HomeDiagramsDatabaseMapsForumSkyscraper Posters
     
Welcome to the SkyscraperPage Forum

Since 1999, the SkyscraperPage Forum has been one of the most active skyscraper enthusiast communities on the web. The global membership discusses development news and construction activity on projects from around the world, alongside discussions on urban design, architecture, transportation and many other topics. Welcome!

You are currently browsing as a guest. Register with the SkyscraperPage Forum and join this growing community of skyscraper enthusiasts. Registering has benefits such as fewer ads, the ability to post messages, private messaging and more.

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Notícias do Brasil - Imprensa Nacional

Reply

 
Thread Tools Display Modes
     
     
  #41  
Old Posted Oct 5, 2011, 11:59 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,653
Red face

Morre Steve Jobs, fundador da Apple


Criador da Apple impôs visão de simplicidade no mercado da tecnologia.
Da experiência com drogas às brigas, conheça a trajetória do empresário.






Morreu nesta quarta-feira (5) aos 56 anos o empresário Steven Paul Jobs, criador da Apple, do estúdio de animação Pixar e pai de produtos como o Macintosh, o iPad, o iPhone e o iPad.

Idolatrado pelos consumidores de seus produtos e por boa parte dos funcionários da empresa que fundou em uma garagem no Vale do Silício, na Califórnia, e ajudou a transformar na maior companhia de capital aberto do mundo em valor de mercado, Jobs foi um dos maiores defensores da popularização da tecnologia. Acreditava que computadores e gadgets deveriam ser fáceis o suficiente para ser operados por qualquer pessoa, como gostava de repetir em um de seus bordões prediletos era "simplesmente funciona" (em inglês, "it just works"), impacto que foi além de sua companhia e ajudou a puxar a evolução de produtos como o Windows, da Microsoft.

A luta de Jobs contra o câncer desde 2004 o deixou fisicamente debilitado nos anos de maior sucesso comercial da Apple, que escapou da falência no final da década de 90 para se transformar na maior empresa de tecnologia do planeta. Desde então, passou por um transplante de fígado e viu seu obituário publicado acidentalmente em veículos importantes como a Bloomberg.






http://g1.globo.com/tecnologia/notic...-da-apple.html
Reply With Quote
     
     
  #42  
Old Posted Oct 6, 2011, 12:14 AM
Maths2's Avatar
Maths2 Maths2 is offline
Registered User
 
Join Date: Jul 2011
Posts: 115
^^^^
Ainda estou em estado de choque...Msm sabendo que ele já não estava bem de saúde não imaginava que uma das mentes mais brilhantes das últimas 2 décadas ia falecer...Não agora...Pelo menos o legado dele é enorme...Simplismente mudou nossas vidas nos últimos 10 anos...
Reply With Quote
     
     
  #43  
Old Posted Oct 6, 2011, 12:29 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,653
Realmente, ele era uma das mentes mais inovadoras do mundo tecnológico mundial, uma grande perda
Reply With Quote
     
     
  #44  
Old Posted Oct 6, 2011, 1:52 AM
emblazius emblazius is offline
Flamenguista
 
Join Date: May 2011
Location: Brasília
Posts: 308
Nesse momento a gente pensa. Os bons morrem cedo. Smpre acesso o SSP e antigo SSC pelo Ipad. Revolucionou tudo para mim que ganhei uma hernia só de usar notebook no colo deitado na cama. Viva o Ipad, viva SJ.
__________________
Podemos escolher o que semear, mas somos obrigados a colher aquilo que plantamos
Reply With Quote
     
     
  #45  
Old Posted Oct 6, 2011, 6:10 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,653
Ações da SABMiller disparam com rumores de possível venda para a AB InBev



Oferta feita pela segunda maior cervejaria do mundo teria sido de US$ 80 bilhões. Papéis da SABMiller sobem 5,07% na bolsa de Londres


Os papéis da SABMiller negociados na bolsa de Londres dispararam hoje (06/10), depois da notícia de uma possível venda para AB Inbev, maior cervejaria do mundo, por US$ 80 bilhões.

Segunda maior cervejaria do mundo, a SABMiller observava uma alta de 5,07% em seus papéis às 12h10 (horário de Brasília).

A notícia da possível oferta foi dada pelo colunista Guilherme Barros, do iG.

