
     
  #58  
Old Posted Oct 26, 2011, 5:22 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,073
Embraer vende mais 11 jatos para a Azul



Valor da aquisição é de US$ 497,2 milhões. Negócio aumenta o total de pedidos da companhia aérea para 52 E-Jets


Aquisição custou US$ 497,2 milhões


A Embraer e a Azul Linhas Aéreas assinaram hoje contrato para a venda de 11 jatos EMBRAER 195. O negócio aumenta o total de pedidos da companhia aérea para 52 E-Jets da Embraer.

O valor total desta última aquisição, a preço de lista, é de US$ 497,2 milhões. As entregas estão previstas para começarem em 2013.

Segundo comunicado da Embraer, adicionalmente aos 23 aviões E195 que já estão em operação, com configuração de 118 assentos, a Azul também opera dez E190 com 106 assentos.

Ambos os modelos são a base da frota da Azul, que iniciou operações em 2008 e em poucos anos alcançou a respeitável marca de 12 milhões de passageiros transportados. Com este novo pedido, a Azul se tornará o operador com a maior frota de E-Jets na América do Sul. Todos os aviões são equipados com sistema de entretenimento a bordo individual.










http://epocanegocios.globo.com/Revis...RA+A+AZUL.html
Reply With Quote
     
     
  #59  
Old Posted Oct 27, 2011, 2:33 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,073
Jet Blue cancela encomenda de 11 jatos da Embraer



A companhia americana Jet Blue oficializou hoje o cancelamento de uma encomenda de 11 jatos E-190 da Embraer. Em julho deste ano, a companhia já havia anunciado, na feira de Le Bourget, em Paris, a sua intenção de inicialmente operar apenas 75 dos 100 jatos que comprou da Embraer em 2006.

A decisão da Jet Blue, segundo o vice-presidente executivo da Embraer para o mercado de Aviação Comercial, Paulo César de Souza e Silva, foi motivada por um programa de reestruturação que reavaliou a necessidade de aviões na sua frota, tendo em vista a crise econômica que vem afetando a economia norte-americana.

“Dos 25 jatos que a Jet Blue decidiu reavaliar, 11 tiveram o contrato cancelado, mas o pedido foi transferido para a Azul Linhas Aéreas. Os outros 14, que deveriam ser entregues entre 2013 e 2014, tiveram apenas um adiamento nas entregas, pois a companhia acredita que haverá uma demanda futura para esses aviões”, explicou. A Azul foi fundada por David Neeleman, que também presidiu a Jet Blue.

Segundo Silva, a Embraer já entregou até o momento um total de 52 jatos para a Jet Blue do modelo E-190. A Azul, por sua vez, comprou 11 unidades do modelo 195, cujo preço de lista é da ordem de US$ 45.2 milhões. O E-190 custa em torno de US$ 42.8 milhões.

“Esse cancelamento da Jet Blue foi muito pontual. Estamos tranquilos, pois são 11 jatos a mais no mercado brasileiro, que deve registrar um crescimento de 18% este ano em relação a 2010, ano em que tivemos um incremento da ordem de 25% sobre 2009”, destacou o executivo. Este ano, segundo Silva, a Embraer vendeu, até o momento, cerca de 20 E-Jets no mercado brasileiro. Para 2012, a companhia estima manter o volume de negócios alcançados durante este ano.

A Embraer possui um total de 35 E-Jets operando no mercado brasileiro, dos quais 28 da Azul e sete da Trip. “Há cinco anos não tínhamos nenhum E-Jet voando na América Latina e até o final de 2011 teremos um total de 135 jatos operando na região”, afirmou.







http://www.valor.com.br/empresas/107...tos-da-embraer
Reply With Quote
     
     
  #60  
Old Posted Oct 27, 2011, 2:39 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,073
Vende-se jatos pra uma empresa e recebe um comunicado de cancelamento de outra, estranho
Reply With Quote
     
     
This discussion thread continues

Use the page links to the lower-right to go to the next page for additional posts
 
 
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Infraestrutura & Transporte
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 3:57 PM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.