Segundo matéria do Wall Street Journal, nenhuma das empresas quis se manifestar sobre o assunto. Ainda de acordo com o jornal, os analistas estão um tanto quanto céticos sobre o assunto.


Ações da empresa subiram 5,07% com notícia de possível oferta de venda por US$ 80 bilhões


"Não descartamos o negócio, mas o fato de que o artigo não cita quaisquer fontes nos leva a ser cautelosos quanto à sua credibilidade," disse o analista da MFGlobal, Andy Ford.

A analista da S&P, Carl Short, também expressou cautela. “Eu não estou super-animada. Houve rumores antes e haverá rumores no futuro.”

Um acordo entre as empresas é visto como a última peça importante em uma indústria que tem visto a consolidação generalizada nos últimos anos.

A SABMiller está para completar a sua aquisição de US$ 9,9 bilhões do grupo australiano Foster, amadurecendo sua presença no mercado mundial de cerveja.

A própria AB InBev é produto de uma fusão entre a norte-americana Anheuser-Busch e a InBev, com sede na Bélgica, e tem se focado na economia operacional e na redução da dívida.

Segundo a avaliação de analistas, a SABMiller é um alvo atraente para AB InBev, devido às suas extensas operações nos mercados emergentes de rápido crescimento da Ásia, América Latina, África e Europa Oriental, responsáveis por cerca de 80% de seus lucros. Sua presença em mercados emergentes representa cerca de 50% da registrada por seus rivais.

No Brasil, a SABMiller comercializa as marcas Miller, Carling, Cristal, , Dreher, Foster's e Pilsen.





http://epocanegocios.globo.com/Revis...+AB+INBEV.html
Reply With Quote
     
     
  #46  
Old Posted Oct 6, 2011, 6:21 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,653
Anbima: renda fixa privada soma R$ 1,42 tri em setembro


Os ativos de renda fixa emitidos por empresas e bancos fecharam setembro com estoque de R$ 1,42 trilhão. Incluindo os títulos do governo, o estoque sobe para R$ 3,19 trilhões, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Os papéis emitidos por bancos para captarem recursos somam boa parte do estoque privado de títulos de renda fixa. No final de setembro, o total de Certificados de Depósitos Bancários (CDB) estava em R$ 731,5 bilhões. Já o de letras financeiras chegou a R$ 114,1 bilhões, segundo os dados da Anbima. No mesmo mês do ano passado, o estoque de letras era de R$ 18 bilhões. As letras foram criadas em 2009 pelo governo para os bancos captarem recursos de longo prazo.


Os títulos emitidos por empresas, como debêntures, chegaram a estoque de R$ 391 bilhões em setembro, o equivalente a 27% do saldo de papéis privados de renda fixa.


A grande maioria dos títulos de renda fixa privados (89,9%) é indexado pelas taxas do Certificado de Depósito Interbancário (CDI). Os dados foram divulgados no 4º Seminário Anbima de Renda Fixa.






http://www.istoedinheiro.com.br/noti...RI+EM+SETEMBRO
Reply With Quote
     
     
  #47  
Old Posted Oct 6, 2011, 6:25 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,653
Produção brasileira de grãos deve crescer 6,6% em 2011, diz IBGE


A produção brasileira de grãos deverá crescer 6,6% em 2011 em relação ao ano passado, e alcançar 159,4 milhões de toneladas, contra 149,6 milhões de toneladas em 2010. A estimativa faz parte do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), divulgado nesta quinta-feira, 6, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na comparação com a estimativa de agosto, de 159 milhões de toneladas, a estimativa para a safra de grãos cresceu 0,3% em setembro





http://www.valor.com.br/brasil/10392...-2011-diz-ibge
Reply With Quote
     
     
  #48  
Old Posted Oct 7, 2011, 1:03 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,653
Senador propõe chicotadas para preso que não trabalhar


O senador Reditario Cassol (PP-RO) defendeu hoje, da tribuna do Senado, o fim do auxílio-reclusão para os condenados que estiverem cumprindo pena e a adoção da pena de chicotadas contra os presos que se recusarem a trabalhar nos presídios. Ele alega que "pilantras, vagabundos e sem-vergonha" recebem um tratamento melhor do que os trabalhadores brasileiros.



"Nós temos de fazer o nosso trabalho, ilustre presidente e nobres senadores, modificar um pouco a lei aqui no nosso Brasil, que venha favorecer, sim, as famílias honestas, as famílias que trabalham, que lutam, que pagam impostos para manter o Brasil de pé", defendeu. "E não criar facilidade para pilantra, vagabundo, sem-vergonha, que devia estar atrás da grade de noite e de dia trabalhar, e quando não trabalhasse de acordo, o chicote voltar, que nem antigamente", defendeu.


Suplente de seu filho, o ex-governador de Rondônia Ivo Cassol, que está licenciado, Reditario questionou o "desamparo" dos parentes das vítimas, enquanto o governo - segundo ele - gastar por ano "mais de R$ 200 milhões do orçamento para sustentar a família dos presos que cometera crime hediondo, crime bárbaro".


"O vagabundo, sem-vergonha, que está preso recebe uma bolsa de R$ 802,60 para seu sustento. Mesmo que seja auxílio temporário, a prisão não é colônia de férias", protestou. No seu entender, a pessoa condenada por crime grave deve sustentar os dependentes com o trabalho nas cadeias. Ele comparou a situação aos trabalhadores desempregados que, "além de tudo isso, muitas vezes é assaltado, tem a casa roubada e precisa viver recluso atrás das grades de sua própria casa".



Em aparte, o senador Eduardo Suplicy (PT-SP), disse que compreendia a "indignação" do colega, mas que, em nenhuma hipótese, aprovaria a utilização do chicote, "porque seria uma volta da Idade Média".








http://www.jornaldebrasilia.com.br/s....php?id=368439
Reply With Quote
     
     
  #49  
Old Posted Oct 7, 2011, 1:12 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,653
"O senador Reditario Cassol (PP-RO) defendeu hoje, da tribuna do Senado, o fim do auxílio-reclusão para os condenados que estiverem cumprindo pena e a adoção da pena de chicotadas contra os presos que se recusarem a trabalhar nos presídios. Ele alega que "pilantras, vagabundos e sem-vergonha" recebem um tratamento melhor do que os trabalhadores brasileiros."


:
Reply With Quote
     
     
  #50  
Old Posted Oct 7, 2011, 11:30 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,653
Índia lança tablet de R$ 64 para estudantes


Valor é subsidiado pelo governo e aparelho é destinado a estudantes




A Índia apresentou nesta quarta-feira o que considera ser o tablet mais barato do mundo, destinado a estudantes, ao preço subsidiado de US$ 35 (R$ 64).

O governo indiano está comprando as primeiras unidades do produto, chamado Aakash, que significa céu em hindi, por US$ 50 (R$ 92) cada um, de uma empresa britânica que está montando os dispositivos na Índia.

Os tablets, inicialmente, serão fornecidos gratuitamente aos estudantes, em um projeto piloto envolvendo 100 mil unidades. "Os ricos têm acesso ao mundo digital, os pobres e comuns têm sido excluídos. Aakash terminará com a divisão digital", disse o ministro das Telecomunicações e da Educação, Kapil Sibal.

DataWind, pequena empresa britânica que desenvolveu o tablet, disse que o custo será menor quando iniciar a produção em massa. Após a distribuição gratuita, o governo pretende vender os produtos aos estudantes por US$ 35 (R$ 64) no próximo ano. A versão do tablet voltada ao varejo será comercializada por cerca de US$ 60 (R$ 111).








http://www.maisbrasilia.com/mb2011/n...tudantes_.html
Reply With Quote
     
     
  #51  
Old Posted Oct 7, 2011, 1:07 PM
HLbsb's Avatar
HLbsb HLbsb is offline
Registered User
 
Join Date: Sep 2011
Posts: 384




Com subsídios U$35
Sem subsídios U$50


Isso é ótimo para difundir a internet, mas mesmo com produção em massa e mão de obra escrava e seja mais o que for não se justifica chegarem a um valor comercial U$50 sem subsidios... Vai entender!
Reply With Quote
     
     
  #52  
Old Posted Oct 7, 2011, 4:08 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,653
Inflação oficial em 12 meses chega a 7,31%, maior taxa desde maio de 2005


A inflação oficial, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), subiu pelo terceiro mês consecutivo e ficou em 0,53% em setembro deste ano. O índice é superior aos registrados nos meses de agosto deste ano (0,37%) e setembro de 2010 (0,45%). O dado foi divulgado nesta sexta-feira (7/10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No acumulado do ano, o IPCA chega a 4,97%. Nos últimos 12 meses, o índice está em 7,31%, a maior taxa desde maio de 2005 (8,05%). A meta do governo para a inflação oficial este ano e em 2012 tem centro de 4,5%, com limite inferior de 2,5% e superior de 6,5%.

Os principais responsáveis pela inflação maior de agosto para setembro foram os alimentos, que tiveram aumento de preços de 0,64%, e os transportes, com aumento de 0,78% (com destaque para as passagens aéreas, que aumentaram 23,4%).

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a inflação para as famílias com renda até seis salários mínimos, variou 0,45% em setembro. O INPC acumula inflação de 4,61% no ano e de 7,30% nos últimos 12 meses.











http://www.correiobraziliense.com.br...-de-2005.shtml
Reply With Quote
     
     
  #53  
Old Posted Oct 7, 2011, 8:01 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,653
Itaú estaria negociando compra de parte do HSBC no Brasil, dizem fontes



Operação envolvida seria a de varejo, seguindo o modelo da aquisição já feita no Chile na semana passada



Itaú: banco estaria negociando parte das operações do HSBC no Brasil


São Paulo - O banco Itaú estaria negociando a compra de pelo menos uma parte das operações do HSBC no Brasil.

Procurados, tanto Itaú quanto HSBC negaram que a negociação esteja em curso, mas a informação foi confirmada a EXAME.com por três fontes de dentro dos bancos nesta manhã.

O desenho da operação ainda não está claro, mas o mais provável é que o negócio envolva a parte de varejo do HSBC. Assim, o banco ficaria apenas com a gestão de fortunas e mercado corporativo, nos mesmos moldes da transação fechada entre o próprio Itaú e HSBC no Chile, na última quarta-feira.

A saída do mercado de varejo não seria algo inédito para o HSBC, já que o banco vendeu recentemente o negócio de cartão de crédito nos Estados Unidos para a Capital One. Também foi anunciada a venda de agências em Nova York e de parte do varejo na Rússia. Na Polônia, a unidade de varejo também foi fechada.

Estratégia

Mundialmente, o HSBC passa por um momento de revisão de portfolio e tenta focar em nichos de mercado com maiores margens.

No Brasil, por exemplo, o HSBC chegou a conversar com o BTG Pactual este ano sobre a venda da sua carteira de financiamento de veículos. As negociações não avançaram, mas a equipe da divisão “auto finance” do banco inglês foi incorporada pelo BTG.

A posição oficial do HSBC é de que eles simplesmente pararam de financiar automóveis no Brasil e que a decisão sobre vender ou não esta operação ainda não foi tomada.

Euforia

Dentro do Itaú, a expectativa já toma conta dos funcionários, informou uma fonte. “Não se ouve outra coisa pelos corredores e a compra faz bastante sentido”, disse a pessoa a EXAME.com. “A compra do HSBC no Chile já era um sinal de que a estratégia seria a mesma para o Brasil”, afirmou.

Ainda segundo ela, o caminho está mais livre ainda, já que, nesta semana, foi concluída a integração do Unibanco e os esforços podem se voltar a uma nova operação de grande porte.

No Brasil, o HSBC possui 865 agências, distribuídas em 545 municípios. A carteira de clientes pessoa física do banco soma mais de 5,4 milhões de clientes.

HSBC nega


Em nota, HSBC negou que está em negociações com o Itaú. Veja o comunicado do banco:

"O HSBC Bank Brasil, por meio de sua assessoria de imprensa, desmente, atribuindo a boatos e rumores de mercado sem fundamento, sua suposta venda parcial ou total para outra instituição financeira no Brasil.

O papel prioritário do HSBC Bank Brasil na estratégia global do Grupo HSBC de ser o banco de comércio e conectividade internacional de escolha nos 86 países onde está presente foi confirmado inequivocamente pelo novo presidente mundial do banco britânico, Stuart Gulliver, durante sua primeira visita oficial ao Brasil há duas duas semanas.

Na sua passagem pelo país, Gulliver disse em entrevistas à imprensa brasileira que Grupo prepara nova injeção de capital em suas operações brasileiras no primeiro trimestre do ano que vem para aumentar a oferta de crédito para pequenas, médias e grandes empresas brasileiras.

O Brasil é atualmente a quarta maior fonte de contribuição para os resultados da HSBC Holdings, depois de Hong Kong, Reino Unido e China."






http://exame.abril.com.br/negocios/e...l-dizem-fontes
Reply With Quote
     
     
  #54  
Old Posted Oct 7, 2011, 8:02 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,653
Onde há fumaça pode haver fogo!!!!!!
Reply With Quote
     
     
  #55  
Old Posted Oct 7, 2011, 11:49 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,653
Nova tecnologia eólica promete triplicar produção de energia


Anel ao redor da área das pás dos geradores acelera o fluxo de ar nas lâminas. Turbinas são organizadas em forma de colmeia



Produto reduz preço da eletricidade eólica e compete com carvão e fontes nucleares


A Universidade de Kyushu, no Japão, desenvolveu uma turbina eólica que promete produzir três vezes mais energia do que as atuais. A nova tecnologia é chamada de lente eólica e alguns protótipos já estão em fase de testes no centro acadêmico.

Para que o equipamento tivesse uma produção energética mais eficiente não foi preciso aumentar o tamanho dos geradores. O modelo consiste em um anel e circunscreve a área das pás dos geradores, que têm a função de acelerar o fluxo de ar nas lâminas. Com este processo, o sistema gera de duas a três vezes mais energia do que as turbinas comuns. Toda a estrutura soma 112 metros de diâmetro.

O design do produto foi criado na Exibição Internacional de Energias Renováveis de Yokohama, em 2010. O modelo tem uma plataforma hexagonal, assim as turbinas são organizadas no formato de uma colmeia. Segundo o líder da pesquisa, Yuji Ohya, os geradores têm a vantagem de não causarem tanta poluição sonora como os convencionais.

Outra grande vantagem do produto será reduzir o preço da eletricidade eólica. A estrutura entraria em competição com o carvão e fontes nucleares e os custos da energia alternativa seriam menores, acreditam especialistas.

Com o desenvolvimento de novas tecnologias cresce o número de alternativas eólicas para a produção energética. O impasse, até então, é a necessidade de uma área muito grande para que toda a eletricidade necessária fosse gerada a partir da nova estrutura de energia eólica. De acordo com especialistas, nos Estados Unidos, por exemplo, seria preciso ter uma área disponível de pelo menos 440 mil km2, equivalente a 25% do estado do Alaska.







http://exame.abril.com.br/economia/m...cao-de-energia
Reply With Quote
     
     
  #56  
Old Posted Oct 8, 2011, 12:32 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,653
Justiça proíbe Caixa de negar crédito para quem deixou de pagar empréstimo há mais de cinco anos

Brasília – Clientes que deixaram de pagar empréstimos há mais de cinco anos não podem ter o crédito restringido pela Caixa Econômica Federal. Por unanimidade, a Terceira Turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5) determinou que qualquer informação negativa de correntistas inseridas em cadastro ou banco de dados interno antes desse prazo não pode ser usada na concessão de empréstimos e financiamentos. Caso o cliente tenha o crédito rejeitado, o banco também terá de apresentar uma justificativa.

A decisão é válida para todo o país e tem como base o Código de Defesa do Consumidor. A legislação, de acordo com o tribunal, estabelece que os cadastros de consumidores não podem conter informações negativas de mais de cinco anos e garante acesso a esses dados pelos clientes. O Ministério Público Federal, autor da ação, alega que essa norma tem como objetivo impedir que o consumidor seja eternamente punido por fatos antigos, o que configura pena de caráter perpétuo, proibida pela Constituição Federal.

O processo teve origem na 8ª Vara da Justiça Federal no Ceará, que condenou o banco em primeira instância. A Caixa recorreu no TRF-5, onde também perdeu a ação, mas decidiu contestar novamente a sentença por meio de embargos de declaração. Para o TRF-5, a decisão não prejudica os riscos de negócio da Caixa, porque a instituição pode continuar a avaliar o perfil, a renda e o endividamento do cliente, desde que não sejam considerados dados de mais de cinco anos. Procurado pela Agência Brasil, o banco não informou se foi notificado nem se recorrerá da decisão no Superior Tribunal de Justiça (STJ).











http://agenciabrasil.ebc.com.br/noti...-de-cinco-anos
Reply With Quote
     
     
  #57  
Old Posted Oct 9, 2011, 12:39 AM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,653
União investirá R$ 1 bi para desafogar presídios do País



O governo federal prepara um programa de ampliação de vagas e construção de cadeias públicas para desafogar o sistema carcerário do País. Dados do Ministério da Justiça apontam que mais de 50 mil presos provisórios aguardam julgamento em delegacias, o que obriga as secretarias de segurança a tirar policiais das ruas para cuidar da carceragem. "As delegacias são absolutamente inadequadas para receber presos, seja do ponto de vista da segurança, seja do ponto de vista das condições carcerárias e humanas para o preso, seja do ponto de vista policial, porque você acaba deixando policiais que deveriam estar nas ruas para que fiquem cuidando de carceragens em delegacias", disse o ministro José Eduardo Cardozo.

Em entrevista exclusiva à Agência Estado, o ministro contou que a presidente Dilma Rousseff aprovou o programa, que será lançado ainda neste ano. A proposta do governo é repassar R$ 1,1 bilhão para os Estados, que ficarão responsáveis pela execução das obras. "Vamos fornecer os recursos até um certo valor por vaga e o Estado entrará com uma contrapartida",explicou o ministro.


O Ministério da Justiça faz um mapeamento da situação carcerária de cada Estado para definir o valor que será repassado para cada governo estadual. De acordo com o ministro, os 26 Estados e o Distrito Federal receberão recursos do programa. Onde for possível reformar as cadeias, será possível ampliar o número de vagas no curto prazo. Em alguns locais, será necessário construir novas unidades prisionais. "Nós vivemos um momento muito difícil no sistema prisional brasileiro", avaliou o ministro.


De acordo com ele, a presidente está ciente de que não conseguirá resolver a questão da superlotação nas cadeias até o final de seu mandato, por isso a meta inicial do governo é desafogar o sistema carcerário. "O problema não se resolve em quatro anos, mas pelo menos vai desafogar uma situação que é gravíssima e que tem sido objeto de denúncias nas cortes internacionais em face de alguns presídios que apresentam situações inaceitáveis para os presos", disse Cardozo.




http://maiscomunidade.com/conteudo/2008-05-19/brasil/113370/UNIÃO-INVESTIRÁ-R$-1-BI-PARA-DESAFOGAR-PRESÍDIOS-DO-PAÍS.pnhtml
Reply With Quote
     
     
  #58  
Old Posted Oct 10, 2011, 12:13 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,653
Brasil inicia produção de nova frota de submarinos, em parceria com França

Não é de hoje que o Brasil deseja submarinos montados e projetados no país. O primeiro equipamento desse tipo incorporado à Marinha remonta a 1914, mas levou quase 80 anos até que o primeiro navio com capacidade de submergir fosse construído em território nacional. Tratava-se do Tamoio, um IKL-209 de tecnologia alemã, produzido em1993. Agora, passados mais 18 anos, finalmente chegam à superfície os planos de produção de um submarino projetado no país, graças ao Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub) — parceria estratégica entre os governos brasileiro e francês firmada em 2008 e aprovada pelo Senado somente em abril deste ano.

Os franceses dominam a tecnologia de produção de submarinos convencionais e nucleares. A transferência de tecnologia a ser feita diz respeito à classe Scorpène, do estaleiro Direction des Constructions Navales Services (DCNS). O projeto prevê a construção de quatro submarinos convencionais (S-BR), movidos a motores diesel-elétricos, e um nuclear. Todos serão feitos em novo estaleiro da Itaguaí Construções Navais, criada a partir de uma parceria entre a DCNS e a Norberto Odebrecht. O estaleiro e as demais instalações — que incluem uma base naval, a Unidade de Fabricação de Estruturas Metálicas (Ufem) e a planta da Nuclebrás Equipamentos Pesados (Nuclep), estatal que fará as seções cilíndricas do casco — ficarão prontos em 2015. O custo total do programa está orçado em 6,7 bilhões de euros, o equivalente a R$ 16 bilhões, quase o triplo estimado para o reequipamento completo da Marinha brasileira.

O primeiro casco começou a ser feito em 16 de julho, mas os submarinos vão para a água de maneira escalada, sendo que o primeiro entrará em serviço em 2015. O último será finalizado em 2025, sendo que a conclusão do navio nuclear está prevista para 2023. Na prática, é o final da novela do submarino nuclear, cujo programa ficou praticamente em hibernação entre 1994 e 2006 e voltou à tona graças a descoberta de novas reservas de petróleo, o pré-sal, o que demandará novas exigências da Marinha.

No passado, o afundamento do cruzador argentino Belgrano, em 2 de maio de 1982, pelo submarino nuclear britânico Conqueror, na Guerra das Malvinas, reforçou a necessidade de o Brasil ter armas desse tipo — foi o único ataque de um submarino do tipo a uma embarcação até hoje. Quatro embarcações parecem pouco, mas, segundo a Marinha, com o parque formado e a nacionalização de componentes, será mais fácil fazer outros submarinos. O programa espera capacitar 140 fornecedores locais, que serão responsáveis por cerca de 20% das peças, o equivalente a 36 mil itens, como quadros elétricos, bombas hidráulicas, sistema de combate e de controle e baterias de grande porte. Contudo, todas as empresas serão escolhidas pelos franceses, em razão da experiência do estaleiro.

Brasileirinhos
Os Scorpènes nacionais serão alongados em relação ao original CM-2000, de 62m, projetado em conjunto com a empresa espanhola Izar. O peso vai até as 2 mil toneladas, contra 1.500 do Scorpène original. A propulsão usa quatro geradores movidos a diesel para recarregar as baterias, responsáveis por entregar a energia usada pelos motores elétricos para impulsionar a embarcação. Submerso, o novo submarino brasileiro (S-BR) chega aos 20 nós, o equivalente a 37km/h, que caem para 22km/h na superfície. Em ritmo de cruzeiro, o alcance chega a 12 mil quilômetros, o que diminui para pouco mais de mil quilômetros em navegação submersa, sendo que a profundidade de operação chega aos 350m. Os Scorpènes ainda podem ficar até 50 dias debaixo da água. A tripulação terá pelo menos 32 homens, contingente pequeno em razão da automação dos sistemas de controle e armas. Para se ter ideia, os antigos submarinos da Classe Oberon exigiam 74 tripulantes. Na América do Sul, o Chile já tem duas embarcações do tipo Scorpène, usadas também por outros países, como a Índia e a Malásia.

Em relação ao Scorpène original, com mais de 100m de comprimento e deslocamento de até 6 mil toneladas, a variante nuclear será amplamente modificada em razão do espaço superior exigido pelo núcleo do reator. No caso, o Scorpène servirá apenas como base para o desenho final. Estratégicos, os submergíveis nucleares fazem parte de poucos arsenais no mundo: apenas de China, Estados Unidos, França, Inglaterra e Rússia. Surgidos em 1954, quando o norte-americano USS Nautilus foi lançado, os submarinos nucleares são objeto de desejo do Brasil desde 1978, quando também se desenvolveu o programa nuclear nacional. O responsável pela propulsão nuclear do submario é o Centro Tecnológico da Marinha em Iperó, interior paulista, que desenvolve o circuito primário da propulsão, sendo que o combustível (urânio enriquecido) já foi desenvolvido pela instituição.

Ação
Os equipamentos a serem produzidos no Brasil serão de ataque, usados para combater submarinos, embarcações ou outros alvos de superfície. Entre os armamentos, estão seis tubos de torpedos que podem levar 18 torpedos (12 reservas), mísseis antinavio Exocet ou até 30 minas. Toda a manipulação de armas é automatizada. Para diminuir a chance de ser atingido, o casco tem baixo índice de detecção por sonares. A despeito da capacidade de fogo, a dissuasão é o ponto de principal de importância estratégica. A introdução dos S-BRs não tirará os antigos de serviço — quatro submarinos da classe Tupi (IKL-209) e um Tikuna, que ficarão baseados em Itaguaí.

Cada submarino terá aplicações diferentes. Enquanto os convencionais se encarregarão de patrulhar um ponto sempre próximo da costa, o nuclear usará suas vantagens de maior autonomia e capacidade de manter altas velocidades para se deslocar. Algo ideal para a grande extensão de litoral, como destaca a Marinha.



















http://www.correiobraziliense.com.br...m-franca.shtml
Reply With Quote
     
     
  #59  
Old Posted Oct 10, 2011, 11:44 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,653
Investimento público em educação ficará entre 7% e 10% do PIB, diz ministro



O investimento público em educação deverá ficar entre 7% e 10% do Produto Interno Bruto (PIB) nos próximos dez anos, disse nesta segunda-feira (10/10) o ministro da Educação, Fernando Haddad. A fatia do Orçamento destinada ao setor será definida no Plano Nacional de Educação válido até 2020, que tramita na Câmara dos Deputados.

“Estou aguardando uma manifestação do Congresso [Nacional], que deve dar a última palavra nas próximas semanas. Não vai ser menos do que 7% e não vai ser maior do que 10%. E eu entendo que [com essa definição] o Brasil dará um grande passo”, declarou Haddad, ao participar, no Rio de Janeiro, de um seminário sobre os desafios da educação básica no país, promovido pela Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas, da Fundação Getulio Vargas (FGV).

O ministro destacou que, atualmente, o Brasil investe o percentual equivalente à media dos países que integram a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que reúne as nações mais industrializadas da economia de mercado, como a França, o Japão e a Alemanha. Ele defendeu, no entanto, que esses investimentos aumentem para reduzir a “dívida educacional” brasileira.

“A média da OCDE é 5%, mas o PIB deles é maior que o nosso e a dívida educacional é menor que a nossa. Temos que fazer um esforço um pouquinho maior que a média mundial para honrar a dívida que acumulamos desde a proclamação da República”, acrescentou.












http://www.correiobraziliense.com.br...ministro.shtml
Reply With Quote
     
     
  #60  
Old Posted Oct 11, 2011, 1:42 PM
MAMUTE's Avatar
MAMUTE MAMUTE is online now
...
 
Join Date: Nov 2010
Location: Brasília
Posts: 6,653
Emprego no setor industrial volta a crescer em agosto, indica IBGE


O número de empregos no setor industrial aumentou 0,4% na passagem de julho para agosto de 2011, segundo a Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (Pimes), divulgada nesta terça-feira (11/10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

É a primeira alta do indicador depois de duas quedas consecutivas. Na passagem de junho para julho e de maio e junho, embora considerado em um patamar estável, o emprego na indústria diminuiu 0,1%. No acumulado dos últimos 12 meses encerrados em agosto, o aumento chega a 2,3%.

Na comparação com agosto de 2010, o número de vagas no setor cresceu 0,6%, sendo que, no acumulado entre janeiro e agosto, houve aumento de 1,6%, "ritmo ligeiramente abaixo do observado nos último meses", diz o comunicado do IBGE.

Entre as 14 regiões metropolitanas avaliadas na pesquisa, nove apresentaram aumento do número de empregos na indústria. Os destaques são o Paraná (6,7%), a Região Norte e Centro-Oeste (3%) e Pernambuco (7,6%). São Paulo registrou a principal influência negativa (-1,6%).

Entre os setores industriais, dez dos 18 pesquisados aumentaram a oferta de vagas, principalmente alimentos e bebidas (4,4%), meios de transporte (6,5%), máquinas e aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações (6,1%), além de outros produtos da indústria de transformação (3,5%). Por outro lado, exerceram pressão negativa os setores de papel e gráfica (-8,45) e de calçados (-7,5%).

De acordo com o IBGE, o número de horas pagas aos trabalhadores industriais também aumentou 0,4% em agosto em relação a julho.

A folha de pagamento real dos trabalhadores também cresceu no período, pela quarta vez consecutiva. Em relação a julho, houve aumento de 3,3%, impulsionado pela indústria extrativa e pelo pagamento de participações nos lucros e resultados de empresas consideradas importantes no setor.

Na comparação com o indicador de agosto de 2010, a folha de pagamento real cresceu 7,1%. No acumulado dos último oito meses encerrados em agosto, o aumento chega a 5,2%.














http://www.correiobraziliense.com.br...ica-ibge.shtml
Reply With Quote
     
     
This discussion thread continues

Use the page links to the lower-right to go to the next page for additional posts
   
Reply

Go Back   SkyscraperPage Forum > Regional Sections > América Latina > Brasil > Notícias do Brasil - Imprensa Nacional
Forum Jump


Thread Tools
Display Modes

Forum Jump


All times are GMT. The time now is 5:31 PM.

     

Powered by vBulletin® Version 3.8.7
Copyright ©2000 - 2014, vBulletin Solutions, Inc.